Guia da Semana

Crítica: “O Agente da U.N.C.L.E.” resgata os anos 60 com muito estilo, ação e bom humor

Filme de Guy Ritchie estreia no dia 3 de setembro nos cinemas

Depois de viver o super-herói mais americano dos quadrinhos nos cinemas, o britânico Henry Cavill volta a defender o país como um agente secreto na Guerra Fria, se aliando a Armie Hammer no novo e estilosíssimo filme de Guy Ritchie, “O Agente da U.N.C.L.E.”.

O longa, baseado na série de TV homônima dos anos 60, mostra a origem de uma organização secreta chamada “U.N.C.L.E.” (palavra que, em inglês, significa “tio”, mas cujas iniciais formam “Comando de Redes Unidas para a Aplicação da Lei”). Curiosamente, essa organização é formada pela coalisão entre os arqui-rivais Estados Unidos e Rússia e, consequentemente, seus protagonistas são um agente da CIA e um da KGB.

Cavill interpreta o agente Napoleon Solo, um ex-soldado e ladrão de obras de arte que passa a trabalhar para a CIA em troca de liberdade. Numa missão para resgatar a filha de um cientista alemão, Solo acaba cruzando o caminho com Illya Kuryakin (Armie Hammer), da KGB. O encontro é  hilário e destrutivo.

O ódio vira competição quando os dois descobrem que terão que trabalhar juntos – destaque para uma sequência em que eles disputam seus gadgets tecnológicos, numa espécie de corrida armamentista em escala individual. Até o final do filme, porém, a parceria já terá se transformado em amizade.

O filme se desenrola num divertido jogo de espionagem e ação, que ganha pontos pela montagem, pelo design e pelo carisma do elenco, mesmo que o roteiro não seja tão original. Nas cenas de ação com Solo e Kuryakin, por exemplo, a tela se divide para mostrar cada um dos agentes e suas vítimas, formando quadros que se sobrepõem rapidamente e se encontram no final. Já o figurino e a cenografia trazem cores vibrantes, formas geométricas e um toque militarista, numa releitura irresistível dos anos 60.

Quem rouba a cena é a sueca Alicia Vikander, que vive a garota “resgatada” do início, Gaby. Filha de um engenheiro que está projetando uma bomba para os alemães, ela tem a missão de ajudar a dupla a encontrá-lo, mas também tem seus próprios interesses e só aceitará fazer as coisas do seu jeito.

A participação feminina é quase equilibrada neste filme: além de Gaby e toda a sua personalidade (e estilo), temos uma vilã forte interpretada por Elizabeth Debicki. Ela é bonita e elegante, mas não usa a sedução como arma: seu flerte é tratado mais como um passatempo, para ambos os lados, do que como uma estratégia de manipulação.

Entre os atores, quem se sai melhor é Cavill, à vontade com o papel de mulherengo e surpreendente como o personagem mais engraçado do longa – especialmente quando coloca em prática seus conhecimentos sobre moda (é impossível não rir numa cena em que os dois agentes discutem sobre o melhor cinto para combinar com um vestido).

Já Hammer parece ficar sempre um passo atrás. Galã, de traços delicados, ele não lembra em nada o brutamontes que seu personagem deveria ser, constantemente referenciado pelos demais como um “gigante” ou um “operário” e vítima de ataques repentinos de agressividade. Apesar disso, o ator consegue cativar quando mostra o lado sensível e protetor de seu protagonista, oferecendo um contraponto ao jeito prático e despreocupado de Solo.

“O Agente da U.N.C.L.E.” é um filme tanto para fãs de Guy Ritchie – e de seus excessos e absurdos estilosos – quanto para quem gosta do gênero de espionagem, com uma dose de bom humor. O filme chega aos cinemas no dia 3 de setembro.

Atualizado em 26 Ago 2015.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

“Logan” e “A Bela e A Fera” são os filmes mais vistos nos cinemas em 2017; confira os números

Veja o balanço completo das bilheterias mundiais em 2017

15 Filmes que dão uma aula sobre preconceito racial

Títulos como “Moonlight” e “Estrelas Além do Tempo” têm colocado o tema no centro das atenções

Marvel Studios divulga pôsteres incríveis de "Guardiões Galáxia Vol 2"

Filme estreia nos EUA em 27 de abril

10 Filmes que você vai querer ver nos cinemas em abril

"Joaquim" e "Guardiões da Galáxia Vol. 2" estão entre os destaques do mês

Pennywise está assustador em nova foto de "It: Uma Obra-Prima do Medo"

Adaptação do livro de Stephen King estreia em setembro

Aquaman rouba a cena em novo teaser de "Liga da Justiça"; assista

Filme estreia no dia 16 de novembro