Guia da Semana

Crítica: “O Natal dos Coopers” é o filme ideal para descansar a mente neste fim de ano

Filme marca o retorno aos cinemas da diretora de “Uma Lição de Amor”

Enfim chegou o último mês do ano e, com ele, começam a aparecer os tradicionais filmes despretensiosos para descansar a mente. “O Natal dos Coopers”, comédia que estreia no dia 3 de dezembro, é uma dessas produções: tem todos os ingredientes infalíveis para agradar, incluindo um elenco famoso, mas não vai deixar grandes marcas.

Este é o primeiro trabalho de Jessie Nelson na direção desde o drama “Uma Lição de Amor”, de 2001, e o roteiro é assinado por Steven Rogers, de “Kate & Leopold” e “Lado a Lado”. Como naqueles filmes, “O Natal dos Coopers” também aposta numa mensagem otimista e em personagens que buscam uma espécie de redenção, mas, neste caso, o clima é bem mais leve.

Aqui, acompanhamos seis histórias paralelas envolvendo pessoas de uma mesma família, nas horas que antecedem o jantar de Natal. Enquanto uns vivem novos amores, outros lidam com a separação ou tentam encontrar seu lugar no mundo, sozinhos. No percurso, discutem diferenças religiosas, políticas, de gênero e idade, mas tudo em doses inofensivas, suficientes apenas para mostrar a magia agregadora da data. 

Existe uma intenção de mostrar como as pessoas tentam manter aparências diante da família, e como essas mentiras alimentam uma tensão crescente durante o jantar, mas isso não consegue ser sustentado além da intenção. Na prática, tudo se resolve facilmente e sem atritos - afinal, é Natal. 

Apesar de contar com grandes humoristas como John Goodman e Ed Helms, o filme não consegue criar boas situações de humor e acaba cedendo mais para o drama familiar. Diane Keaton e Marisa Tomei ajudam a dar peso e a criar uma identificação com o público, enquanto Amanda Seyfried e Olivia Wilde garantem o lado jovem e romântico do mosaico. Anthony Mackie faz uma participação interessante, mas mal aproveitada.

Da escolha dos atores à narração, feita pelo cachorro da família (com voz de Steve Martin), tudo parece calculado para agradar - e isso, talvez, seja o motivo pelo qual não nos emocionamos com a história. “O Natal dos Coopers”, afinal, é apenas mais um filme natalino, exatamente como prometeu ser. Ideal para descansar.

Atualizado em 4 Dez 2015.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Apresentador erra e dá Oscar para o filme errado; confira os vencedores

“Moonlight” vence e mostra reação do Oscar às polêmicas de 2016 e a Trump

17 filmes para assistir no NOW durante o feriado de Carnaval

De terror a animação, confira filmes que vão te entreter nesse feriado

Logan: "filme definitivo" do Wolverine chega aos cinemas

Longa marca a despedida de Hugh Jackman do personagem que viveu por 17 anos

Um Limite Entre Nós: filme indicado ao Oscar chega ao Brasil em cima da hora

Longa traz Denzel Washington e Viola Davis em atuações singulares

13 filmes indicados ao Oscar que você pode assistir em casa agora mesmo

Do premiado “A Chegada” ao emocionante “Fogo no Mar”, veja quais são os filmes do Oscar para assistir no NOW

Confira os melhores momentos da passagem de Hugh Jackman pelo Brasil