Guia da Semana

Duas mulheres e a culinária

Separadas pelo tempo, porém unidas por uma paixão em comum


Baseado em duas histórias reais, o longa Julie e Julia tem como premissa os livros My life in France (escrito por Julia Child) e Julie e Julia (da autora Julie Powell). Dirigido e com roteiro adaptado para as telas pela sempre esperançosa diretora Norah Ephron (das comédias românticas Sintonia de amor e Harry e Sally - feitos um para o outro), o filme traz a história real dessas duas mulheres, em personagens entrelaçadas, porém separadas pelo tempo.

Contada de forma simultânea - recurso utilizado no esplendoroso As horas - o filme traz a personagem Julie Powell (Amy Adams, melhor a cada dia), uma jovem casada com Eric (Chris Messina), que vive na conturbada Nova Iorque de 2002, ainda em frangalhos pós 11 de setembro. Ex-editora de uma conceituada revista, Julie trabalha como atendente telefônica da empresa responsável pela construção do memorial em homenagem aos mortos nos ataques ao World Trade Center. Melancólica e sem expectativas de vida, ela vê suas amigas tornando-se cada vez mais bem sucedidas profissionalmente. É quando, então, ela decide criar um blog em que relembra as famosas receitas francesas da cozinheira norte-americana Julia Child (Meryl Streep, adorável como nunca).

O que parecia ser apenas um hobby misturado com uma tentativa de encontrar-se (eis a relação entre os atentados terroristas com a nova busca pela identidade dos norte-americanos). Assim, acompanhamos o desenvolvimento e reconstrução da vida de Julie enquanto observamos a vida de Julia e seu marido, o embaixador Paul Child (Stanley Tucci). Com um amor incondicional à França, Julia começa, na década de 50, a estudar a culinária francesa com o objetivo de escrever um livro sobre o tema direcionado para americanos. E assim vamos acompanhando a vida de Julie, que vai voltando a sentir o prazer de viver graças às receitas de Julia enquanto decide criar um blog com o objetivo de recriar (e escrever sobre) 524 receitas num período de 365 dias.

É emocionante acompanhar em Julie a redescoberta do prazer, de ser reconhecida, quando seu blog torna-se um sucesso no país e a ligação dela com Julia torna-se cada vez mais próxima e íntima, mesmo sem se conhecerem pessoalmente. Com momentos cômicos e dramáticos na medida certa, a diretora/produtora/roteirista Norah Ephron cria um conto de fadas moderno, tratando da paixão por algo que faz despertar o que acreditávamos ter morrido dentro de nós mesmos: o prazer de ser.

Streep e Tucci, que já haviam trabalhado juntos em O diabo veste Prada, trazem personagens adoráveis, bem como a jovem Amy Adams (que já havia trabalhado com Streep em Dúvida) e mistura doçura e humor na dose exata em sua personagem, que vai da melancolia profunda até um estado de esperança comovente.

Um ótimo feel-good-movie, Julie e Julia preza pela bela direção de arte e pelo bem cuidado figurino que recria os anos 50 de Julia Child, encarnada em uma Meryl Streep amável, sorridente, única e talvez mais à vontade que seu trabalho no divertido Mamma Mia. Na verdade, todo o elenco está muito à vontade, com uma simpatia natural e extremamente convincente, dando o clima perfeito de amor e felicidade que as personagens compartilham com seus maridos.

Lembrando outros filmes que utilizam a temática culinária, como A festa de Babette e Como água para chocolate (respeitando as devidas proporções, claro), Julie e Julia ganhou forma em um filme delicioso, no sentido literal da palavra. Uma grande surpresa. E para assistir com um sorriso largo no rosto e muita água na boca.

Quem é o colunista: Um jornalista aficcionado por cinema de A a Z.

O que faz: Dono do blog Dial M For Movies.

Pecado gastronômico: Lasanha.

Melhor lugar do Brasil: Qualquer lugar, desde que eu esteja com meus amigos.

Para Falar com ele: leonardo.g.freitas@gmail.com

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Ator de “Power Rangers” faz homenagem à Chapecoense durante a CCXP 2016

Elenco do filme participa da terceira edição da feira de cultura pop em São Paulo

Veja os melhores cosplays da Comic Con Experience 2016 (CCXP)

Evento acontece no São Paulo Expo entre 1 e 4 de dezembro

CCXP 2016 surpreende com vídeos exclusivos no segundo dia de evento

Cena de novo “Homem-Aranha” e trailer de “Planeta dos Macacos: A Guerra” foram destaques na sexta-feira

"Jumanji" tem estreia no Brasil adiada para 2018

Anúncio foi feito pela Sony durante a CCXP

Assista à entrevista exclusiva com Fiuk e Sandy sobre a animação "Sing - Quem Canta Seus Males Espanta"

Filme estreia no dia 22 de dezembro nos cinemas

"A Múmia": Remake com Tom Cruise ganha teaser e pôster

Estreia está agendada para junho de 2017