Guia da Semana

Filme brasileiro está na lista dos 10 melhores do NYT

Filme premiado do diretor pernambucano Kleber Mendonça Filho integra lista ao lado de Tarantino e Steven Spielberg

O longa-metragem brasileiro O Som ao Redor entrou na lista do crítico Anthony Oliver Scott, do jornal americano The New York Times, como um dos 10 melhores filmes de 2012.
Dirigido pelo cineasta pernambucano Kleber Mendonça Filho, o longa aparece ao lado de trabalhos de Quentin Tarantino e Steven Spielberg, e já foi premiado nos festivais de Roterdã (Prêmio da crítica FIPRESCI), Gramado (Melhor Som, Filme da Crítica, Filme do Público e Diretor, Rio (Melhor Filme e Roteiro), entre outros. O filme tem estreia prevista para 4 de janeiro de 2013.
 
Confira a lista completa dos 10 melhores do The New York Times:

1 - Amor, de Michael Haneke
2 - Lincoln, de Steven Spielberg
3 - Beasts of the Southern Wild, de Benh Zeitlin 
4 - Footnote, de Joseph Cedar
5 - O Mestre, de Paul Thomas Anderson
6 - A Hora Mais Escura, de Kathryn Bigelow
7 - Django Livre, de Quentin Tarantino
8 - Goodbye, First Love, de Mia Hansen-Love
9 - O Som ao Redor, de Kleber Mendonça Filho
10 - The Grey, de Joe Carnahan

Atualizado em 14 Dez 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Após polêmica, Bernardo Bertolucci desmente estupro em "Último Tango em Paris"

Diretor julgou repercussão como um "mal-entendido ridículo"

"Guardiões da Galáxia Vol. 2" tem o trailer mais assistido da história da Marvel

Continuação do longa de 2014 chega aos cinemas em abril de 2017

"Sully - O Herói do Rio Hudson" ganha nova data de estreia no Brasil

Filme em que Tom Hanks evita acidente aéreo teve lançamento adiado após tragédia com Chapecoense

Apresentador Jimmy Kimmel comandará o Oscar 2017

Notícia foi confirmada pela revista Variety

Assista à nova prévia de "Tamo Junto", comédia estrelada por Sophie Charlotte

Longa apresenta humor repleto de referências da cultura pop

Bertolucci revela que houve estupro em cena de "Último Tango em Paris" e revolta Hollywood

"Queria sua reação como garota, não como atriz", disse o diretor