Guia da Semana

Filmes alemães estão em cartaz neste mês

Projeto Ciclos de Cinema promove exibições sextas e sábados

Os Ciclos de Cinema de novembro levam filmes alemães ao auditório do Museu Arqueológico de Sambaqui. As produções foram selecionadas a partir do acervo legendado em português do Goethe-Institut São Paulo, contemplando cineastas como Helmut Käutner, Volker Schlöndorf, Pierre-Hery Salfati, entre outros. As sessões ocorrem sextas e sábados, às 19h15, com entrada grátis.


Programação:

05/11 - A ruiva (Die Rote). Helmut Käutner. 1962, p&b, 90 min.

06/11 - Despedida de ontem (Abschied von Gestern). Alexander Kluge.1966, p&b, 88 min.

12/11 - A Apreensão (Die Beunruhigung). Lothar Warneke. 1981, p&b, 96 min.

13/11 - Poder dos sentimentos (Die Macht der Gefühle). Alexander Kluge. 1983, p&b e cores, 115 min.

19/11 - Igreja São Nicolau (Nikolaikirche). Frank Beyer. 1995, cores, 133 min.

20/11 - A música e o silêncio (Jenseits der Stille). Caroline Link. 1996, cores, 109 min.

26/11 - A Nona (Die Neunte). Pierre-Henry Salfati. 2004, cores, 80 min.

27/11 - Nono dia (Der neunte Tag). Volker Schlöndorff. 2004, cores, 97 min.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Título do novo "Star Wars" é revelado: "The Last Jedi"

Oitavo episódio da saga chega aos cinemas em dezembro

"Batman vs. Superman" lidera indicações ao Framboesa de Ouro 2017; veja lista completa

Ao contrário do Oscar, premiação elege os piores filmes do ano

J.K. Rowling desmente boato sobre filme de "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada"

"Não há verdade nos rumores sobre a trilogia", disse a escritora no Twitter

Após vídeo de supostos maus-tratos, pré-estreia de "Quatro Vidas de Um Cachorro" é cancelada

Universal Pictures divulgou comunicado oficial informando o cancelamento

Animação francesa “A Bailarina” é opção para as férias

Filme mostra uma menina que sonha em ser bailarina, mas, para isso, terá que aprender lições importantes de vida

Rede Cinesystem inaugura seu primeiro cinema em São Paulo

Com nove salas e projeção a laser, cinema promete ser o mais moderno da cidade