Guia da Semana

"Garotas" retrata o universo feminino com o olhar singular de Celine Sciamma's

Vencedor do último Festival de San Sebastián, o novo longa da diretora continua a explorar a mesma temática de sua filmografia

Pai e filha tomando sol nas piscinas de Sofia Coppola, crianças entediadas nas histórias de Wes Anderson ou até a desesperança completa nos roteiros de Bergman ou Antonioni. Não é de hoje que a monotonia ou o enjoo da sociedade é retratado nos cinemas - seja no âmbito indie ou comercial; na juventude ou na maturidade; na escassez ou na abundância. "Garotas", de Celine Sciamma's , não foge desta norma. O filme, parte das competições de Cannes e do LUX Prize, acabou levando o Mirada Award no Festival de San Sebastián e trouxe controvérsias na recepção de público e crítica. O Guia da Semana assistiu ao filme e te conta o que achar; confira!

Marieme é uma menina de 16 anos que vive cercada de proibições: a censura do bairro, a lei do machismo, os impasses da escola. Entretanto, sua realidade unilateral se vê abalada quando ela encontra três meninas que resolveram lutar por sua própria liberdade. É a partir daí que Marieme começa a rever simples atitudes de seu cotidiano, da maneira como se veste até a forma com a qual se relaciona com o próximo. "Garotas" é, entre tantos outros, mais uma história de descobertas e confrontos proporcionados pela juventude. O diferencial, aqui, é a maneira singular com que Sciamma's retrata o universo feminino.

E é com segurança que se observa tal faceta na filmografia da diretora. "Tom Boy", de 2011, trata da história de uma garota que, confundida com um rapaz, decide levar a mentira a frente. "Lírios D'Água", seu filme de estreia, dedica-se a mostrar as primeiras experiências homossexuais na vida de duas amigas. Até seu primeiro e único curta, "Pauline", parte de uma campanha anti-homofobia do governo francês, também percorre o mesmo terreno.

Há quem critique o tom monótono das lentes de Sciamma's. Outros, uma suposta leviandade: seriam tais garotas de fato personagens reais da realidade francesa? Cabe ao espectador dizer. É inegável, entretanto, que Celine destaca-se, sim, em meio a tantos diretores que abordam o tema. Factível, ou não, "Garotas" é uma história sincera e que parte, principalmente, de uma diretora muito bem gabaritada para tal.

Atualizado em 27 Abr 2015.

Por Ricardo Archilha
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Reese Witherspoon quer fazer "Legalmente Loira 3"

"As mulheres precisam desse tipo de positividade hoje em dia", disse a atriz ao E! News

10 Filmes da Sessão da Tarde para ver na Netflix

“Operação Cupido” e “Aventureiros do Bairro Proibido” estão entre os filmes nostálgicos em cartaz

“Estrelas Além do Tempo” revela as mulheres negras que mudaram a história da NASA

Longa inspirador e bem-humorado estreia no dia 2 de fevereiro nos cinemas

“A Cura”: diretor de “O Chamado” retorna ao terror com longa sinistro e hipnotizante

Filme chega aos cinemas no dia 16 de fevereiro

“O Poderoso Chefinho”: animação adorável sobre um bebê “adulto” estreia em março (e vai conquistar seu coração)

Filme explora a relação entre um menino de 7 anos e seu novo irmãozinho

Final do Super Bowl será transmitida ao vivo nos cinemas

Evento acontece no dia 5 de fevereiro e terá show de Lady Gaga no intervalo