Guia da Semana

Melhores discursos em premiações de cinema

Conheça os momentos mais emocionantes na história do Oscar e de outros prêmios

Com a temporada de premiações esquentando neste início de ano, começa também a temporada de discursos – inspiradores, emocionantes, polêmicos ou engraçados – de quem sobe ao palco para receber seu troféu.

+ Tudo sobre o Oscar 2014
+ Confira os indicados à Framboesa de Ouro 2014
+ Conheça 10 clássicos que nunca ganharam o Oscar 

O Guia da Semana selecionou os discursos mais marcantes que já passaram por estes mais de 70 anos de cerimônias para celebrar o cinema. Confira:

 

Hattie McDaniel

Oscar 1940: Melhor Atriz Coadjuvante – E o Vento Levou

Muito antes de Halle Berry, Hattie McDaniel representou os artistas negros no Oscar, vencendo o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante por “E o Vento Levou”. No discurso, bastante humilde, ela afirma a esperança de que sua vitória possa ser sempre um exemplo para sua raça e para a Academia.

 

Dustin Hoffman

Oscar 1980: Melhor Ator - "Kramer vs. Kramer"

Ao receber seu primeiro Oscar, Hoffman se disse “dividido”, pois sempre se considerou crítico às premiações. Em seu discurso, o ator aproveitou para homenagear os profissionais que “nunca sobem ao palco” e que permanecem invisíveis à Academia. Hoffman ainda defendeu a união, e não a competição, entre os artistas que fazem cinema. (Também é dele o comentário sobre a estatueta dourada: “ele não tem genitália e está carregando uma espada”.)

 

Cuba Gooding Jr.

Oscar 1997: Melhor Ator Coadjuvante - Jerry Maguire

Provavelmente num dos discursos mais felizes já vistos, Cuba Gooding Jr. apressa-se para fugir do corte, mas acaba gritando seus agradecimentos sobre a música de fundo e declara, em êxtase: “eu amo todas as pessoas envolvidas neste filme! Eu amo vocês! Todos!”

 

Roberto Benigni

Oscar 1999: Melhor Ator - A Vida é Bela

Nem mesmo o sotaque italianíssimo de Benigni impediu-o de fazer um discurso grandioso e cheio de metáforas, incluindo Júpiter, o firmamento e uma montanha de neve. O ator agradeceu à América e à Itália, depois admitiu querer ganhar outros Oscars.

 

Halle Berry

Oscar 2002: Melhor Atriz – A Última Ceia

Primeira mulher negra a ganhar o Oscar de Melhor Atriz, Halle Berry se desmanchou em lágrimas ao ouvir seu nome e garantiu que aquele prêmio “era muito maior do que ela”. “Agora elas têm uma chance, porque nesta noite a porta foi aberta”, declarou.

 

Michael Moore

Oscar 2003: Melhor Documentário - Tiros em Columbine

Provocativo como sempre, Moore usou seu momento de glória para alfinetar o governo de George W. Bush: “Nós gostamos de não-ficção, mas vivemos em tempos fictícios. Um tempo em que temos eleições fictícias, que elegem um presidente fictício”. Ouch!  

 

Mo'Nique

Globo de Ouro 2010: Melhor Atriz Coadjuvante – Preciosa

Emocionada, a atriz de Preciosa lembrou o início do sonho de ser uma estrela, aos 14 anos, agradeceu ao diretor Lee Daniels e, finalmente, dedicou seu prêmio a “todas as preciosas, todas as pessoas que já foram tocadas. É hora de contar. E está tudo bem”.

 

Ben Affleck

Oscar 2013: Melhor Filme – Argo

Depois de ser duramente criticado por seu trabalho como ator, o diretor/ator de Argo agradeceu à equipe e desabafou: “você precisa trabalhar mais do que você acha que é possível. E não importa o quanto você caia na vida – porque isso vai acontecer – o que importa é que você precisa levantar.”

 

Jennifer Lawrence

LA Film Critics Award 2013: Melhor Atriz – O Lado Bom da Vida

Para quem ainda duvidava que Jennifer Lawrence era uma garota desastrada, a atriz perdeu o fôlego, tossiu, tropeçou e fez piadinhas nervosas enquanto tentava agradecer educadamente ao prêmio dos críticos em Los Angeles. Pura espontaneidade!

 

Angelina Jolie

Governor’s Awards 2013: Jean Hersholt Humanitarian Award

Ao receber o prêmio por ação humanitária, Jolie agradeceu aos filhos, ao marido e prestou uma bela homenagem à mãe, que faleceu em 2007. A atriz ainda lembrou de suas viagens e de como percebeu a dimensão das diferenças sociais: “Não sei por que esta é minha vida e aquela é a vida dela [uma refugiada], mas farei como minha mãe pediu: farei o que puder para que minha vida seja útil para os outros”.

 

Meryl Streep + Emma Thompson

National Board of Review 2014: Melhor Atriz (Emma Thompson) – Walt nos Bastidores de Mary Poppins

Meryl Streep já ficou famosa por seus discursos, sempre ácidos e surpreendentemente sinceros. Este ano, porém, ela se superou: a atriz criticou Walt Disney (acusando-o de machista e anti-semitista), a Academia (chamando a temporada de prêmios de “ridícula”) e todos os artistas que trabalham por dinheiro. Para piorar, Streep não estava recebendo o prêmio – ela o estava entregando à colega Emma Thompson, que, por sua vez, aceitou o troféu dedicando um agradecimento especial à produtora Alison Owen, que “produziu um filme sobre uma mulher de 60 anos que não era sobre ela ser esposa nem mãe”.

O momento não foi filmado.

 

Atualizado em 20 Jan 2014.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

7 Fatos sobre “Fallen” que você precisa saber antes de ir aos cinemas

Adaptação do primeiro livro da saga adolescente estreia no dia 8 de dezembro

4 Motivos para ver “A Qualquer Custo” nos cinemas

Filme com Chris Pine e Jeff Bridges chega aos cinemas em janeiro

"50 Tons Mais Escuros" ganha trailer inédito; confira

Novo vídeo do longa está mais caliente do que nunca!

Clássico de Chaplin tem sessão gratuita no Auditório Ibirapuera

Exibição encerra a programação do centenário de Paulo Emílio Sales Gomes

Saiu o primeiro teaser de "Homem Aranha: De Volta ao Ler"; vem assistir!

Trailer completo será divulgado nesta quinta-feira

Mais de 20 fotos inéditas de "Transformers: O Último Cavaleiro" vazam na internet; confira

Próximo longa da franquia estreia em junho de 2017