Guia da Semana

Melhores discursos em premiações de cinema

Conheça os momentos mais emocionantes na história do Oscar e de outros prêmios

Com a temporada de premiações esquentando neste início de ano, começa também a temporada de discursos – inspiradores, emocionantes, polêmicos ou engraçados – de quem sobe ao palco para receber seu troféu.

+ Tudo sobre o Oscar 2014
+ Confira os indicados à Framboesa de Ouro 2014
+ Conheça 10 clássicos que nunca ganharam o Oscar 

O Guia da Semana selecionou os discursos mais marcantes que já passaram por estes mais de 70 anos de cerimônias para celebrar o cinema. Confira:

 

Hattie McDaniel

Oscar 1940: Melhor Atriz Coadjuvante – E o Vento Levou

Muito antes de Halle Berry, Hattie McDaniel representou os artistas negros no Oscar, vencendo o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante por “E o Vento Levou”. No discurso, bastante humilde, ela afirma a esperança de que sua vitória possa ser sempre um exemplo para sua raça e para a Academia.

 

Dustin Hoffman

Oscar 1980: Melhor Ator - "Kramer vs. Kramer"

Ao receber seu primeiro Oscar, Hoffman se disse “dividido”, pois sempre se considerou crítico às premiações. Em seu discurso, o ator aproveitou para homenagear os profissionais que “nunca sobem ao palco” e que permanecem invisíveis à Academia. Hoffman ainda defendeu a união, e não a competição, entre os artistas que fazem cinema. (Também é dele o comentário sobre a estatueta dourada: “ele não tem genitália e está carregando uma espada”.)

 

Cuba Gooding Jr.

Oscar 1997: Melhor Ator Coadjuvante - Jerry Maguire

Provavelmente num dos discursos mais felizes já vistos, Cuba Gooding Jr. apressa-se para fugir do corte, mas acaba gritando seus agradecimentos sobre a música de fundo e declara, em êxtase: “eu amo todas as pessoas envolvidas neste filme! Eu amo vocês! Todos!”

 

Roberto Benigni

Oscar 1999: Melhor Ator - A Vida é Bela

Nem mesmo o sotaque italianíssimo de Benigni impediu-o de fazer um discurso grandioso e cheio de metáforas, incluindo Júpiter, o firmamento e uma montanha de neve. O ator agradeceu à América e à Itália, depois admitiu querer ganhar outros Oscars.

 

Halle Berry

Oscar 2002: Melhor Atriz – A Última Ceia

Primeira mulher negra a ganhar o Oscar de Melhor Atriz, Halle Berry se desmanchou em lágrimas ao ouvir seu nome e garantiu que aquele prêmio “era muito maior do que ela”. “Agora elas têm uma chance, porque nesta noite a porta foi aberta”, declarou.

 

Michael Moore

Oscar 2003: Melhor Documentário - Tiros em Columbine

Provocativo como sempre, Moore usou seu momento de glória para alfinetar o governo de George W. Bush: “Nós gostamos de não-ficção, mas vivemos em tempos fictícios. Um tempo em que temos eleições fictícias, que elegem um presidente fictício”. Ouch!  

 

Mo'Nique

Globo de Ouro 2010: Melhor Atriz Coadjuvante – Preciosa

Emocionada, a atriz de Preciosa lembrou o início do sonho de ser uma estrela, aos 14 anos, agradeceu ao diretor Lee Daniels e, finalmente, dedicou seu prêmio a “todas as preciosas, todas as pessoas que já foram tocadas. É hora de contar. E está tudo bem”.

 

Ben Affleck

Oscar 2013: Melhor Filme – Argo

Depois de ser duramente criticado por seu trabalho como ator, o diretor/ator de Argo agradeceu à equipe e desabafou: “você precisa trabalhar mais do que você acha que é possível. E não importa o quanto você caia na vida – porque isso vai acontecer – o que importa é que você precisa levantar.”

 

Jennifer Lawrence

LA Film Critics Award 2013: Melhor Atriz – O Lado Bom da Vida

Para quem ainda duvidava que Jennifer Lawrence era uma garota desastrada, a atriz perdeu o fôlego, tossiu, tropeçou e fez piadinhas nervosas enquanto tentava agradecer educadamente ao prêmio dos críticos em Los Angeles. Pura espontaneidade!

 

Angelina Jolie

Governor’s Awards 2013: Jean Hersholt Humanitarian Award

Ao receber o prêmio por ação humanitária, Jolie agradeceu aos filhos, ao marido e prestou uma bela homenagem à mãe, que faleceu em 2007. A atriz ainda lembrou de suas viagens e de como percebeu a dimensão das diferenças sociais: “Não sei por que esta é minha vida e aquela é a vida dela [uma refugiada], mas farei como minha mãe pediu: farei o que puder para que minha vida seja útil para os outros”.

 

Meryl Streep + Emma Thompson

National Board of Review 2014: Melhor Atriz (Emma Thompson) – Walt nos Bastidores de Mary Poppins

Meryl Streep já ficou famosa por seus discursos, sempre ácidos e surpreendentemente sinceros. Este ano, porém, ela se superou: a atriz criticou Walt Disney (acusando-o de machista e anti-semitista), a Academia (chamando a temporada de prêmios de “ridícula”) e todos os artistas que trabalham por dinheiro. Para piorar, Streep não estava recebendo o prêmio – ela o estava entregando à colega Emma Thompson, que, por sua vez, aceitou o troféu dedicando um agradecimento especial à produtora Alison Owen, que “produziu um filme sobre uma mulher de 60 anos que não era sobre ela ser esposa nem mãe”.

O momento não foi filmado.

 

Atualizado em 20 Jan 2014.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

“It”: terror baseado em obra de Stephen King ganha trailer sinistro

Filme com ator de Stranger Things estreia em setembro nos cinemas

“A Vigilante do Amanhã – Ghost in the Shell”: tudo o que você precisa saber sobre o filme que estreia nesta quinta

Longa com Scarlett Johansson é um espetáculo visual e um remake fiel – mas as discussões filosóficas já não impressionam mais

Novo trailer de “Valerian e A Cidade dos Mil Planetas” mostra a exuberância de seu universo fantástico

Filme de Luc Besson chega aos cinemas no dia 10 de agosto

Infância de Pharrell Williams será retratada em musical de Hollywood

"Atlantis" terá produção da FOX e direção de Michael Mayer

12 Filmes, séries e mangás de ficção científica para conhecer depois de “A Vigilante do Amanhã”

Obras como “Matrix” e “Paprika” dialogam diretamente com os temas do filme com Scarlett Johansson

Novo trailer de "Homem-Aranha: De Volta ao Lar" mostra cena estrelada pelos Vingadores

Nova fase do herói nas telonas estreia no dia 6 de julho