Guia da Semana

Plataforma de streaming promete entregar filmes em casa no mesmo dia da estreia nos cinemas

Projeto já tem o apoio de nomes como J.J. Abrams e Peter Jackson

Já imaginou poder assistir (legalmente) a um filme em casa no mesmo dia de sua estreia nos cinemas? Uma plataforma chamada “Screening Room”, criada pelo co-fundador da Napster e ex-presidente do Facebook Sean Parker, juntamente com Prem Akkaraju, promete acabar com os tradicionais três meses (ou mais) de espera entre o lançamento na telona e o streaming doméstico, mas a conveniência virá com um custo: a princípio, a ideia é cobrar 50 dólares por filme (que ficará disponível por 48 horas), além de outros 150 dólares para a aquisição do aparelho anti-pirataria que permitirá o acesso às estreias.

A proposta é duplamente arriscada. Primeiro, porque ninguém sabe realmente se o público estará disposto a pagar esse valor. Segundo, porque as redes de cinemas americanas já entraram em diversas disputas com canais de televisão e streaming (Netflix sendo o caso mais recente) pelo direito de exibir os filmes antes de todas as outras plataformas.

O fim dessa exclusividade é, provavelmente, questão de tempo, mas as redes de cinema ainda são muito influentes junto aos estúdios de Hollywood e, sem o apoio deles, o Screening Room jamais poderia oferecer aos seus clientes o que eles realmente querem – que são os grandes blockbusters. Felizmente (para Parker e Akkaraju, pelo menos), grandes nomes da indústria já se mobilizaram a favor do projeto, alegando que ele ajudaria a ampliar o acesso aos filmes (atingindo pessoas que não têm tempo para ir ao cinema, mas gostariam), ao invés de prejudicar o mercado exibidor.

Estratégia

A estratégia do grupo para ganhar o apoio das redes, porém, é bem agressiva. Além de oferecer aos cinemas uma porcentagem generosa dos lucros, existe a promessa de presentear os clientes com dois ingressos para cada filme alugado – assim, os cinemas ainda podem lucrar sobre o consumo desses espectadores. Vale lembrar que, nos Estados Unidos, a média do preço de um ingresso de cinema gira em torno de oito dólares.

Martin Scorsese, Steven Spielberg, Peter Jackson, J.J. Abrams e Ron Howard estão entre os nomes que já se pronunciaram a favor da novidade. Ainda não há previsão para o lançamento do serviço.

Atualizado em 14 Mar 2016.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

J.K. Rowling desmente boato sobre filme de "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada"

"Não há verdade nos rumores sobre a trilogia", disse a escritora no Twitter

Após vídeo de supostos maus-tratos, pré-estreia de "Quatro Vidas de Um Cachorro" é cancelada

Universal Pictures divulgou comunicado oficial informando o cancelamento

Animação francesa “A Bailarina” é opção para as férias

Filme mostra uma menina que sonha em ser bailarina, mas, para isso, terá que aprender lições importantes de vida

Rede Cinesystem inaugura seu primeiro cinema em São Paulo

Com nove salas e projeção a laser, cinema promete ser o mais moderno da cidade

Rita Repulsa, Zordon e Alpha 5 estão no novo trailer dos "Power Rangers"; assista

Remake da série dos anos 90 estreia em março

“xXx: Reativado” – terceiro filme da franquia estrelada por Vin Diesel estreia nesta quinta

Longa traz Nina Dobrev no elenco e tem participação de Neymar Jr.