Guia da Semana

Plataforma de streaming promete entregar filmes em casa no mesmo dia da estreia nos cinemas

Projeto já tem o apoio de nomes como J.J. Abrams e Peter Jackson

Já imaginou poder assistir (legalmente) a um filme em casa no mesmo dia de sua estreia nos cinemas? Uma plataforma chamada “Screening Room”, criada pelo co-fundador da Napster e ex-presidente do Facebook Sean Parker, juntamente com Prem Akkaraju, promete acabar com os tradicionais três meses (ou mais) de espera entre o lançamento na telona e o streaming doméstico, mas a conveniência virá com um custo: a princípio, a ideia é cobrar 50 dólares por filme (que ficará disponível por 48 horas), além de outros 150 dólares para a aquisição do aparelho anti-pirataria que permitirá o acesso às estreias.

A proposta é duplamente arriscada. Primeiro, porque ninguém sabe realmente se o público estará disposto a pagar esse valor. Segundo, porque as redes de cinemas americanas já entraram em diversas disputas com canais de televisão e streaming (Netflix sendo o caso mais recente) pelo direito de exibir os filmes antes de todas as outras plataformas.

O fim dessa exclusividade é, provavelmente, questão de tempo, mas as redes de cinema ainda são muito influentes junto aos estúdios de Hollywood e, sem o apoio deles, o Screening Room jamais poderia oferecer aos seus clientes o que eles realmente querem – que são os grandes blockbusters. Felizmente (para Parker e Akkaraju, pelo menos), grandes nomes da indústria já se mobilizaram a favor do projeto, alegando que ele ajudaria a ampliar o acesso aos filmes (atingindo pessoas que não têm tempo para ir ao cinema, mas gostariam), ao invés de prejudicar o mercado exibidor.

Estratégia

A estratégia do grupo para ganhar o apoio das redes, porém, é bem agressiva. Além de oferecer aos cinemas uma porcentagem generosa dos lucros, existe a promessa de presentear os clientes com dois ingressos para cada filme alugado – assim, os cinemas ainda podem lucrar sobre o consumo desses espectadores. Vale lembrar que, nos Estados Unidos, a média do preço de um ingresso de cinema gira em torno de oito dólares.

Martin Scorsese, Steven Spielberg, Peter Jackson, J.J. Abrams e Ron Howard estão entre os nomes que já se pronunciaram a favor da novidade. Ainda não há previsão para o lançamento do serviço.

Atualizado em 14 Mar 2016.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Veja os melhores cosplays da Comic Con Experience 2016 (CCXP)

Evento acontece no São Paulo Expo entre 1 e 4 de dezembro

CCXP 2016 surpreende com vídeos exclusivos no segundo dia de evento

Cena de novo “Homem-Aranha” e trailer de “Planeta dos Macacos: A Guerra” foram destaques na sexta-feira

"Jumanji" tem estreia no Brasil adiada para 2018

Anúncio foi feito pela Sony durante a CCXP

Assista à entrevista exclusiva com Fiuk e Sandy sobre a animação "Sing - Quem Canta Seus Males Espanta"

Filme estreia no dia 22 de dezembro nos cinemas

"A Múmia": Remake com Tom Cruise ganha teaser e pôster

Estreia está agendada para junho de 2017

Cahiers du Cinéma elege os melhores filmes de 2016

O brasileiro "Aquarius" aparece em quarto lugar na lista