Guia da Semana

“The Rover – A Caçada” traz Guy Pearce e Robert Pattinson em papéis marcantes

Filme acompanha perseguição violenta no deserto australiano sem lei

Chega ao Brasil o segundo longa-metragem do diretor australiano David Michôd, que estreou em 2010 com “Reino “Animal” e agora aposta mais alto com “The Rover – A Caçada”. Lançado no festival de Cannes deste ano, este faroeste contemporâneo propõe uma jornada de redenção que tenta resgatar a humanidade perdida num mundo árido e sem lei.

Talvez a história se passe no futuro, talvez não. O fato é que se foram dez anos desde “o colapso”, o qual ninguém especifica, mas nem é preciso: o ambiente, o protagonista e todos os rostos agressivos e cansados que ele encontra no caminho fazem pensar em mais de um tipo de trauma. O maior deles, a indiferença.

Guy Pearce é o coração do filme e da história: seu personagem, que acompanhamos numa jornada violenta pelo deserto australiano, não revela o nome e carrega um passado obscuro, que o moldou como uma espécie de justiceiro às avessas. Sozinho e marcado pelo sol, ele parece não sentir mais nada e apenas saborear o amargor de cada minuto – isso até roubarem o seu carro.

O crime acontece rápida e um pouco atrapalhadamente, de forma que o protagonista acaba com uma caminhonete emperrada (capotada pelos bandidos) no lugar de seu sedan (usado para a fuga). A caminhonete funciona muito bem, mas isso não o impede de tentar recuperar, obsessivamente, seu carro original.

A gangue fugia de um confronto com militares, onde haviam largado o corpo de um garoto gravemente ferido – Rey (Robert Pattinson), o irmão mais novo de um dos fugitivos. Rey eventualmente encontra o personagem de Pearce, que, interessado na ajuda do garoto, incita nele o sentimento de vingança contra o irmão.

Se Pearce endurece seu personagem apenas com os olhos, Pattinson precisa do corpo todo para dar vida ao frágil e mentalmente perturbado Rey. Com um sotaque carregado, postura curvada e olhos agitados, o ator cria um jovem educado nas ruas, ingênuo mas impulsivo, que quer se tornar forte como o irmão ou como sua nova figura paterna. O resultado causa estranheza, mas também amplifica o interesse pelo desfecho dessa perseguição, que só pode ser trágico.

“The Rover – A Caçada” é para quem tem estômago forte: seus tiros são relativamente poucos (comparados a outros filmes do gênero), mas cada vítima ganha sua devida atenção e a câmera não desvia o olhar. O colapso é evidente.

Assista se você:

  • Gosta de filmes violentos
  • Gosta de filmes com protagonistas solitários 
  • Quer ver boas atuações de Guy Pearce e Robert Pattinson     

Não assista se você:

  • Não gosta de filmes violentos
  • Não gosta de faroestes ou de universos ficcionais sem lei
  • Procura um filme de ação mais agitado

Atualizado em 31 Jul 2014.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

"Jumanji" tem estreia no Brasil adiada para 2018

Anúncio foi feito pela Sony durante a CCXP

Assista à entrevista exclusiva com Fiuk e Sandy sobre a animação "Sing - Quem Canta Seus Males Espanta"

Filme estreia no dia 22 de dezembro nos cinemas

"A Múmia": Remake com Tom Cruise ganha teaser e pôster

Estreia está agendada para junho de 2017

Cahiers du Cinéma elege os melhores filmes de 2016

O brasileiro "Aquarius" aparece em quarto lugar na lista

Após acidente aéreo, estreia de “Sully” é adiada

Filme com Tom Hanks sobre um piloto de avião seria lançado nesta quinta-feira

Fã edita os oito filmes de Harry Potter em um único vídeo de 78 minutos

Porque quantidade não é qualidade! :p