Guia da Semana

Testamos a Hello Network, nova rede social do criador do Orkut

Entenda como funciona o aplicativo que conecta pessoas por meio de suas paixões em comum

Saudades Orkut? Não é de hoje que os entusiastas da saudosa rede social foram surpreendidos com a notícia de que Orkut Buyukkokten, criador da antiga plataforma, lançaria um aplicativo. Dito e feito: a Hello Network chega ao Brasil com a promessa de uma nova experiência em conectividade. O app já está disponível na Google Play Store, compatível com sistemas Android, e na App Store, para usuários do iPhone. Curiosos? O Guia da Semana testou a Hello e te conta se realmente vale a pena embarcar na novidade. Confira!

Diferente do Facebook (e do próprio Orkut, diga-se de passagem), a Hello vem com a promessa de nos conectar com pessoas e conteúdos por meio de nossas paixões. Na contramão das infinitas curtidas de Mark Zuckerberg, a ideia é criar um ambiente virtual onde o usuário possa mostrar ao mundo quem é, expressar o que ama e criar, assim, conexões mais verdadeiras e profundas - nas palavras do próprio sr. Orkut

Após o download, o cadastro é simples, já que é na criação do perfil que a brincadeira começa. Além do avatar e foto de capa, esse é o espaço para compartilhar informações mais completas - desde dados biográficos até perguntas como "Qual foi a coisa mais estranha que você já comeu?", até "O apocalipse zumbi chegou! O que você faria?".

Perfil completo, é hora de navegar pelas personas, o grande diferencial da Hello. Lembrando as famosas comunidades, as personas são áreas de interesse com as quais você se identifica: amante de animais, artista, atleta, geek, fashionista e por aí vai. São elas que vão influenciar a sua experiência no app, pois funcionam como filtros para o que será exibido no seu feed (aqui chamado de folio) e ponto de partida para encontrar novos amigos e seguidores. 

E as postagens? Na Hello elas vêm com o nome de jot e podem ser feitas em forma de foto ou texto, assemelhando-se bastante à interface do Instagram. No quesito interação, além das tradicionais curtidas e comentários, é possível enviar expressões (como as reações do Facebook) e presentes; para usá-los, porém, é preciso liberá-los através de pontos. Funciona assim: cada ação (postagens, curtidas, comentários e logins) acompanha uma pontuação. Ou seja, quanto maior a interação, maior a possibilidade de explorar o aplicativo. E a ideia é justamente essa.

Divertida e inusitada, a Hello mistura elementos de diversas redes sociais para alcançar seu objetivo: conectar usuários ao redor do mundo por meio de interesses em comum. A verdade, porém, é que a rede está mais para um Instagram elaborado do que para um Orkut propriamente dito. Se a moda vai pegar, é impossível dizer. Mas se você é daqueles que adora uma novidade digital, vale a pena testar.

Atualizado em 2 Ago 2016.

Por Ricardo Archilha
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Metrô no México usa assento com pênis para protestar contra abuso sexual

"É desagradável viajar aqui, mas não se compara ao que as mulheres sofrem nas suas viagens cotidianas", diz a campanha

Novos emojis chegam ao iPhone em junho

São 137 figurinhas inéditas e nós amamos todas!

Spotify pode restringir parte do acervo apenas para assinantes, diz jornal

Com novo modelo, lançamentos não seriam disponibilizados ao público geral

YouTube se retrata sobre erro em censura de conteúdos LGBT

Site explicou que ferramenta não funcionou como o esperado: "estamos trabalhando nisso"

Apple lança iPhone 7 vermelho em parceria com ONG

Modelo custa R$ 3.899 e poderá ser encomendado a partir do dia 24

Jogo "Super Mario Run" já tem data para chegar ao Android - confira!

Novidade é o primeiro game da Nintendo para celulares