Guia da Semana

Amiguinhos em casa

Dicas de atividades e refeições que podem se preparadas para receber os colegas do seu filho

Foto: Gettyimage


Noite do pijama, dia da fantasia, piquenique na sala, gincana com teatro de sombra e até a tradicional sessão de cinema com pipoca. São diversas as atividades que podem ser organizadas para reunir os coleguinhas do seu filho em casa.

Mas se você acha que cuidar só do seu filho já dá trabalho e que juntar outras crianças seria dor de cabeça na certa, fique tranquila. Basta planejar tudo antes, assim, a missão quase impossível pode resultar em momentos bem divertidos (inclusive para você).

Brincar com disciplina

Uma boa opção é sugerir um acampamento na sala, com barraca de camping ou cabaninha improvisada com lençóis. Se a reunião infantil contar só com meninas, organize um desfile de moda ou um chá de bonecas. No caso de meninos, monte um circuito de carrinho com os mais diversos objetos, para que eles possam apostar corrida entre eles.

"Mas só interfira nas recreações se for chamada, se não, esteja perto apenas para observar que não haja abuso", aconselha Maria Ângela Barbato, pedagoga e coordenadora da brinquedoteca da PUC-SP. Quando a criança é mais velha, é natural que ela não queira a presença dos pais.

Márcia Mendonça recebe com frequência os amigos de seu filho Kaio, de 11 anos, e costuma deixá-los sempre livres. "Eu direciono o filme que vão assistir, limito as horas no videogame e computador. Mas, em geral eles ficam no quarto brincando e é tranquilo, colocam todos os colchões no chão e fazem acampamento na hora de dormir", conta.

Não tenha receio de impor limites aos pequenos convidados. A pedagoga aconselha dizer sutilmente o que pode e não ser feito em uma conversa inicial com a turma. É importante também falar com os pais para combinar o horário de buscar. Assim, evita-se que a criança fique cansada esperando ou que seja interrompida durante a refeição ou brincadeira preferida.

Dependendo da idade, é comum que haja algum desentendimento entre eles. "Se isso acontecer, interfira e proponha outra atividade, quando você desvia a atenção, elas param de fazer birra", explica Maria Ângela. A mãe de Kaio aprova a técnica e acredita ser sempre possível chegar a um acordo sugerindo uma brincadeira diferente. 

O que servir de lanche?

Foto: Gettyimage


"Quando o Kaio traz os amiguinhos pra casa no fim de semana, pergunto o que eles gostam de comer e preparo coisas gostosas como pizza, cachorro-quente e pipoca. Como é um dia de curtir, acabo extrapolando na alimentação", conta Márcia.

Não há como negar, é realmente tentador oferecer guloseimas para agradá-los. Mas a nutricionista infantil Susy Graff alerta para os perigos que isso pode causar na saúde."Tem aumentado o número de crianças com colesterol avançado e triglicério a partir dos quatro anos de idade", justifica.

Segundo ela, o ideal é preparar uma refeição saudável, que seja também convidativa. No lanche da tarde, por exemplo, prefira os salgados assados aos fritos e os sucos naturais ou leite ao invés dos refrigerantes. No caso de oferecer sanduíches, prepare-os individualmente, com queijo branco e peito de peru ou presunto magro. Tente também inserir uma fruta, que pode ser uma pêra ou uma maçã.

Para a turma que insistir nos salgadinhos, faça uma pipoca ou minipizza com massa pronta ou pão sírio, molho e queijo mussarela. Mas evite doces muito gordurosos, como brigadeiro e bolacha recheada. Substitua por bolos caseiros e sem recheio, de banana ou de fubá, que são nutritivos e gostosos.

Foto: Gettyimage


Almoço e janta

Se as crianças forem almoçar, a dica da nutricionista é seguir o prato básico: arroz com feijão, uma carne grelhada, de preferência frango ou peixe e salada de alface e tomate. Com esse cardápio não tem como errar, já que é o mais servido na maioria das casas. Troque as desejadas batatasfritas  pelas versões assadas ou cozidas, que também vão deixá-los com água na boca. 

No jantar, vale cozinhar um macarrão com molho ou até hambúrgueres de peito de peru. Independente de qual seja a refeição, "atraia os baixinhos com uma mesa bem posta, lanches em pratos coloridos, sempre com a quantidade certa e delimitada, para não virar bagunça", recomenda Susy.

Para evitar qualquer problema, pergunte antes às mães se há alguma restrição alimentar, por conta de alergia ou algum tratamento. Daí, exclusivamente nesse caso, ofereça um prato diferenciado à criança. De resto, é só deixar tudo preparado antecipadamente, para poder relaxar e deixar seu filho ou filha curtir à vontade.

Atualizado em 1 Dez 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte