Guia da Semana

Aprender brincando

Cores, encaixes, músicas, palavras... Além de entreter, brinquedos ajudam no desenvolvimento de bebês e crianças

Fotos: Getty Images
Além de entreter, brinquedos podem aguçar a imaginação, a criatividade e a coordenação motora

Quanto mais barulho fizer, mais peças tiver e mais cores estiverem presentes, mais a criança se sente atraída pelo brinquedo. Apertar, encaixar, desmontar, abrir, fechar, amassar, morder... Não importa o sentido envolvido, brincar é sempre uma atividade pra lá de animada.

Mas nem só de entretenimento "vivem" os brinquedos. Eles educam, estimulam, desenvolvem e socializam. E, para isso, não precisam ser caros, especiais ou com alta tecnologia. "Todos os brinquedos, em princípio, são educativos. A diferença é o uso que o adulto faz do brinquedo, a forma como estimula a criança", afirma Tizuko Morchida Kishimoto, pedagoga, pós-doutora em Educação Pré-Escolar e coordenadora do Laboratório de Brinquedos e Materiais Pedagógicos e do Museu da Educação e do Brinquedo, ambos da USP (Universidade de São Paulo).

De acordo com a especialista, se o brinquedo for apenas colocado para a criança, ela cria sua própria forma de brincar, diferente da esperada pelo adulto. "No caso dos brinquedos de encaixar, por exemplo, a criança, sozinha, não vai relacionar formas e cores. Ela vai tentar encaixar o verde no azul, o quadrado no redondo. Os pais e educadores são os que ensinam essa relação, direcionam a brincadeira e utilizam o brinquedo com finalidade pedagógica", explica.

Seguindo essa lógica, tanto o brinquedo que fala vários idiomas quanto a boneca de pano que a menina coloca no berço para ninar contribuem para crescimento e desenvolvimento saudáveis. "Os brinquedos ajudam a desenvolver o raciocínio, o imaginário, a criatividade, os movimentos, o conhecimento do corpo e a socialização", completa Tizuko.


Para todas as idades


Participação dos pais nas brincadeiras é essencial para o desenvolvimento das crianças

Em cada faixa etária, a criança apresenta habilidades e necessidades específicas. Por isso, adquirir brinquedos adequados para cada fase é essencial para unir o útil ao agradável. "Os brinquedos podem auxiliar no desenvolvimento das crianças desde o nascimento. O recém-nascido é estimulado pelo ambiente, mas não é capaz de elaborar, organizar peças e compreender cenários. Sua percepção do mundo é estritamente relacionada ao estímulo externo", explica Luciana Berlanga, gerente de marketing da Chicco do Brasil, marca que possui o projeto Crescimento, com brinquedos desenvolvidos para acompanhar a criança em cada idade.

Para os bebês, Luciana indica brinquedos que tenham luz e movimento, capazes de estimular a visão e a audição, além de opções bilíngues. "Os brinquedos bilíngues estimulam o desenvolvimento cerebral da linguagem e facilitam o aprendizado da língua estrangeira quando a criança for mais velha", afirma.

Para tornar a brincadeira ainda mais divertida e educativa, o Guia da Semana selecionou algumas dicas de especialistas e alguns brinquedos para todas as fases dos pequenos. Confira e boa diversão!



Dicas


Brinquedos

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte