Guia da Semana

Chegaram as férias de julho!

Não pense que férias são sinônimo de não fazer nada. Aproveite para fazer tudo aquilo que não dá durante o resto do ano

Foto: Getty Images


Eu, sinceramente, amo o mês de julho! É friozinho e, quando eu estudava, viajava, descansava, brincava bastante, encontrava meus amigos. Ah, que saudade daqueles tantos meses de julho em que passei me divertindo e planejando algo interessante para fazer nas férias!


Eu nunca fui muito de viajar em julho, era mais no final do ano, pois julho é um mês frio e meus pais achavam melhor ficar em casa e curtir os passeios pela cidade. Ah! Me lembro das festas juninas do colégio e das quermesses da igreja. Que época boa! Eu participava do grupo de jovens da igreja de São Judas Tadeu e, nos meses de julho, havia a quermesse. Eu e meu irmão ficamos uma vez na barraca de algodão doce junto com a minha mãe. Era muito divertido! Reencontrava vários amigos do bairro e conhecia um monte de pessoas novas.


Férias de julho eram boas também para passar alguns dias na casa da vovó, comendo bolinho, assistindo filminho e escutando boas histórias. A maioria das minhas amigas morava perto da casa da minha avó, então, toda tarde a diversão era garantida! Fazíamos peças de teatro atrás da cortina, barraquinhas no quintal, balanço, handebol e muitas outras brincadeiras.


Como eu tenho o carma de ser filha de professores, as minhas férias do meio do ano significavam "ter de estudar também", principalmente as matérias das quais eu não gostava ou que tinha dúvidas - como sempre, matemática! Só faltou eu tomar banho com uma tabuada colada no box! É sério! A perseguição para eu ir bem nos testes de matemática era grande. Minha mãe fazia contas no caderno para eu resolver. Principalmente as benditas continhas de divisão. Ai como eu tinha raiva delas... Não podia nem ouvir a palavra DI-VI-SÃO que já suava frio.


Outra coisa que tirava meu sono eram os problemas de matemática... Ah, meu Senhor! Eu rezava muito, mas sempre tinha mais ou menos dez questões para eu resolver durante as férias. Mas confesso que essa "quase recuperação" durante meu descanso me ajudou bastante na volta às aulas, pois eu não ficava enferrujada. Fica a dica para você que não vai bem em uma matéria.


Sabe de uma coisa? A matemática será sempre útil em sua vida. Eu sei que ela é chata, complicada de entender, mais ou menos igual ao amor, mas depois que você pega o jeitinho com ela, acaba virando uma superamiga. Olha que eu fugi dela na faculdade, mas não adiantou no segundo ano de jornalismo, estava lá: uma disciplina de estatística bem na segunda-feira. Mas deu tudo certo e estou aqui viva e com conhecimentos matemáticos.


Bom, voltando às férias! Tenho outra boa dica: ir aos museus, parques e até ao mercado municipal de São Paulo, para conhecer a diversidade de produtos que ali são vendidos e, é claro, comer o famoso lanche de mortadela. Eu gostava de ir ao Mercadão para comprar amendoim, lá tem de todos os tipos e sabores, mas vamos parar por aqui porque os pais de vocês podem não curtir muito minhas dicas gastronômicas (risos).


Eu gostava muito do Museu do Ipiranga. Mil histórias passavam pela minha cabeça, adorava passear por aquele jardim, ouvindo pela milésima vez os detalhes daquele lugar. Se você for parar para pensar, esses passeios ajudam bastante a gente no colégio. Pois aprendemos cultura e história brincando e nos divertindo! Na minha época, não tinha ainda o Museu da Língua Portuguesa. E essa é minha nova dica. Aqui mesmo, no Guia da Semana, dá para você ver outras dicas culturais bem bacanas para chamar a turma e seus pais.


Outra boa dica pode ser participar de uma ONG este mês. Pesquise e fale com seus amigos que estarão na cidade. Veja com seus pais. Outra dica é arrecadar agasalhos, mantimentos não-perecíveis para levar às casas de repouso ou às casas de crianças carentes. Sabe aquele livro da sexta série ou as revistas em quadrinhos que você não vai ler mais? Outro adolescente pode adorar receber. Dê uma olhada em brinquedos, roupas e tênis: tudo pode ser muito útil para alguém que precise. Mas antes, converse com seus pais sobre essa iniciativa!


Não posso escrever de férias sem comentar a Copa do Mundo de 1994. Eu tinha 8 anos e a final foi bem no dia da festa junina da minha rua. Eu era pequenina, mas lembro a felicidade e a galera toda cantando e comemorando a vitória do Brasil em cima da Itália! Essas férias marcaram muito!


O meu recado é que férias são um momento para descansar, rever amigos, pensar na vida, dormir e comer bastante, mas é muito bom poder se ajudar e ajudar ao próximo. Faça valer a pena suas férias! Divirta-se!

Leia as colunas anteriores de Joyce Müller:

Na era das mídias sociais

Diga não ao bullying

Fazer intercâmbio: eis a questão

Quem é a colunista: Joyce Müller. Ama São Paulo. Uma jornalista por formação. Uma escritora por amor. Por esporte escreve crônicas. Gosta de tudo um pouco e adora misturar. Blogueira. Ama o mundo teen, coisas fofas e cuties.

O que faz: Sou Jornalista na área de beleza, saúde, cultura, decoração, teen e o que mais me permitirem falar.

Pecado Gastronômico: Doces ! Quindim e Brigadeiro de panela.

Melhor lugar do mundo: Minha casa e meu jardim. Sou uma Alice no meu país das maravilhas!

Fale com ela: joycinha.muller@hotmail.com, a siga também no twitter (@joymuller) ou acesse seu blog.


 


Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte