Guia da Semana

Não Quero! Não Quero!

A garotada grita, chora e faz muita birra para não tomar remédio

Foto:Getty Imagens


Os pais se desdobram para convencer a garotada a tomar remédios. Cada um tem uma tática, misturar com comida, aplicar com uma seringa, dar presentes em troca... O Guia da Semana conversou com um pediatra e dá dicas para os pais se saírem bem neste momento complicado.

Contando tudo

A conversa é fundamental. A relação entre pais e filhos precisa ser baseada em respeito e sinceridade. A primeira coisa a ser feita é abrir o jogo, explicar qual é a doença, como deve ser tratada e qual a importância da medicação.

Se os pais tiverem bem informados, poderão passar mais confiança. É fundamental saber o que está sendo receitado para a criança e a maneira certa de aplicar o remédio, portanto, ler a bula é um hábito que precisa ser adquirido.

Provar

Sem experimentar, não adianta falar que o remédio é gostoso e doce. Se tiver um gosto ruim, a criança vai sentir na primeira vez que tomar e não confiará mais nos adultos. O pediatra Dr. Moisés Chencinski aconselha: "experimente o medicamento que vai ser dado via oral para o seu filho - apenas uma dose pequena. Nem todos os remédios são gostosos e nem todos são ruins. Conhecendo o gosto, você poderá dizer ao seu filho que experimentou e ele se sentirá mais confiante".

Esta tentativa de enganar as crianças pode ter graves conseqüências. Se os pais falarem que o remédio é balinha, o pequeno se pode confundir, achar que comprimidos são balas e acidentalmente tomar pílulas.

Disfarce

Para esconder o gosto forte, muitos pais misturam o remédio a comidas ou bebidas, mas, segundo o pediatra, isto pode afetar a eficácia do medicamento, ele diz "se você misturar em algum tipo de alimento ou de líquido, você tem que ter certeza que toda a dose do remédio foi tomada. Não pode sobrar nada, com risco de o tratamento não dar certo".

Na bula está escrito se o medicamento pode ser dissolvido em bebidas ou alimentos. Alguns remédios têm o efeito reduzido se ingeridos com leite e outros precisam ser tomados junto com a comida.

Convencer

Tentar comprar a criança pode dar certo algumas vezes, mas ela vai achar que se medicar é uma opção ou uma maneira de ganhar presentes. A maior recompensa em tomar é remédio é ficar saudável, Dr. Moisés completa "não ofereça nada em troca para que seu filho tome um medicamento. Isso pode criar uma falsa idéia de que ele pode não tomar o remédio, se ele não quiser."

Geralmente, os que dão mais trabalho são aqueles em idade pré-escolar, fazem o que for possível para evitar o remédio. Quando isto acontecer, é importante saber qual é o medo que gera tanta revolta.

Mas, se o diálogo não resolver, os pais devem segurar o pequeno com carinho e firmeza e dar o medicamento, mesmo sob protesto. Pode ser usada, por exemplo, uma seringa ao administrar a medicação na lateral da boca, próximo à garganta - para não provocar engasgo, é fundamental ter cuidado na aplicação. Depois que a criança tomou tudo, é importante elogiá-la."

Fontes:

Dr. Yechiel Moises Chencinski
Colunista do Guia da Semana, pediatra e homeopata.
www.doutormoises.com.br
Telefone: (11) 3285-2105

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte