Guia da Semana

Nem tudo está no currículo

Não mesmo!



Eu e meus amigos nos encontramos, atualmente, num momento de transição. Deixamos de ser um grupo de pessoas que se encontrava pelos corredores do colégio para nos tornar um grupo de pessoas que se encontra, pelo menos uma vez por semana, em um pub, para conversar, de maneira muito imatura e jocosa, sobre as recentes vidas universitárias que levamos.

O caso mais interessante, entretanto, resume-se a um amigo meu, em particular, que está levando a faculdade demasiadamente a sério, no aspecto acadêmico. Certamente isso já era esperado, afinal trata-se uma pessoa determinada e esforçada, que nunca mediu esforços para chegar onde desejava. Entretanto, a questão é que me parece, de certa forma, é que a vida universitária, em sua integridade, lhe está escapando.


É certo que nada é unilateral. Absolutamente todas as coisas são baseadas em diversos aspectos e podem ser enxergadas sob diversos ângulos, dependendo simplesmente de como aquele ocupado em analisá-la resolve entendê-la e, que característica desta prefere ressaltar.


Este meu amigo, por exemplo, enxerga na faculdade um meio acadêmico para alcançar a excelência profissional e, muito provavelmente, alcançar seu primeiro milhão antes dos 30 anos. Na sua ânsia por aproveitar todos os recursos que lhe são oferecidos, encontra-se frequentemente mergulhado nos livros, não só revisando a matéria já apresentada, como estudando aquelas que ainda serão passadas.


A fixação pelos estudos e a ânsia de se manter sempre no caminho do sucesso acadêmico, e consequente profissional, podem acarretar na negligência dos demais aspectos desta experiência o que, invariavelmente, levará a um subaproveitamento desta e a uma possível desvantagem, se analisados os conhecimentos agregados da experiência universitária como um todo.


Por isso é necessária a compreensão de que a vida acadêmica, dentro da realidade universitária, é apenas uma das muitas portas que se abrem quando entramos nesse novo mundo. Não deve, obviamente, ser negligenciada. Mas também não é correto que a gente se agarre somente a ela e deixemos de observar todas as demais oportunidades e descobertas que se aproximam.

Quem é a colunista: Gisele Zwicker. Para ela, um fim de semana perfeito envolve um bom livro, um bom filme e uma ida ao teatro.

O que faz: Estudante.

Pecado gastronômico: Filé de frango com arroz.

Melhor lugar do Brasil: São Paulo, Capital. Não há lugar melhor que o lar.

Fale com ela: gisele_zwicker@hotmail.com

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte