Guia da Semana

Só na cadeirinha

Motoristas que levarem a criança livre no banco traseiro estarão sujeitos a levarem uma multa bem salgada



Cenas clássicas no trânsito protagonizadas por crianças brincando livres dentro do automóvel, viajando em meio a muita algazarra ou então fazendo vezes de copiloto estão com os dias contados. A partir do dia 9 de junho entra em vigor a lei do uso obrigatório de cadeirinhas infantis dentro do automóvel.
 
A norma, publicada em maio de 2008, estabelece que crianças de até sete anos e meio devem ser transportadas obrigatoriamente no banco traseiro e sentadas nestes dispositivos de retenção. Caso seja descumprida, o motorista leva infração gravíssima e terá que desembolsar R$ 191,54. Além disso, ganhará sete pontos na carteira e terá o carro apreendido.

A lei estabelece que crianças com até 1 ano devem utilizar, obrigatoriamente, o bebê conforto de costas. De 1 a 4 anos deve ser utilizada a "cadeirinha" e dos 4 aos 7 anos e meio, o dispositivo conhecido como assento de elevação. No caso de uma colisão, todos estes itens auxiliam na diminuição das chances de lesões graves e de morte.



Os acidentes de trânsito são as principais causas de morte de crianças de 1 a 14 anos no Brasil. Dados do Ministério da Saúde revelam que, só em 2007, 2.134 crianças morreram e 15.194 foram hospitalizadas, vítimas destas fatalidades. Do total de mortes de crianças com até 14 anos por acidentes de trânsito, 28% ocorreram com as que estavam na condição de passageira no veículo.

Um dos pontos polêmicos da resolução é o modo de instalação da cadeirinha, que necessita do cinto de segurança de três pontos no banco de trás dos veículos. No Brasil, a maioria oferece apenas dois.

"A norma brasileira para dispositivos de retenção de crianças é baseada na lei europeia e por este motivo existe esta incompatibilidade do equipamento com o cinto. Para oferecer menor risco possível, a cadeirinha deve estar instalada de acordo com o manual e muitas vezes apenas o cinto de três pontos pode ser utilizado", explica Alessandra Françoia, Coordenadora Nacional da ONG Criança Segura.

Fotos:
Getty Images.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte