Guia da Semana

Superproteção

exageros podem causar grandes estragos na formação do adulto de amanhã.

Foto:Getty Imagens


Sabe aquela pessoa que você conhece que é super bem-resolvida, segura, tem iniciativa e consegue solucionar seus problemas de forma prática, criativa e estressando-se muito pouco?

Todos nós conhecemos alguém assim, não é?

Podem ter certeza que essa pessoa, muito provavelmente, passou bem longe da superproteção dos pais na infância!

E se vocês, pais, desejam que seu filho cresça feliz e com, pelo menos, algumas das características acima, é bom começarem a lutar bravamente contra essa vontade (quase inata) de superproteger seus pequenos adorados.

A superproteção é, muitas vezes, encarada como uma forma exagerada de proteção em situações perigosas que possam ameaçar a integridade física da criança.

Mas não se pode esquecer que existem outras formas de superproteção, como por exemplo, fazer todas as vontades da criança, evitando contrariá-la para que ela "não sofra" ou colocando-se à frente em conflitos entre crianças da mesma idade, quando a mesma teria condições de resolver a situação sozinha. Ou mesmo antecipar-se aos desejos da criança, impedindo-a de ter iniciativa para buscar o que quer.

Quem é mãe (e pai) sabe que esse sentimento de proteção é muito forte, inato e até mesmo insensato. Quando nasce uma criança já nascem, também, pais com um forte espírito de proteção. Esse sentimento, quando bem dosado, não é prejudicial.

O exagero é que pode causar grandes estragos na formação do adulto de amanhã.

Quando os pais pensam: "Ah, mas ele é tão frágil e indefeso" e não permitem que resolva sozinho suas situações de vida prática e pequenas dificuldades, fatalmente estarão criando um adulto inseguro, dependente e sem autonomia.

É preciso que fique claro que as situações da infância, sejam agradáveis ou nem tanto, nada mais são do que um "test drive" para as situações da vida adulta e são extremamente necessárias para a formação da criança, que aprenderá com as adversidades, com seus erros e acertos.

Brigou com um amiguinho? Na vida adulta, às vezes, temos conflitos com nossos colegas. Fez algo errado e a professora chamou a sua atenção? Isso poderá acontecer no ambiente de trabalho, um conflito com seu superior. Bagunçou todo o quarto? Deve arrumar, pois na vida adulta talvez não tenha quem organize seus objetos para sempre. Quer tudo o que vê? É preciso lidar com os "nãos" que encontrará pela frente, de forma equilibrada e com maturidade.

Se a criança não vivencia essas situações, terá dificuldade de resolvê-las quando adulta.

Não devemos subestimar as capacidades das crianças. Elas já nascem com condições de, ao longo de seu crescimento e amadurecimento, poder lidar com as adversidades. Mas se isso não é explorado, é como "um membro que se atrofia por falta de uso". Tudo na vida é treino, experimento, erro e acerto.

Os pais devem, então, ser fortes e encorajá-los para que também sejam fortes. Essa, sim, é a melhor forma de proteção... preparando-os para a vida!

Quem é a colunista: Cláudia Fernanda Venelli Razuk
O que faz: Coordenadora Pedagógica do Colégio Itatiaia
Pecado Gastronômico: chocolate
Melhor Lugar de São Paulo: o bairro em que moro (paraíso). É bonito e tem tudo por perto.
Para Falar com Cláudia: Itatiaiaed.infantil@terra.com.br

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte