Guia da Semana

Tênis de rodinha

Os médicos alertam que o brinquedo não pode ser confundido com um calçado

Skatenis masculino BIBI, R$ 159,00
Foto: divulgação


A febre do tênis de rodinha está durando entre as crianças. Utilizado pela meninada de mais de 70 países, o calçado foi lançado no Brasil há cerca de oito meses e tem sido a escolha preferida dos pequenos na hora de ganhar um presente.

Tudo indica que a moda não vai mudar tão cedo, novos modelos continuam surgindo no mercado e é cada vez mais comum trombar com uma criança nos restaurantes, shoppings e parques exibindo seus ´sapatos potentes´. No entanto, usá-los em excesso pode trazer dois problemas graves para a saúde, como explica o Presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia Pediátrica César Lima: "O primeiro é que elas precisam saber andar em cima do tênis, assim como quem aprende a patinar, porque senão, caem no chão e podem se machucar gravemente. Quanto mais nova a criança for, maior a possibilidade de queda. E em segundo, usar esses calçados excessivamente pode prejudicar o processo de rolamento do pé, quando a criança deve pisar completamente no chão e nesse caso, os tênis de rodinha são muito duros e não acompanham o movimento completo do pé. Por isso, inclusive, que os calçados mais moles são os recomendados".

Tênis Heelys, R$ 280,00
Foto: divulgação
Apesar disso, Lima acredita que os tênis podem continuar sendo usados pelas crianças, desde que casualmente, como um brinquedo, sem substituí-los pelos tênis do dia-a-dia. "É importante lembrar que a presença e supervisão dos pais têm de ser constantes, inclusive para dar um suporte físico e ajudar os pequenos a se equilibrarem prevenindo acidentes mais sérios".

A Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos lançou um folheto que alerta às crianças a utilizarem capacete, protetores nos pulsos, joelhos e cotovelos sempre que estiverem usando os tênis com rodinhas.

Para o médico ortopedista da Clínica Lage Ortopedia de Ponta, Luiz Antonio de Azevedo Lage, o grande problema é que o calçado é vendido como inofensivo no mercado, mas pode causar lesões tão grave quanto o ciclismo ou o skatismo, por exemplo. "Pior ainda é o fato de que, em qualquer esporte, existe um tempo de aprendizado que costuma receber a orientação dos pais ou profissionais e isso não ocorre com o tênis de rodinha."

Skatetenis feminino BIBI, R$ 159,00
Foto: divulgação


Lage, radicalmente contra o brinquedo, defende que é preferível dar um par de patins à criança e ensinar a usá-lo de forma adequada e segura, do que embarcar na moda que pode vir a ser prejudicial à saúde. Mas, quem vai conseguir convencer uma criança a trocar o tênis de rodinha por um carrinho, boneca ou até por um par de patins? Por isso, o ideal, é fazer com que elas entendam que esses calçados não deve ser usados constantemente, porque não passam de um brinquedo, feito com a finalidade de entreter a garotada e nada, nada além disso!

Atualizado em 1 Dez 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte