Guia da Semana

Toy Art

Bonecos de design inusitado são a nova expressão da arte contemporânea e viram mania entre adultos

Mais do que pura diversão ou simples consumismo, o Toy Art é um fenômeno da arte pop contemporânea. Os bonequinhos viraram moda entre adultos descolados do mundo todo, tal qual as coleções de figurinhas ou papel de carta eram na infância de quem já passou dos 25.

Os bonecos são desenhados e customizados por designers, grafiteiros, gente do mundo da moda e outros artistas. Mas os toys vão muito além do entretenimento. Além de resgatar lembranças da época de criança, eles criticam e ironizam o estilo de vida da sociedade atual, tanto no formato, quanto na caracterização. 

O toy art surgiu há pouco mais de dez anos, quando dois chineses apresentaram os bonecos do Comandos em Ação com roupas urbanas, no lugar dos uniformes do exército, e cabeças de outros personagens numa feira de brinquedos. Depois disso, a mania se espalhou pelo mundo, sendo a internet sua principal vitrine.



Na opinião de Carollina Lauriano, 24 anos, um dos motivos de sucesso da toy art é o lado lúdico: "Falar que não se cria um laço afetivo com os bonecos seria mentira, afinal, alguns deles despertam lembranças, como os personagens de filmes". Ela descobriu a toy art em 2005, por meio de um amigo que morava em Nova York. Encantou-se com a novidade e hoje tem cerca de 10 bonecos: "Alguns eu comprei pelo design, outros por serem personagens que eu gosto."

A criatividade é o principal ingrediente de quem produz toy art. O design pode ser pouco elaborado, como algo que lembre um cachorro ou um coelho, ou total nonsense, com formas ultra-futuristas ou personagens de desenhos em situações inusitadas, como o Mickey malvado. Os materiais também são diversos: vinyl, poliuretano, metal ou tecido e pelúcia. A aposta dos artistas brasileiros é nos produtos naturais, para dar uma cara artesanal à produção. Além de tecidos, eles investem em papel, resina e madeira.

Também há os DIY (Do It Yourself - faça você mesmo) Toys, que fazem sucesso por permitir que o próprio colecionador dê forma e cor ao seu boneco. Eles vêm num formato genérico e você pode cortar, derreter, moldar e pintar como quiser.

Além de ajudar a matar a saudade dos brinquedos da infância, os toys também podem ser uma espécie de bichinho estimação, só que sem o lado ruim da sujeira e do barulho. Como objeto de decoração, são excelentes, já que conferem uma identidade e um colorido especial ao ambiente. Com tantos atrativos, já há marketeiros querendo pegar carona no sucesso da toy art para vender a sua marca. Veja o resultado: 

Gostou da idéia? Para começar a sua coleção não precisa muito, basta estar disposto a desembolsar uma grana e sair à procura de um toy que te agrade!

Atualizado em 12 Jan 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte