Guia da Semana

VJ online

Conversamos com Mari Moon, a garota de cabelos coloridos que saiu diretamente da blogosfera para as telas da MTV

Foto: Kelly Fuzaro/MTV


Se você acompanha a programação da MTV, já deve ter visto uma menina de cabelo rosa (ou azul, ou roxo) entrevistando músicos famosos e falando sobre tudo que anda rolando por aí. Para quem ainda não conhece, vamos apresentá-la: Mariana de Souza Alves Lima. Ainda não sabe quem é? Talvez seja mais fácil chamá-la Mari Moon, apelido pelo qual a garota tornou-se conhecida na web, no comando do Scrap, programa diário da rede, que aborda o melhor da cultura pop.

Mas mesmo antes da televisão, esta figura de madeixas coloridas já vinha ganhando fama através do seu blog, onde além de um diário online, está hospedada uma lojinha virtual, na qual oferece roupas customizadas por ela mesma. Ainda se acostumando com a vida de VJ e o reconhecimento offline, Mari bateu um papo bem bacana com o Guia da Semana. Confira abaixo o que ela tem a dizer sobre moda, música, beleza e macetes para fazer o seu blog bombar na web.      

Guia da Semana: Como você concilia a carreira de apresentadora, blogueira e estilista? 
Mari Moon: Na verdade, eu fui obrigada a desistir da carreira de estilista e fiquei com o trabalho na MTV. É muita coisa entre minha loja online, a vida na Internet e a vida pessoal. Infelizmente está cada vez mais complicado manter a loja, não estou muito certa ao que vai acontecer com ela esse ano. Tudo exige uma boa dose de organização e compreensão dos outros. Às vezes os amigos acham que você está esquecendo deles, ou a galera da Internet acha que você não responde os comentários por falta de consideração. Ano passado, eu me mudei para um apartamento vizinho do meu pai. Assim eu tenho mais facilidade de encontrar a família, o que é muito importante pra mim.

Guia da Semana: Como surgiu o nome Mari Moon?
Mari: De um mangá chamado Sailor Moon. A personagem principal é uma menina sensível, que chora muito, é apaixonada e ama seus amigos, mas é muito desengonçada, comilona e um pouco sem noção. Gosto muito de ter esse lado "não me importo com o que pensam de mim, sou feliz assim como eu sou". Tenho meu lado bobo, sou meio esquecida, não tenho medo de pagar mico, dou risada de mim mesma, me divirto com a vida, sou apaixonada pelas pessoas. Ao mesmo tempo, também sou bem crítica, sei quando a coisa é séria, sou bem profissional e determinada.

Guia da Semana: O que mudou na sua vida depois de virar VJ?
Mari: O assédio aumentou. Eu conheci muita gente interessante durante as entrevistas, como o (Marcelo) Sommer, Jum Nakao e a Fernanda Takai. Ganhei mais autoconfiança. Fazer programa ao vivo é dar a cara para bater, aceitar a exposição e as crítica. Saí da moda e fui para TV, onde eu falo de moda entre muitas outras coisas que eu adoro. Estou muito feliz lá na MTV, adoro meu trabalho. Os valores do canal batem com os meus e eu me divirto muito falando de assuntos legais.

Foto: Kelly Fuzaro/MTV


Guia da Semana: Como surgiu a idéia de criar um blog?
Mari: Meu blog sempre foi como um caderno pessoal, onde eu falo de tudo que me interessa, como filmes e até mesmo minha vida, com fotos de férias e lugares que eu visito. Em 98, eu fiz meu primeiro "site pessoal". Em 2000, eu fiz meu primeiro blog. Sempre curti Internet e acabei acompanhando todo o nascimento e desenvolvimento dela.

Guia da Semana: Seu blog registra um grande número de visitas, por pessoas de todo o Brasil. Qual é a fórmula de sucesso?
Mari: Não acho que exista uma fórmula, se não ela já estaria por aí sendo divulgada. Acho que um dos fatores que contribuiu foi eu ter começado há muito tempo. Outro é que por algum motivo, as pessoas, em geral, vão com a minha cara (risos). Nunca tive como objetivo ser a "blogueira mais famosa do Brasil", nem ir parar na TV por causa disso tudo. O que me moveu foi à diversão durante a minha adolescência e o meu crescente interesse pela Internet.

Guia da Semana: Como você criou a sua loja virtual?
Mari: Eu comecei a frequentar eventos de Anime em 2001, quando fiz meu primeiro Cosplay, da personagem Dark Chii do, mangá Chobits. Acabei criando um fã-clube para esse anime e num evento decidi montar um stand para todos. Como a locação tinha um custo, eu produzi camisetas e outros produtos manualmente sob o tema Chobits. No último dia de evento já tinha vendido todos os produtos. Para continuar vendendo entre uma feira e outra, criei uma loja online em 2003. A coisa ficou profissional há pouco tempo atrás, quando comecei a faculdade de moda.

Guia da Semana: De onde você busca inspiração para criar suas roupas?
Mari: Eu sempre criei as peças de roupa que eu gostaria de ter no meu armário. Foi assim que eu comecei. Fazia camisetas para os fãs de Anime e costurava peças de roupa para uso próprio. Até que começaram a perguntar onde eu havia comprado aquilo que estava usando. Gosto de ver a moda de rua dos EUA, Europa e do Japão. Também me inspiro muito em filmes e figurinos.

Foto: Kelly Fuzaro/MTV


Guia da Semana: Com quantos anos você pintou o seu cabelo pela primeira vez?
Mari: Foi em novembro de 2002. Pintei de vermelho, porque tinha um velho sonho de ter o cabelo como o da Pequena Sereia, desde os sete anos. Era vermelho mesmo. E como fui criança na década de 80, quando todo desenho animado era arco-íris, acabei experimentando outras cores: verde, azul, roxo, rosa.

Guia da Semana: Quais são os cuidados que você tem com ele?
Mari: Uso produtos para cabelo tingido e faço hidratação. Uso produtos para as pontas, evito chapinha, secador e spray. Não entro em piscinas. Faço a descoloração - as tintas coloridas não tem amônia, então precisa descolorir antes de pintar - com produtos de alta qualidade e dou mais de um mês entre uma descoloração e outra.

Guia da Semana: Você se preocupa muito com o corpo?
Mari: Menos do que eu devia. Não tenho carro e faço muita coisa a pé. Entrei na academia e comecei o ano determinada a fazer direitinho. Minha alimentação é bem cuidada. Das carnes, eu só como peixes e outros frutos do mar atualmente, mas fui totalmente vegetariana, dos 14 aos 23 anos. Adoro frutas e legumes. Mas também sou fã de doces. Deixar de comer? Jamais. Sou muito comilona

Guia da Semana: De que forma apareceu o convite da MTV para você se tornar apresentadora do ´Scrap MTV´. Qual foi a reação com essa proposta?
Mari: Em 2006, quando saí pela primeira vez numa capa de revista (na Capricho), fui convidada para participar do programa Vidalog, uma espécie de blog na televisão. Depois fui entrevistada duas vezes no Ya!Dog (da MTV) e fiz uma aparição no Disk MTV. Gostaram da minha desenvoltura e me convidaram para fazer um teste de VJ em 2007. Não esperava passar, porque minha experiência com televisão era zero. Mas eles acreditaram em mim e depois de alguns dias exercitando dentro do estúdio, acabei estreando o Scrap MTV.

Foto: Kelly Fuzaro/MTV


Guia da Semana: Você possui diversos perfis em sites de relacionamento. Acha interessante manter contatos em várias redes desse tipo?
Mari: Honestamente, eu não tenho paciência para sites de relacionamento. Prefiro mandar SMS para os meus amigos a deixar um scrap. Acabei entrando em todos os sites para ninguém se passar por mim, porque existem vários fakes (perfis falsos) e muita gente acaba achando que está falando comigo, quando não está. Acho que no fim das contas, esses sites acabam sendo uma perda de tempo, a não ser que você realmente conheça bons amigos virtuais.

Guia da Semana: Como é ser um exemplo para diversas garotas? Você se preocupa com isso?
Mari: Me preocupo sim, por isso penso muito quando falo algo na TV ou escrevo na Internet. Não tem foto minha bebendo no meu fotolog. Procuro passar mensagens positivas e sempre falamos sobre assuntos importantes no programa. Sou irmã mais velha de quatro adolescentes, então pode-se dizer que sou experiente em passar um bom exemplo e tudo mais.

Guia da Semana: O que você anda ouvindo?
Mari: Seyxhelles, Mamma Cadela, Vanguart... Muito rock, tipo Led Zeppelin, Stones... Meu Last-Fm me condena.

Guia da Semana: Quais são seus planos futuros? Pretende seguir carreira na TV?
Mari: Estou amando trabalhar na MTV. Acho muito divertido e penso em ficar por aqui mesmo. Mas a vida é muito maluca, nem sempre que eu traço um caminho acabo seguindo por onde imaginava. Sou bem aberta a opções, gosto de tanta coisa. Talvez por isso trabalhar no Scrap MTV seja tão delicioso, pois eu acabo falando de todos os meus assuntos favoritos lá.


Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte