Guia da Semana

Não há nada como um Gauguin

Peça com Zuleika Zimbábue e Diogo de Haro estreia no Teatro da Ubro

Este evento terminou

Não há nada como um Gauguin

Data 06 Mai 2011-12 Mai 2011
12 de maio de 2011

Preço(s) R$ 30,00

Horário(s) Quinta, 21h.

Rua Pedro Soares, 15, 88020-070

Telefone (48) 3222-0529

O ator Paulo Vasilescu, travestido de Zuleika Zimbábue e o pianista Diogo de Haro encenam o espetáculo Não há nada como um Gauguin no Teatro da Ubro, em 12 de maio, às 21h. A peça combina drama, humor, poesia e música em 12 quadros. Diogo interpreta canções como Personal Jesus, com Depeche Mode, The Lovecats, de The Cure e Tatuagem, de Chico Buarque e Ruy Guerra. O espetáculo tem participação especial dos atores Aline Maya e Murillo Magalhães. Além disso, o ator e diretor Renato Turnes preparou uma edição de imagens a partir dos filmes A Paixão de Joana Darc, de Carl Dreyer, e Freaks, de Tod Browning, para duas músicas. Foto: Divulgação

Compartilhe

Mapa do local

Powered by ParkMe

Comentários

Explore ao redor

Confeitaria Krauss - Centro

Confeitaria Krauss - Centro

What´s Up Pub

What´s Up Pub

107m

Espaço Cultural Governador Celso Ramos - BRDE

Espaço Cultural Governador Celso Ramos - BRDE

111m

Restaurante e Lanchonete Duplo Sabor

Restaurante e Lanchonete Duplo Sabor

136m

Praça Fernando Machado

Praça Fernando Machado

136m

Adegas Carreño

Adegas Carreño

154m

Notícias recomendadas

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959

Especial férias: MASP abre ao público em todas as segundas-feiras de Janeiro

Programação de férias disponibiliza cinco dias a mais para visitar o Museu

5 motivos para assistir ao documentário "O começo da vida" na Netflix

O filme mostra a importância dos primeiros anos de vida sob a ótica dos quatro cantos do mundo

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP