Guia da Semana

Cinema tcheco

Filmes que falam do passado, mostram as influências dele no presente e animações infantis são a atração de uma mostra surpreendente no CCBB

Este evento terminou

Cinema tcheco

Data 11 Out 2011-30 Out 2011
De 19 a 30 de outubro.

Preço(s) R$ 4 (R$ 2 para meia-entrada).

Horário(s) Sob consulta.

(próximo às estações Sé e São Bento do Metrô)
Rua Álvares Penteado, 112, Centro 01012-000

Telefone (11) 3113-3651

Um olhar sobre o passado com a cabeça do presente – essa é a definição da safra atual do cinema da República Tcheca. Histórias sobre a participação do país em guerras e o governo soviético, além de comédias românticas e animações dão o tom da Mostra de Cinema Tcheco, no Centro Cultural Banco do Brasil, no centro, de 19 a 30 de outubro.

Na programação, filmes de várias épocas: animações dos anos 60, documentários, películas sobre a Segunda Guerra Mundial e uma raridade: o Baile dos Bombeiros, último filme que o diretor tcheco Milos Forman produziu na então Tchecoslováquia, em 1967, antes de ele se mudar para os Estados Unidos. “Hoje, os cineastas tchecos tentam analisar a nossa história na época da Segunda Guerra e outros temas importantes da história do país”, conta Viktor Dolista, cônsul da República Tcheca e organizador da exposição.

Essa característica do cinema atual tcheco tem um motivo. “No passado totalitário, havia uma censura dos filmes com temas políticos e os cineastas não se abateram: passaram a realizar animações para as crianças, já que esse gênero não sofria restrições”, conta Dolista. Como a produção era alta – considerada a maior da Europa -, a República Tcheca era vista como a “Walt Disney do Oriente”. Na mostra em São Paulo é possível conferir alguns exemplares das animações tchecas, como o Pequeno Grilo e Cachorrinho, de 1960, Aventuras da Toupeira, de 1987, e Zeca e Joca estão de volta, de 2003.

Tal tradição cinematográfica está voltando e crescendo continuamente, com produção média de 30 filmes por ano. A análise do passado tcheco é tanto o assunto principal de documentários quanto o pano de fundo para romances e comédias. “Falamos de guerras, do passado totalitário, de relacionamentos e da vida em sociedade”, completa. Isso mostra que as dificuldades, longe de criarem problemas, motivaram os cineastas a produzir belas histórias – e a exibi-las em uma mostra que é assiiim... uma Brastemp. 

Compartilhe

Mapa do local

Powered by ParkMe

Comentários

Explore ao redor

Cafezal Cafés Especiais

Cafezal Cafés Especiais

1m A casa é um local aconchegante e agradável

Bolsa Oficial de Café - Santos

Bolsa Oficial de Café - Santos

78m

Espaço Cultural BM&FBOVESPA

Espaço Cultural BM&FBOVESPA

139m

Bolsa de Valores de São Paulo - Bovespa

Bolsa de Valores de São Paulo - Bovespa

139m

Espaço Bovespa

Espaço Bovespa

139m

Braços Abertos na Virada Cultural 2014

Braços Abertos na Virada Cultural 2014

141m Coletivos de artes e festas agitam balada no centro de São Paulo

Notícias recomendadas

Obras do MASP agora podem ser vistas em plataforma on-line gratuita

Museu integra a partir de hoje o acervo do Google Arts & Culture

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959

Especial férias: MASP abre ao público em todas as segundas-feiras de Janeiro

Programação de férias disponibiliza cinco dias a mais para visitar o Museu

5 motivos para assistir ao documentário "O começo da vida" na Netflix

O filme mostra a importância dos primeiros anos de vida sob a ótica dos quatro cantos do mundo

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA