Perigos do AVC

Uma das doenças que mais mata no Brasil, o Acidente Vascular Cerebral (AVC) pode ser prevenido e até controlado. Conheça o grupo de risco e saiba como evitar esse mal

Última publicação: 06/09/2011

Foto: Getty Images



Fraqueza de um lado do corpo, dificuldade na fala, dormência, escurecimento ou perda de visão súbita. Depois do atendimento médico, o diagnóstico: Acidente Vascular Cerebral (AVC). Provocado pelo bloqueio da passagem do sangue por um coágulo em um vaso cerebral ou pelo rompimento do vaso cerebral, levando a um sangramento, a doença popularmente chamada de derrame atinge mais de 15 milhões de pessoas por ano em todo o planeta, com morte de um terço desse número - e sequelas físicas e mentais em outro terço (segundo a Organização Mundial de Saúde).

Mas antes de saber como prevenir o AVC, é preciso conhecer seus fatores de risco. O histórico familiar é a primeira coisa que conta e as pessoas que possuem parentes com a doença devem redobrar os cuidados. Entre os outros fatores de risco, quadro de hipertensão, diabetes, colesterol alto, obesidade, fumantes, sedentários e estresse. Nesses casos, o acompanhamento médico se faz necessário, bem como a coleta de exames específicos.

A melhor maneira de prever os sintomas se faz pelo controle do peso, evitar o consumo de sal em excesso, manter a pressão arterial sob controle, moderar a ingestão de bebidas alcoólicas e não fumar. A reeducação alimentar é fundamental - evitando alimentos gordurosos e frituras, ingerindo frutas, verduras e fibras - assim como optar por uma prática de exercícios físicos regularmente.


Comentários

Destaques do guia