Guia da Semana

Autopromoção on-line

Cadastrar seu currículo em sites especializados é essencial para a recolocação ou o primeiro passo no mercado de trabalho


Foto: Getty Images

Quando se pensa em procurar um novo emprego, a velha tática de bater perna, de porta em porta, ficou no passado. A solução certeira é fazer um currículo on-line e hospedá-lo em sites de empregos. Manager Online, Catho, Vagas, Infojobs... São inúmeras as opções reconhecidas no mercado que ajudam na hora de conquistar o primeiro emprego ou uma boa recolocação.

Marcelo Abrileri, em 1998, teve a ideia de criar uma "loja de pessoas" na Internet, onde candidatos pudessem cadastrar suas informações, experiências e objetivos profissionais, criando a chance de ser "encontrada" por uma empresa que se encaixe com suas aspirações e desejos. Hoje, é o presidente da Curriculum.com.br, um dos maiores sites de empregos da Web.

"Temos mais de 70 mil empresas cadastradas e, nos últimos seis meses, cerca de 120 mil pessoas conseguiram emprego por meio do cadastro no site", aponta. A página recebe cerca de 4 a 5 mil novos cadastros por dia, sendo 120 a 150 mil novos currículos por mês. "O candidato tem a oportunidade de deixar seu currículo para sempre no site e, caso o atualize com frequência, pode ganhar visibilidade e suas chances de encontrar um novo cargo aumentam", completa.


Foto: Getty Images

Destaque para as páginas pessoais

No entanto, não são apenas os currículos on-line que interessam às empresas na hora de encontrar o candidato ideal para uma nova vaga. A gerente de gestão de pessoas da iThink, Karla Barato, aposta também em sites como o Linkedin e o Twitter para conhecer melhor os futuros entrevistados.

"São sites diferentes e complementares. Sem dúvida, o Linkedin é a melhor ferramenta on-line, hoje, para o RH. Ele é focado em relacionamento profissional e em conteúdo intelectual. Já o Twitter é uma ótima forma de você conhecer o que o candidato tem a dizer, divulgar vagas e conversar com um público que já simpatiza com a sua empresa ou produto, por isso te seguem", explica Karla.

Os atuais gestores das áreas de Recursos Humanos das empresas apostam alto no Linkedin por três motivos: velocidade, assertividade e diversidade. De acordo com Karla, o Linkedin democratizou os processos seletivos, sendo uma ferramenta focada em conteúdo e network, o que permite uma postura mais ativa na busca dos candidatos.


Foto: Getty Images

Atenção com os golpistas

Muitos ainda duvidam da segurança ao cadastrar suas informações na Internet. Nos últimos anos, diversas pessoas relataram terem sido vítimas de golpistas que se passaram por falsos head-hunters (caçadores de talentos). Para impedir que isso aconteça, especialistas aconselham cadastrar o currículo em sites confiáveis e checar os mecanismos de segurança da página. Outra manobra muito usada pelos falsários é exigir um pagamento para a suposta entrevista. Mentira! Os head-hunters verdadeiros são pagos pelas empresas contratantes, nunca pelo candidato.

Marcelo Abrileri aponta que, para proteger os usuários do site, a Curriculum possui diversos sistemas de proteção. "Para começar, 40% das empresas que pedem para se cadastrar no site são negadas. Após checagem de informações, muitas são falsas ou faltam dados para que possam ser consideradas confiáveis", afirma o presidente da instituição. Para o cadastro de currículos, também é necessário o número do CPF, o que impede casos de duplicidade. Há também o monitoramento constante sobre o comportamento da empresa.

Dicas para um currículo perfeito

- Use layout simples e organizado: arial ou times new roman, tamanho 12, cor preta.
- Linguagem formal e correção ortográfica: nada pode ser pior que um currículo repleto de erros de português ou que utilize linguagem informal ou de internet como "vc".
- Utilize textos curtos e concisos.
- Atenção aos detalhes que levem ao seu objetivo profissional, sejam cursos, experiências, grandes feitos, formação, viagens, entre outros.
- Se você possui algum hobby ou habilidade especial, não deixe de destacá-la: por exemplo, um executivo que também é artista plástico ou triatleta.
- Não ultrapasse duas páginas de Word: a leitura fica cansativa e pode parecer exagerada.
- Se possui um network importante, faça uso dele. Assim como blogs bacanas ou páginas profissionais curiosas. Divulgue apresentações ou indicações de livros que realmente reflitam o que você sabe e o que você gosta de fazer.
- Seja sempre objetivo e use palavras-chave como "excel" ou "espanhol" para descrever suas habilidades técnicas.
- Sempre mantenha seus dados atualizados: no momento da busca por candidatos, os sites de emprego costumam mostrar nas primeiras posições os currículos atualizados mais recentemente.

Atualizado em 17 Jul 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Renato Aragão confirma volta de "Os Trapalhões"

Ator revelou a novidade durante painel na CCXP

Globo não exibe homenagem à Chapecoense e recebe crítica dos internautas

Emissora seguiu com a programação normal, com a novela "A Lei do Amor" e a sessão "Cinema Especial"

Saiba tudo sobre A Cara do Pai, nova série de comédia da Rede Globo

Série cômica tem estreia prevista para 11 de dezembro

Conheça todos os indicados ao prêmio Melhores do Ano 2016, do Domingão do Faustão

A premiação acontece no dia 11 de dezembro

Globo planeja exibir versões censuradas de suas séries na internet

Diretor de mídias digitais da emissora já avalia a ideia

Band vai exibir episódio de "Os Simpsons" que previu vitória de Donald Trump

Programa vai ao ar nesta quarta-feira, às 22h10