Guia da Semana

Jaqueline, a alma de Ti-Ti-Ti

De hippie a freira, tudo chama a atenção em Jaqueline: ela também é a dona das falas mais divertidas do folhetim

Foto: Estevam Avellar/TV Globo


Do alto de seus mais de um 1,80 m de altura, Jaqueline Maldonado é pura exuberância. Exuberância ao vestir, ao portar, ao sentir. E a personagem de Cláudia Raia na novela das sete da Globo é a própria alma de Ti-Ti-Ti. Perua, tresloucada, divertida, sensível, radiante, complexa, debochada, nonsense, espirituosa, sagaz, exagerada. São tantos os adjetivos para classificá-la que fica difícil traçar um perfil desta mulher.

E, por isso mesmo, Jaqueline é o maior acerto de Ti-Ti-Ti. Ela já foi hippie, teve uma banda de rock, já foi presa por andar nua em público, já levou Jacques Leclair (Alexandre Borges) para jogar paintball, já dançou o Ilariê da Xuxa - sua música preferida -, já acertou Jacques com uma flechada, já foi a Irmã Desgosto da Ordem das Pecadoras Redimidas. Com dois meses ainda para acabar a novela, nos perguntamos o que mais aprontará Jaqueline Maldonado!

Seu bom gosto para moda reflete-se em suas roupas e acessórios, que usa com a fartura que o porte de sua intérprete exige. Sua inteligência e espirituosidade estão em suas tiradas cômicas e momentos de reflexão. Sua sensibilidade está em sua solidão e no amor desmedido por Jacques Leclair, o costureiro canastrão que não deu conta de tamanha mulher.
 
Jacqueline é assim: ame-a ou deixe-a. E o público resolveu amá-la. Afinal, o carisma da personagem está embasado no texto inspirado de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, e no talento de Claudia Raia, que acabou compondo uma de suas melhores personagens na TV.

A Jaqueline da novela original (de 1985) foi vivida por Sandra Bréa e era completamente diferente da de Claudia Raia, mesmo porque estava num outro contexto da história. Sandra deu um ar quase aristocrático à sua Jaqueline. Não menos apaixonada e exuberante que a atual, mas uma mulher fina, charmosa, elegante, comedida e discreta, que vivia à sombra de Jacques Leclair - interpretado por Reginaldo Faria na ocasião e também muito diferente do Jacques de Alexandre Borges.

Seja no amor irracional por Leclair, nas brigas com o ex-marido Breno (Tato Gabus) ou nas tentativas de recuperar a filha problemática (a Thaísa de Fernanda Souza), Jaqueline é uma atração à parte em meio às tesouradas que os costureiros protagonistas trocam. Afinal, convenhamos, se não fosse a personagem, Ti-Ti-Ti perderia muito de seu brilho.

E, entre uma tirada e outra da filósofa Jaqueline Maldonado, deixo esta frase proferida no auge do romance entre ela e Jacques, e que define sua alma despudorada e sincera: "E se um dia, você não me amar mais, minta! Minta e diga que me ama. Nem que seja por pena, não me importo. Eu não quero a verdade. Só quero ser feliz!"

Leia as colunas anteriores de Nilson Xavier:

A novela que foi sem ter sido

O retorno de O clone. Maktub!

As referências de Ti-Ti-Ti

Quem é o colunista: Nilson Xavier.

O que faz: Autor do "Almanaque da Telenovela Brasileira" e criador do site Teledramaturgia.

Pecado Gastronômico: doces e sobremesas.

Melhor lugar do mundo: São Paulo.

O que está ouvindo no carro, mp3, iPod: quase um pouco de quase tudo.

Fale com ele: nilson.xavier@globo.com


 


Atualizado em 10 Abr 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Transmissão do Critics' Choice Awards 2016 na TV e internet

A premiação reúne os maiores talentos do cinema e da TV

Confira a programação especial de fim de ano da Rede Globo

A emissora carioca preparou muitas novidades para o mês de dezembro

Renato Aragão confirma volta de "Os Trapalhões"

Ator revelou a novidade durante painel na CCXP

Globo não exibe homenagem à Chapecoense e recebe crítica dos internautas

Emissora seguiu com a programação normal, com a novela "A Lei do Amor" e a sessão "Cinema Especial"

Saiba tudo sobre A Cara do Pai, nova série de comédia da Rede Globo

Série cômica tem estreia prevista para 11 de dezembro

Conheça todos os indicados ao prêmio Melhores do Ano 2016, do Domingão do Faustão

A premiação acontece no dia 11 de dezembro