Guia da Semana

Verão sem estresse

Confira dicas para alugar um imóvel e curtir a temporada de férias sem ter nenhuma dor de cabeça

Foto: Getty Images

É necessário checar todos os detalhes da infraestrutura da casa antes de fechar o contrato - como, por exemplo, se todas as luzes estão funcionando

Com o verão batendo na porta e o início das férias escolares, muitas famílias começam a agilizar seus planos para viajar. O aluguel de casas de veraneio costuma ser uma boa alternativa para esses casos, pois, além de oferecer conforto e segurança para as crianças, a escolha acaba saindo mais barata do que hotéis e pousadas.

No entanto, é preciso ter muita cautela para realizar esse tipo de operação, porque fraudes ou propagandas enganosas são bastante recorrentes. "Primeiro, é preciso pesquisar bastante e tomar muito cuidado com as ofertas", adverte a advogada da Associação de Consumidores Proteste, Polyanna Carlos Silva. Examine ainda mais a opção se o que for ofertado tiver um preço bem baixo e oferecer um imóvel (aparentemente) com muita qualidade.

Foto: Getty Images

Procure visistar o imóvel antes de viajar com a família para as férias

Ciladas à vista

Na hora de escolher o imóvel, a precaução precisa ser levada a sério desde o início da busca, até mesmo quando for optar pelo meio em que vai encontrá-lo: imobiliárias, corretoras ou internet. "Sabemos que a maioria das pessoas aluga (casa ou apartamento) pela internet ou pelo telefone, acaba não tendo um contato direto com o imóvel e isso pode levar a surpresas desagradáveis", frisa a advogada.

Não é necessário deixar de usar os sites da web para esse tipo de busca, apenas é preciso ter atenção redobrada, checar a autenticidade da empresa virtual e guardar todos os documentos, arquivos de fotos ou vídeos e e-mails que forem trocados com o locatário do imóvel. Isso são provas para o inquilino utilizar a seu favor judicialmente, caso venha a ter algum problema com a locação ou se sinta lesado com promessas inverídicas.

"Se acontecer algum problema, procure diretamente a empresa ou o proprietário que fechou o contrato. Caso o problema não seja resolvido, procure a Justiça", aconselha Polyanna. Ela acrescenta que a locação deve seguir os padrões da Lei do Inquilinato, a qual rege os contratos de aluguel e deixa claro que, no caso de imóveis para veraneio, o prazo máximo de arrendamento é por 90 dias. Mesmo se optar por fechar o contrato com uma imobiliária ou corretora, você também precisa checar se ela possui registro no Creci - Conselho Regional de Corretores de Imóveis - para não aceitar propostas de empresas fantasmas.

Foto: Getty Images

É importante que o inquilino cheque com o locador como está a limpeza da piscina da casa de veraneio para impedir contaminações

Cuidados necessários

Peça à empresa imobiliária ou ao proprietário do imóvel que encaminhe alguns contatos de pessoas que já alugaram o mesmo apartamento ou a mesma casa para saber a opinião de quem já usufruiu. Caso não seja possível, esforce-se ao máximo para visitar o local pessoalmente e checar se tudo o que foi ofertado condiz com a realidade. Aproveite e tente conversar com os vizinhos do imóvel, informar-se se há padarias, supermercados ou restaurantes por perto e descobrir sobre a eficiência do transporte local. "Tudo influencia em um aluguel de temporada, pois você precisa de estrutura, vai ficar poucos dias e não pode perder tempo", comenta a advogada da Proteste.

Não se esqueça de informar-se se costuma faltar água, durante a temporada de verão, na cidade ou na praia em que irá locar o imóvel. Na hora de fechar o contrato, faça tudo formalizado e assinado por ambas as partes. É necessário constar por escrito todas as características do imóvel, tanto da parte física - por exemplo, se as paredes estão pintadas ou com rachaduras e até mesmo a metragem -, quanto da estrutural, ou seja, se há mobílias, utensílios de cozinha ou cadeiras de praias.

A vistoria é outro ponto essencial para um aluguel de curto período e deve ser feita na entrada e na saída do inquilino. "Ele precisa estar atento em tudo e registrar por escrito para não ser responsabilizado depois por danos que ele não cometeu", pontua Polyanna. Em caso de aluguel fechado em grupo, provavelmente será uma pessoa a responsável legal pelo contrato. Para evitar que algum dos amigos dê o calote nos outros, ela recomenda que se faça um contrato simples e interno como garantia.

Aumento dos aluguéis
Se seu destino escolhido for o litoral de São Paulo, saiba que ter um imóvel alugado na região vai ficar mais caro este ano. O Creci-SP informou que o aluguel do imóvel em algumas praias aumentou até em R$ 271,67%, tendo índices bem superiores aos da inflação.

Para essa temporada, o Creci divulgou que há opções de aluguel para todos os bolsos. É possível encontrar uma quitinete em Santos e São Vicente por R$ 100 a diária. Mas os grandes vilões do aumento foram os imóveis mais amplos, como uma casa com quatro dormitórios no Guarujá, que até o ano passado saía pela média de R$ 500 por dia e, agora, está custando R$ 1.858,33.


Atualizado em 12 Fev 2014.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Transmissão do Miss São Paulo BE Emotion 2017 na TV e Internet

O evento acontece neste sábado (25), às 22h, no Palácio de Convenções do Anhembi

Transmissão do Kids’ Choice Awards 2017 na TV

A premiação será transmitida no canal Nickelodeon no dia 16, a partir das 20h30

Transmissão da luta de Vitor Belfort e Kelvin Gastelum na TV e Internet

Ana Maria Braga faz homenagem aos 20 anos de Louro José

"Meu filho, meu companheiro", escreveu a apresentadora no Instagram

"A Grande Família" ganhará retrospectiva especial na Globo

Episódios irão ao ar entre março e abril

Transmissão ao vivo do Lollapalooza 2017 na TV e Internet

Festival de música acontece nos dias 25 e 26 de março, no Autódromo de Interlagos