Guia da Semana

11 obras da Bienal de Arte 2012

Veja uma galeria de fotos com 11 obras que você não pode deixar de conferir na Bienal.

30ª Bienal de São Paulo acontece até 9 de dezembro de 2012, no Pavilhão Ciccillo Matarazzo, no Parque Ibirapuera. Sob o título iminência das poéticas e curadoria de Luis Pérez-Oramas, a mostra recebe 110 artistas neste ano, sendo 21 deles brasileiros.

>> Bienal de Artes 2012 tem linha de ônibus especial 
>> Três galeristas indicam o imperdível da Bienal 2012

Veja uma galeria de fotos com 11 obras que você não pode deixar de conferir na Bienal:

Ciudad Abierta

A Ciudad Abierta é um campo de experimentação arquitetônico que faz da vida, do trabalho e da arte uma única unidade, onde as construções são feitas diretamente a partir de palavras poéticas e da intuição. 

Leandro Tartaglia

La esquina indicada - O artista argentino usa a cidade de São Paulo em sua performance buscando lugares que sirvam de inspiração e novas histórias durante jornada de carro.   


Eduardo Berliner

Persiana - Artista brasileiro que tem como mote de sua obra a pintura, ele constroi cenários que são reconfigurados através de narrativas pessoais, memórias e pelo próprio processo de produção. 


Gego

Sem título - O artista alemão tem em seu trabalho o uso de aquarelas, desenhos, gravuras e esculturas que mostram seu interesse pelo espaço, transparência e estrutura


Maryanne Amacher
 
Microphoneistallation - As obras da americana Maryanne Amacher exploram a percepção do som no espaço, no tempo e no corpo do espectador. 


Nicolás Paris

Butaca - O trabalho do colombiano Nicolás Paris parte de experimentações artísticas como possibilidade pedagógica, usando sutis interferências em objetos ordinários para desestabilizar a percepção do observador. 


PPPP - Produtos Peruanos Para Pensar

Productos Peruanos para Pensar é um coletivo de um homem só: Alberto Casari. O artista se despersonalizou e criou alter egos – o escritor e poeta visual Alfredo Covarrubias, os pintores Arturo Kobayashi e El Místico e o crítico de arte Patrick Van Hoste – deixando sua produção ligada ao nome de uma marca para poder realizar suas obras ou produtos.


Arthur Bispo do Rosário

Manto de apresentação - Um dos destaques deste ano, Arthur Bispo do Rosário viveu recluso em um hospital psiquiátrico por mais de 50 anos com o diagnóstico de esquizofrenia paranoide. Suas peças eram produzidas com sobras de materiais dispensados no hospital e todo tipo de sucata e, segundo ele, mapeavam o mundo conforme tinha sido instruído por Deus.


Tiago Carneiro da Cunha

Esqueleto com flores - O artista brasileiro usa objetos como jóias ou relíquias arqueológicas em obras que apresentam personagens estranhos e deformados que evocam imagens violentas tratando de forma crítica e irônica temas como violência, sexo e exotismo. 

Waldemar Cordeiro

Foto do Clube Esperia - Waldemar Cordeiro foi o principal teorizador da arte concreta e se interessava pelas mudanças na linguagem e procedimentos artísticos. 

Xu Bing
 
Forest Project- O artista chinês, vice-presidente da Academia de Bellas Artes de Beijing, faz trabalhos que brincam com a linguagem, repensam conceitos e hábitos antigos sempre propensos a quebrar as tradições. A tensão entre a palavra escrita e a maneira como vivemos, trabalhamos e nos comunicamos é sua maior inspiração.

Atualizado em 19 Dez 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Obras do MASP agora podem ser vistas em plataforma on-line gratuita

Museu integra a partir de hoje o acervo do Google Arts & Culture

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959

Especial férias: MASP abre ao público em todas as segundas-feiras de Janeiro

Programação de férias disponibiliza cinco dias a mais para visitar o Museu

5 motivos para assistir ao documentário "O começo da vida" na Netflix

O filme mostra a importância dos primeiros anos de vida sob a ótica dos quatro cantos do mundo

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA