Guia da Semana
Arte
Por Nathália Tourais

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP.

Fundação Maria Luisa e Ocar Americano (Foto: Facebook Oficial da Fundação)

Se a cidade de São Paulo esconde tesouros encantadores, a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano, com certeza, é um deles! Cravado na Avenida Morumbi, o local é um refúgio no meio do caos da cidade que, em meio a uma arquitetura linda, obras de arte, história e muita natureza, faz com que quem esteja lá jamais se esqueça da experiência.

Pensando nisso, o Guia da Semana lista 5 motivos pelos quais você deveria conhecer o local. Confira:

HISTÓRIA

Em meio a plantas e árvores de vários tipos, do pau-brasil ao pé de café, encontra-se a casa projetada pelo arquiteto Oswaldo Arthur Bratke, em 1950. O local, antes de tornar-se uma fundação aberta ao público, foi a casa onde viveram, por 20 anos, o importante engenheiro e empresário Oscar Americano e sua esposa Maria Luisa, junto de seus filhos.



Após o falecimento de Maria Luisa, Oscar doou-a à cidade, junto de toda a coleção de arte e mobiliário que adquiriram ao longo da vida juntos. Preservando a natureza, reunindo peças e documentos ligados à história do Brasil, realizando cursos, concertos e outras atividades culturais, hoje a Fundação oferece aos visitantes um panorama do passado e do presente do país. Ampliado e enriquecido continuamente, o espaço permite uma visão das diversas etapas de nossa história.

Nela, é possível visitar um acervo constituído por pinturas desde o século XVII, mobiliário, prataria, porcelana, tapeçaria e arte sacra do século XVIII.

ACERVO DE OBRAS

Entre 1974, ano em que é instituída a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano, e 1980, quando sua sede é aberta ao público, foram realizadas algumas adaptações internas na casa, de modo a permitir a distribuição organizada do acervo para visitação.


Crédito: Site oficial da Fundação

A coleção inicial teve como base os objetos de arte pertencentes à família Americano, tais como pinturas, esculturas, porcelanas pratas e móveis. Ao longo do tempo, foram sendo adquiridas novas peças, de natureza e épocas distintas, que vieram a formar o acervo atual, composto dos seguintes núcleos principais: Brasil Colônia (mobiliário, prataria, exemplares de arte sacra brasileira e pinturas do artista Holandês Frans Post), Brasil Império (esculturas, pinturas, gravuras, louças, móveis, pratas, comendas e adereços que retratam usos e costumes do período) e Mestres do Século XX (obras de Victor Brecheret, Lasar Segall, Alberto da Veiga Guignard, Di Cavalcante e Cândido Portinari).”

RESPONSABILIDADE SOCIAL

A Fundação é um dos poucos espaços na cidade de São Paulo que possui em um mesmo lugar um acervo rico em obras do período Colonial, Imperial e Moderno; um parque com vegetação rica em espécies de Mata Atlântica; além de uma exuberante fauna.


Crédito: Site oficial da Fundação

A ideia primordial é tornar a visita mais completa e direcionada, não apenas recreativa, integrando o acervo e o parque da Fundação e abrangendo diversas áreas, como Biologia , História, Artes Plásticas etc.

PARQUE E CONTATO COM A NATUREZA

O sentimento de preservação ambiental, que se espalharia pelo mundo décadas depois, já estava presente, em 1948, nos projetos concebidos e desenvolvidos por Oscar Americano, deixando claro, mais uma vez, o seu pioneirismo.

Otávio Teixeira Mendes foi o paisagista escolhido para projetar e implantar o parque. O contrato estabelecia que seus serviços seriam pagos "por árvore de qualidade, plantada e vingada".


Crédito: Site oficial da Fundação

Ali estão exemplares de jacarandás, sibipirunas, angicos, paus-ferro, paus-brasil e muitos outros, retrato vivo e condensado da extensa riqueza natural do Brasil, que oferece aos visitantes um espaço único para passear, ler, meditar ou brincar com as crianças em meio à natureza.

VISITA MONITORADA

Dando continuidade à linha de ação cultural, que vem buscando difundir cada vez mais seu patrimônio artístico, arquitetônico e paisagístico, a Fundação produziu um roteiro de visita do parque.

A visita monitorada disponibiliza conhecer sutilezas do grande jardim e passar pelos dez setores propostos, conhecendo as 29 espécies identificadas, como: Pau – ferro, Pau – brasil, Jacarandá-da-bahia e Angico-vemelho, além dos princípios que nortearam o trabalho do engenheiro agrônomo responsável pelo projeto do parque.

Além disso, podem ser encontradas 51 espécies nesse refúgio urbano, além de belíssimas fotos de Edson Endrigo e guia com texto em português e inglês.

SALÃO DE CHÁ


Crédito: Site oficial da Fundação

A casa oferece opções de café da manhã, brunch e chá da tarde - todos por valor fixo e buffet completo, ou opções à la carte. As refeições podem ser feitas no salão interno, em estilo colonial, ou na parte externa, com uma vista linda da área verde que cerca a propriedade.


Crédito: Site oficial da Fundação

CONCERTOS

A Fundação também conta com um espaço dedicado para apresentações musicais e recitais comemorativos, como o recital de Natal, que é belíssimo. A programação completa pode ser conferida aqui.


Crédito: Site oficial da Fundação

SERVIÇO

Endereço: Av. Morumbi, 4077 - CEP 05650-000
Telefone: (11) 3742-0077 Fax (11) 3746-6941
Horário de funcionamento: De terça a domingo, das 10h às 17h30


Por Nathália Tourais

Atualizado em 28 Out 2016.

Mais notícias

Conheça a 'Transe', plataforma digital que promove e conecta agentes das artes visuais no Brasil

Arte

Cirque du Soleil lança site especial durante a quarentena; saiba tudo!

Arte

15 museus brasileiros para visitar online

Arte

8 lives de galerias e museus para você curtir arte em casa

Arte

Curitiba recebe visita de museu egípcio itinerante; saiba mais!

Arte

Google Arts & Culture disponibiliza tour virtual e coleções digitais do acervo do Museu Nacional

Arte