Guia da Semana
Arte
Por Redação Guia da Semana

As Bruxas de Eastwick

Musical estreia no Teatro Bradesco com Eduardo Galvão e Maria Clara Gueiros encabeçando o elenco.

Marcos Mesquita/Divulgação

Por Guilherme Udo

Mais uma grande produção chega a São Paulo, o musical As Bruxas de Eastwick, em cartaz no Teatro Bradesco. Em cena, três amigas - que se reúnem semanalmente para conversar, comer um brownie e tomar martíni - clamam pela chegada do homem ideal, mas o que elas não esperam é que esse pedido seria atendido com a chegada do diabo.

A história é conhecida do filme e livro homônimos, mas a versão musical guarda muitas surpresas: efeitos especiais e mágicas vão permear toda a trama, com direito até a um voo do trio de protagonistas sobre a plateia. A montagem ainda conta com coreografias sensuais, figurinos marcantes e um humor com o toque brasileiro.

A versão nacional

Considerados os reis dos musicais no país, Charles Möeller e Cláudio Botelho são os responsáveis pela direção da peça. Eles conduziram todo o elenco por um processo que durou sete semanas. Eduardo Galvão e Maria Clara Gueiros enfrentaram uma rotina árdua para conciliar os ensaios com as gravações da novela Insensato Coração, mas estão empolgados com a estreia.

"Queríamos montar um time diferente dos atores que fazem musicais tradicionais. Não somente excelentes cantores ou dançarinos maravilhosos. Buscamos um equilíbrio", conta Möeller para justificar a escolha do elenco principal que ainda conta com Fafy Siqueira, Renata Ricci e Sabrina Korgut.

Galvão já está no terceiro musical de sua carreira, sendo que Bruxas é o primeiro em que realmente precisa soltar a voz. "Sou ator e me aventuro pelo canto", afirmou sobre o assunto. O ator dá vida a Darryl Van Horne, um misterioso homem que muda toda a rotina da pacata cidade de Eastwick com a sua chegada.

Esse homem é o próprio diabo e libera a libido e os desejos dos outros personagens, garantindo um humor ácido à trama. "O politicamente correto virou um novo fascismo. Não podemos rir das nossas próprias mazelas", diz Möeller.

Já Maria Clara enfrenta o desafio pela primeira vez e fez aulas de canto para poder encarar as seis apresentações semanais. "Ela é uma heroína", afirma Botelho sobre o resultado dessas aulas na voz da atriz.

Curiosidades

- Maria Clara Gueiros vai enfrentar uma de suas fobias em cena. "Tenho muito medo de altura, mas confio no Heitor, que está fazendo os efeitos especiais. Se não der certo, essa é a ultima entrevista que dou", brinca a atriz;

- O sistema de voo utilizado pelas atrizes é semelhante ao de filmes como O Homem Aranha e é livre de trilhos, sendo essa a primeira produção que o utiliza na América Latina;

- Fafy Siqueira começou sua carreira como cantora e na época foi criticada por ser teatral demais, agora alia as suas duas facetas na produção de As Bruxas de Eastwick;

- Ben Ludmer, rosto conhecido de shows de stand-up na capital, integra o elenco da produção e ainda atua como consultor de mágicas;

- Uma das cenas mais marcantes do musical - com coreografia agressiva e exaustiva para o elenco - é protagonizada por André Torquato, um jovem talento que já participou de grandes produções, como A Noviça Rebelde e Gypsy.


Atualizado em 10 Abr 2012.

Mais notícias

Google Arts & Culture disponibiliza tour virtual e coleções digitais do acervo do Museu Nacional

Arte

Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro disponibiliza online seu acervo de pintura com mais de 400 itens

Arte

B3 cede obras de grandes nomes do movimento modernista ao MASP

Arte

Inhotim lança duas novas exposições virtuais no Google Arts & Culture

Arte

Google Arts&Culture disponibiliza obras do artista plástico e militante político Antonio Benetazzo; saiba mais!

Arte

Agora você pode visitar a exposição dos 20 anos de Harry Potter em uma plataforma online do Google; saiba mais!

Arte