Guia da Semana

Ben Harper encantou Floripa

Ben Harper se sentiu muito à vontade para cantar para um grande público - e até vestiu a camisa do Avaí.

Foto: Divulgação


Depois de uma semana conturbada, algo que explico logo mais, Ben Harper fez dois shows em Florianópolis, nos dias 5 e 6 de fevereiro, resultado de uma votação feita pela internet em que a cidade disputou o Skol Music Festival com Maresias e Búzios. A última vez que o californiano se apresentou na capital catarinense foi em 2007.

Fui ao show domingo no Riozinho, ponto badalado da Praia do Campeche, sul da Ilha de Santa Catarina. Acompanhado da banda Relentless7, Ben subiu ao palco com uma pegada roqueira, dedilhando o baixo sobre um banco, com primazia. Via-se claramente que o cantor estava se sentindo em casa; mas, pudera, o clima de início de noite (o show começou às 19h30), com uma plateia na sintonia da surf music, com ares de quem pegou praia a tarde toda, deixaria qualquer artista muito à vontade. Sem falar que, no dia anterior, Ben Harper tocou por mais de uma hora para oito mil pessoas que cantaram em uníssono os hits dele.


Voltando ao show de domingo, os dois momentos mais marcantes foram, para mim, quando o californiano entoou She`s Only Happy in the Sun, pois o público cantou junto, do início ao fim da música, e quando Vanessa da Mata subiu ao palco para acompanhar Ben no hit Boa Sorte/Good Luck, encerrando a apresentação. A plateia também vibrou com Under Pressure, parceria entre Queen e David Bowie. Outra parte entrou em êxtase quando o norte-americano vestiu a camiseta do Avaí, time de futebol de Florianópolis, jogada por um fã.

O sucesso do evento, que, além da qualidade artística, não registrou nenhuma briga, foi uma vitória para os organizadores. Isso porque, na semana anterior, a prefeitura de Florianópolis não havia liberado a licença ambiental para a realização do festival. Já a Associação dos Moradores do Campeche questionou as condições do bairro de receber o público, e muitas pessoas duvidaram do processo de distribuição de quatro mil pares de ingressos - os interessados tiveram que acessar o site do Skol Music Festival terça-feira à noite, receber um email e retirar um par de ingressos mediante a entrega de 2 kg de alimento não-perecível para doação.

Para completar a confusão, assim que a estrutura do show foi montada - em uma Área de Proteção Ambiental -, o Ministério Público Federal entrou com uma ação, na sexta-feira, embargando a realização do festival.

O resultado das exigências da população e da Justiça foi uma organização impecável nos dois dias, policiamento ostensivo na região, tráfego alterado para melhorar a mobilidade das pessoas e plateia satisfeita. Também participaram do festival Donavon Frankenreiter, Tom Curren e Armandinho.

Leia as colunas anteriores de Rosália Pessato

Ela veio... e arrasou

Alma de rapper

Quem é a Colunista: Jornalista.

O que faz: conteúdo de Santa Catarina do Guia da Semana.

Pecado Gastronômico: chocolate.

Melhor lugar do mundo: Minha casa ou praia.

O que está ouvindo no rádio, mp3 e iPod: Thievery Corporation e MPB.

Fale com ela: rosalia.pessato@gruporbs.com.br

 

Atualizado em 1 Dez 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Obras do MASP agora podem ser vistas em plataforma on-line gratuita

Museu integra a partir de hoje o acervo do Google Arts & Culture

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959

Especial férias: MASP abre ao público em todas as segundas-feiras de Janeiro

Programação de férias disponibiliza cinco dias a mais para visitar o Museu

5 motivos para assistir ao documentário "O começo da vida" na Netflix

O filme mostra a importância dos primeiros anos de vida sob a ótica dos quatro cantos do mundo

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA