Guia da Semana

Escritor deverá pagar indenização

Walter Luiz processou Guilherme Fiuza por danos morais.

19 de janeiro de 2011

 

A justiça do Rio de Janeiro determinou que o escritor Guilherme Fiuza, autor de Meu nome não é Johnny junto com a editora Record, vão ter que indenizar Walter Luiz Carvalho em R$ 10 mil.

 

Walter deu início ao processo em 2008 por danos morais e alegou que o livro faz menção à sua pessoa sem devida autorização. O autor pretende recorrer da decisão, confirmando que o personagem foi inspirado em Walter, porém, não teve acesso a ele sendo que na época do lançamento, estava cumprindo pena na detenção.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Obras do MASP agora podem ser vistas em plataforma on-line gratuita

Museu integra a partir de hoje o acervo do Google Arts & Culture

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959

Especial férias: MASP abre ao público em todas as segundas-feiras de Janeiro

Programação de férias disponibiliza cinco dias a mais para visitar o Museu

5 motivos para assistir ao documentário "O começo da vida" na Netflix

O filme mostra a importância dos primeiros anos de vida sob a ótica dos quatro cantos do mundo

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA