Guia da Semana

Fraternal no CCSP

Centro Cultural recebe três grandes peças da companhia até outubro.

Por Douglas Brito


Fotos: Arnaldo Pereira

Cena de Eh, Turtuvia!, uma das peças da Cia. Fraternal

A partir dessa semana (30 de agosto) até 02 de outubro, o público pode conferir novamente o trabalho da Fraternal Companhia de Arte, que chega a São Paulo com três espetáculos depois de passagens em Portugal e várias cidades brasileiras. Entre as peças, Borandá, Eh, Turtuvia! e Auto da Paixão e da Alegria.

O Centro Cultural São Paulo, que recebe o projeto, tem o objetivo de apresentar parte do repertório da Fraternal, além de proporcionar ao público um conhecimento prático e teórico do processo de criação do grupo, discutindo os fundamentos de sua pesquisa e a forma como os integrantes processam a encenação de seus espetáculos.


ROTEIRO

As três comédias da companhia são apresentadas na Sala Jardel Filho (324 lugares) e custam R$ 12,00 e R$ 6,00. Além disso, todas são de Luis Alberto Abreu, com direção de Ednaldo Freire e elenco composto por Mirtes Nogueira, Aiman Hammoud, Edgar Campos e Luti Angelelli.

Vencedor do Prêmio Shell 2003 de Melhor Autor para Luís Alberto de Abreu, a peça Borandá é o resultado da pesquisa feita pela companhia sobre o migrante na cidade de São Paulo. No palco, a narração da saga de três personagens: Tião, Galatéa e Maria Déia.

Último auto produzido pela Fraternal, Eh, Turtuvia! traz para público o universo das antigas comunidades rurais brasileiras. Em cena, quatro caboclos narram e interpretam personagens de uma comunidade agrícola dos anos 50.

Uma das peças mais conhecidas do repertório da companhia, Auto da Paixão e da Alegria narra as aventuras de quatro saltimbancos que se encarregam de contar os acontecimentos bíblicos. Enquanto três deles são descendentes de testemunhas da passagem de Cristo pelo mundo, o quarto saltimbanco é um paraibano que, mesmo sem ancestrais que viveram a época, conhece inúmeras histórias, como a da expulsão de Cristo do Ceará.


Ficha Técnica
Texto:
Luis Alberto de Abreu.
Direção: Ednaldo Freire.
Elenco: Mirtes Nogueira, Aiman Hammoud, Edgar Campos e Luti Angelelli.
Censura: 12 anos

Serviço
Local:
CCSP - Sala Jardel Filho
Data: de 30 de agosto a 02 de outrubro.
Preço: R$ 12,00 e R$ 6,00.

Borandá (100 minutos)
terça e sexta, 21h.

Eh, Turtuvia! (100 minutos)
quarta e sábado, 21h.

Auto da Paixão e da Alegria (90 minutos)
quinta, 21h; domingo, 20h.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Obras do MASP agora podem ser vistas em plataforma on-line gratuita

Museu integra a partir de hoje o acervo do Google Arts & Culture

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959

Especial férias: MASP abre ao público em todas as segundas-feiras de Janeiro

Programação de férias disponibiliza cinco dias a mais para visitar o Museu

5 motivos para assistir ao documentário "O começo da vida" na Netflix

O filme mostra a importância dos primeiros anos de vida sob a ótica dos quatro cantos do mundo

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA