Guia da Semana
Arte
Por Redação Guia da Semana

Oi Casa Grande

Obras na reta final, data de estréia de espetáculo e um público ansioso para conferir de perto as melhorias que o espaço cultural multiuso ganhou desde seu fechamento, há quatro anos.


Em agosto de 1966, os amigos Max Haus, Moysés Ajhaenblat, Moysés Fuks e Sérgio Cabral fundaram o Café Teatro Casa Grande. O espaço ficou marcado desde então por manifestações culturais e políticas. Foi naquele palco que Chico Buarque apresentou canções de sua peça censurada, Calabar. Por ali passaram figuras como Arnaldo Jabor, Ferreira Gullar, Cacá Diegues e até mesmo o atual presidente, na época ainda sindicalista, Luiz Inácio Lula da Silva em um dos famosos ciclos de debates.

O Casa Grande foi palco da primeira campanha pelas Diretas Já e o fim da censura. Fechado há quatro anos, o teatro foi reformado e será inaugurado no próximo 22 de maio, mantendo a tradição de cultura e engajamento. Explorando o que há de mais atual em propostas cênicas, o Casa Grande se torna um espaço multiuso, pronto para abrigar desde grandes produções até pequenas conferências.

Os mais de três mil metros quadrados foram distribuídos em platéia e balcão para 950 espectadores, 12 camarins, fosso para orquestra, palco com 20 metros de altura e 13 de boca de cena. O projeto cenográfico é do premiado carioca José Dias. Nas paredes laterais do teatro estão distribuídos painéis eletrônicos de led, assinados por Multi Randolph. O tratamento acústico, iluminação e som são elaborados a partir dos mais modernos recursos tecnológicos.


Os foyers dos três andares do teatro são destinados a exposições. O terceiro, em particular, dialoga com as atividades culturais desenvolvidas no espaço cultural Oi Futuro. O Casa Grande conta também com dois bistrôs, decorados com tapete listrado, móveis e pufes em estilo déco. Os freqüentadores dispõem de internet wi-fi gratuita nas dependências.

A iniciativa de reformar o espaço é dos antigos fundadores Max Haus e Moysés Ajhaenblat com seus familiares Gustavo Aichenblat, Leonardo Haus e Silvia Haus ao lado dos novos sócios Aniela Jordan ex-Theatro Municipal, David Zylbersztajn ex-Agência Nacional do Petróleo e o empresário Luiz Calainho. Todos juntos em parceria com a empresa de telefonia móvel Oi como patrocinadora.

Inauguração

Foto: Robert Schwenck

Quem faz as honras da casa é o musical A Noviça Rebelde. A montagem é inspirada no musical da Broadway encenado em 1959. A trama é baseada no livro de Maria Rainer sobre a história real da família von Trapp. O musical ganhou versão cinematográfica vencedora de cinco Oscars com Julie Andrews e Christopher Plummer. Desta vez, os protagonistas brasileiros são Herson Capri e Kiara Sasso.

Oi Casa Grande | Avenida Afrânio de Mello Franco, 290, ao lado do Shopping Leblon. A Noviça Rebelde | Quarta, quinta e sexta, 20h30; Sábado, 16h e 20h; domino, 16h. R$ 60,00 a R$ 180,00. Estréia prevista para 22 de maio. www.oicasagrande.com.br


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Conheça a 'Transe', plataforma digital que promove e conecta agentes das artes visuais no Brasil

Arte

Cirque du Soleil lança site especial durante a quarentena; saiba tudo!

Arte

15 museus brasileiros para visitar online

Arte

8 lives de galerias e museus para você curtir arte em casa

Arte

Curitiba recebe visita de museu egípcio itinerante; saiba mais!

Arte

Google Arts & Culture disponibiliza tour virtual e coleções digitais do acervo do Museu Nacional

Arte