Guia da Semana
Arte
Por Redação Guia da Semana

Ramones

Conheça a trajetória da banda mais punk dos Estados Unidos.



Douglas Colvin, John Cummings, Jeffrey Hyman e Thomas Erdelyi se conheciam desde a adolescência e eram um dos poucos jovens que vivam no Queens, que gostavam de MC5, Stooges e coisas do gênero. Quando resolveram formar uma banda, Douglas adotou o nome de Dee Dee Ramone em homenagem ao beatle Paul McCartney, que para evitar o assédio da imprensa e dos fãs, usava o nome Paul Ramone para se registrar em hotéis. Os outros integrantes decidiram então adotar nomes artísticos parecidos. John se tornou Johnny Ramone, Jeffrey virou Joey Ramone e Thomas Erdelyi passou a assinar Tommy Ramone. Logo, o nome da banda não poderia ser outro a não ser Ramones. O grupo é considerado o precursor do punk-rock, inaugurando o estilo da música super simplificada, com pouco mais de três acordes e de curta duração. As letras tratavam de temas cotidianos do universo jovem, sem se preocupar com nenhuma atitude mais político-panfletária.

O primeiro show da banda aconteceu em 1974, no Performance Studios. Logo depois, passaram a integrar o casting da CBGB, lendária casa noturna da cena underground nova-iorquina pela qual se apresentaram nomes como Blondie, Televison e The Cramps. No ano seguinte, assinaram um contrato de cinco anos com a gravadora Sire Records. Em 1976, lançaram o primeiro disco, Ramones, que foi sucesso só em Nova Iorque e em Londres, onde uma cena punk-rock estava começando a despontar, com as bandas The Clash e Sex Pistols. Os discos dos Ramones só chegaram a ser sucessos nas paradas na década de 90, quando conquistaram uma leva de fãs mais jovens, entretanto, a crítica especializada nunca economizou elogios ao grupo.

Em 1995 a banda lançou ¡Adios Amigos! e partiu para uma turnê pela última vez. O último show da banda, realizado no The Palace, em Los Angeles, foi registrado e posteriormente lançado como o disco ao vivo We´re Outta Here. Além de Tommy, passaram também pela bateria do grupo Marky Ramone, de 78 a 83 e de 87 a 96, e Richie Ramone, de 83 a 87. Durante o período de 89 a 96, foi CJ Ramone que tocou baixo no grupo. Joey faleceu em decorrência de um câncer linfático, em 2001. No não seguinte, Dee Dee foi encontrado morto devido a uma overdose de heroína. Johnny morreu de câncer de próstata, em 2004.

Foto: Divulgação

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Conheça a 'Transe', plataforma digital que promove e conecta agentes das artes visuais no Brasil

Arte

Cirque du Soleil lança site especial durante a quarentena; saiba tudo!

Arte

15 museus brasileiros para visitar online

Arte

8 lives de galerias e museus para você curtir arte em casa

Arte

Curitiba recebe visita de museu egípcio itinerante; saiba mais!

Arte

Google Arts & Culture disponibiliza tour virtual e coleções digitais do acervo do Museu Nacional

Arte