Guia da Semana
Arte
Por Nathália Tourais

São Paulo ganha centro cultural japonês em 2017

O novo espaço, chamado Irasshaimase, reúne gastronomia, cultura e tecnologia.

São Paulo ganha centro cultural japonês em 2017 (Divulgação)

Se parece que o ano de 2017 ainda está longe para muitos, para o universo cultural ele já está logo aí. Entre muitas esperas para o teatro, cinema, arte e literatura, a chegada do novo Centro Cultural japonês Irasshaimase ganha destaque.

O local, que quer dizer bem-vindo na língua japonesa, ficará na Avenida Paulista e tem data prevista de entrega para o mês de março. O audacioso projeto do governo japonês tem o objetivo de trazer um pedacinho do país para cá, para apresentar para nós, paulistanos - e também para todos que estiverem em nossa cidade - o melhor do Japão contemporâneo.

O investimento total das obras gira em torno de 30 milhões de dólares e tem projeto assinado pelo renomado Kengo Kuma, que também assinou o Museu de Arte folclórica da Academia de Artes, da China, e o conservatório Darius Milhaud de Aix-en-Provence, na França, além de ter sido eleito recentemente para projetar o Estádio Nacional de Tóquio, palco central dos Jogos Olímpicos na cidade, em 2020.

O centro já é conhecido como Japan House e faz jus à arquitetura nipônica, trazendo muita sutileza, simplicidade e delicadeza - atributos distribuídos em três andares compostos de madeira de encaixe, portas deslizantes e dois jardins típicos (e, consequentemente, maravilhosos) do país.

A entrada será gratuita e o espaço será dedicado a exposições, ambientes para palestras e seminários, biblioteca, restaurante com comida japonesa e loja de artesanato. Além de Kuma, também fazem parte da equipe Angela Hirata, diretora executiva da instituição e o curador Marcello Dantas.

A escolha pela capital paulistana se deu principalmente pelo histórico da imigração na cidade, que hoje tem a maior comunidade de descendetes japoneses do mundo. É, também, uma celebração do aniversário de 120 anos do acordo comercial entre os países e um símbolo para a vontade de ambos para um estreitamento ainda maior de seus laços.


Por Nathália Tourais

Atualizado em 10 Set 2016.

Mais notícias

Curitiba recebe visita de museu egípcio itinerante; saiba mais!

Arte

Google Arts & Culture disponibiliza tour virtual e coleções digitais do acervo do Museu Nacional

Arte

Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro disponibiliza online seu acervo de pintura com mais de 400 itens

Arte

B3 cede obras de grandes nomes do movimento modernista ao MASP

Arte

Inhotim lança duas novas exposições virtuais no Google Arts & Culture

Arte

Google Arts&Culture disponibiliza obras do artista plástico e militante político Antonio Benetazzo; saiba mais!

Arte