Guia da Semana
Arte
Por Redação Guia da Semana

Sem ares de donzela

Atrizes requisitadas e reconhecidas pelo público por seus papéis de mocinhas ingressam em um outro universo ao incoporarem a sua primeira vilã.

Foto: Rede Globo/João Miguel Jr.

Mais um trama de Silvio de Abreu está no ar: Passione traz um elenco de peso, com Fernanda Montenegro, Tony Ramos, Irene Ravachi e mais uma lista de excelentes artistas. Como qualquer outra novela, sempre há o núcleo dos vilões que, neste caso, serão a mentirosa Clara e o inescrupuloso Frederico, representados por Mariana Ximenes e Reinaldo Gianecchini. Sempre associando seus rostos a personagens de bom caratismo, é chegada a hora de mostrar versatilidade e dar vida a dupla que ira tramar diversas armadilhas para conseguir dinheiro e poder.

Em obras recentes, atrizes que sempre se destacaram em papéis de mocinhas, ganharam elogios ao colocar em prática, ao menos na ficção, grandes vilãs. Destruir romances, torturar inocentes e até, afinal são más, matar estão entre as práticas dessas verdadeiras criaturas do mal.

Cama de Gato

Foto: Rede Globo/João Miguel Jr.

A frase, que remete à traição, foi o nome da última novela das 18h da Rede Globo, que teve como vilã a atriz Paola Oliveira. Estreando no papel da bonita, mimada, egoísta e ambiciosa Verônica, ela planejou situações para ficar com a mansão e todo o dinheiro de Gustavo (Marcos Palmeira), fazendo de tudo para prejudicá-lo.

Antes dessa, Paola havia apenas feito papéis de mocinha como em O Profeta e Ciranda de Pedra. Em uma entrevista para o site UOL, a atriz revelou que "foi difícil passar um sofrimento falso", pois, no início da novela sua personagem teve que fingir que estava triste ao saber da morte do marido, sendo que ela mesma planejou a morte. Muito má!

Loira e poderosa

Foto: Rede Globo/João Miguel Jr.

Que Giovanna Antonelli já fez personagens fortes, muitos já viram e sabem. Desde a histórica Anita Garibaldi, de A Casa das Sete Mulheres, até a garota de programa Capitu, de Laços da Família, a atriz sabe mesmo incorporar o personagem e interpretá-lo perfeitamente, assim como fez, sendo a desajeitada Dora, em Viver a Vida. Mas, você sabia que ela já fez um papel de vilã?

Na trama de João Emanuel Carneiro, Da Cor do Pecado, exibida pela Rede Globo, em 2004, Giovanna interpretou a articulosa e gananciosa Bárbara. E mudou totalmente o visual para a personagem, pintando as madeixas de loiro e cortando o cabelo bem curtinho. Na novela, ela atuou ao lado de Thaís Araújo e Reinaldo Gianecchini e tentou de tudo para ficar com o mocinho. Desconsolada, seu final foi se jogar, bela e loira, em um precipício.

Carinha de menina

Foto: Rede Globo/João Miguel Jr.

Olhos claros, rosto delicado e fala mansa. Ao falar de Carolina Dieckmann, não há como não lembrar de suas mocinhas: Laços de Família, do escritor Manoel Carlos, foi uma marco na carreira da atriz ao interpretar Camila, personagem que descobre ter leucemia e que luta pela cura.

Mas quem não lembra da falsa Leona, de Cobras e Lagartos? Na novela, que também foi escrita por João Manuel Carneiro, a personagem - que lançou a moda dos cabelos platinados e dos brincos compridos - era invejosa e interesseira, e fazia de tudo para conseguir ter todos os bens de seu tio Omar (Francisco Cuoco). Ela ainda tinha tempo para maltratar os funcionários da boutique Luxus e ser amante do namorado da prima. Vilã de categoria.

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Conheça a 'Transe', plataforma digital que promove e conecta agentes das artes visuais no Brasil

Arte

Cirque du Soleil lança site especial durante a quarentena; saiba tudo!

Arte

15 museus brasileiros para visitar online

Arte

8 lives de galerias e museus para você curtir arte em casa

Arte

Curitiba recebe visita de museu egípcio itinerante; saiba mais!

Arte

Google Arts & Culture disponibiliza tour virtual e coleções digitais do acervo do Museu Nacional

Arte