Guia da Semana
Arte
Por Nathália Tourais

Sete curiosidades sobre a artista Frida Kahlo que você precisa saber

Saiba mais sobre a artista, que deixava em suas obras os seus próprios dramas.

As angústias de Frida foram seu impulso para a arte (Por Nickolas Muray (1946) - Museu Frida Kahlo)

Frida Kahlo inspira. Mas inspira não apenas por suas belas pinturas e sua trajetória artística. Nascida em Cayoacán, no México, a pintora teve uma vida cheia de dificuldades e obstáculos em suas mais diversas formas, mas foram exatamente as tristezas, angústias e problemas que fizeram dela um ícone no mundo das artes e uma referência no universo feminino. 

Em setembro, o Instituto Tomie Ohtake recebe uma exposição que leva seu nome e para que você saiba mais a respeito de Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderon, o Guia da Semana lista sete curiosidades que você precisa saber. Confira:

PROBLEMAS DE SAÚDE

Sua realidade foi bastante dolorosa, pois durante toda a vida sofreu com sua saúde debilitada. Aos seis anos de idade contraiu poliomelite, o que lhe causou problemas permanentes em sua perna esquerda. Sofreu sérios ferimentos no útero, na coluna, nas costelas, na pélvis, na clavícula e na perna direita após um acidente de ônibus, o que resultou em mais de 30 cirurgias ao longo da vida. Mais velha, amputou a perna direita. 

MORREU JOVEM

Frida morreu nova, aos 47 anos de idade. A última anotação em seu diário, dizia "Espero que minha partida seja feliz, e espero nunca mais regressar - Frida"

Seu atestado de óbito registra a causa da morte como embolia pulmonar. Mas não se descarta a hipótese de que tenha morrido de overdose (acidental ou não), devido ao grande número de remédios que tomava.

INSPIRAÇÃO

Enquanto se recuperava do grave acidente que sofrera, começou a pintar e, sozinha, aprendeu suas próprias técnicas. Completou o primeiro auto-retrato em 1926.

SURREALISMO

As pinturas de Frida Kahlo foram, muitas vezes, consideradas surrealistas. Entretanto, a artista mexicana negou ser uma verdadeira surrealista, afirmando que pintava sua realidade pessoal e não seus sonhos. 

VIDA AMOROSA

Além das dores físicas devido sua saúde fraca, Frida também sofreu com seus inúmeros relacionamentos amorosos, inclusive com o líder revolucionário Leon Trótsky. Sua ardente relação com o marido, o artista Diego Rivera, era extremamente turbulenta, pois ambos tinham relações extraconjugais. O casal chegou a divorciar-se, reatando o casamento depois de um ano. 

ABORTOS

Logo que se casou com Diego Rivera, Frida sofreu um aborto espontâneo, seguido de três que aconteceram nos anos seguintes. 

ARTE AUTOBIOGRÁFICA

Das 143 pinturas de Frida, mais de 50 são autorretratos e até mesmo seus outros trabalhos são estritamente autobiográficos. 

Essa forma de arte constitui o métoda mais pessoal de expressão e Frida usou o gênero para expor seu estado físico, mental e suas circunstâncias. Seus quadros lembram os enfeites de altar mexicano e ela, deliberadamente, inspirou-se em tradições religiosas e folclóricas. 

O uso de símbolos de seu estado psicológico resulta em obras carregadas de intensas emoções e significados ocultos.


Por Nathália Tourais

Atualizado em 27 Set 2015.

Mais notícias

Google Arts & Culture disponibiliza tour virtual e coleções digitais do acervo do Museu Nacional

Arte

Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro disponibiliza online seu acervo de pintura com mais de 400 itens

Arte

B3 cede obras de grandes nomes do movimento modernista ao MASP

Arte

Inhotim lança duas novas exposições virtuais no Google Arts & Culture

Arte

Google Arts&Culture disponibiliza obras do artista plástico e militante político Antonio Benetazzo; saiba mais!

Arte

Agora você pode visitar a exposição dos 20 anos de Harry Potter em uma plataforma online do Google; saiba mais!

Arte