Guia da Semana
Cinema
Por Juliana Varella

10 fracassos de bilheteria em 2013

Conheça as superproduções que foram verdadeiros micos nos cinemas este ano.

O Quinto Poder, sobre o criador do Wikileaks, já é uma das piores bilheterias do ano nos EUA (Divulgação)

Quem vê os valores cada vez mais gigantescos investidos nos longa-metragens costuma ficar assustado. Com orçamentos tão altos, é natural que algumas produções tenham dificuldades para pagarem a si mesmas e entrem para a temida lista de “micos” do ano.

+ Relembre os melhores filmes de 2013 (até agora)
+ Confira os filmes mais esperados de 2014
+ Veja as maiores bilheterias da semana no Brasil e EUA

Às vezes, nem mesmo o boca-a-boca caprichado meses antes do lançamento garante a bilheteria, como foi o caso de Oldboy, remake muito antecipado que alcançou apenas um milhão de dólares no final de semana de estreia nos EUA – e olha que era um feriado. O filme não estreou no mercado internacional e ainda pode se recuperar, mas será difícil cobrir os US$ 30 milhões investidos na produção.

Confira os maiores fracassos de bilheteria em 2013:
*Fontes: IMDB, Box Office Mojo e BoxOffice.com

O Quinto Poder

Orçamento: US$ 28 milhões

Bilhet. EUA: US$ 3,251,914 / Total: US$ 8,551,914 (não estreou no Brasil)

A cinebiografia de Julian Assange, do Wikileaks, ainda não estreou no Brasil, mas já amarga uma das piores bilheterias do ano nos Estados Unidos. As críticas que Assange fez ao filme e à atuação de Benedict Cumberbach podem ter contado para a repercussão negativa.

R.I.P.D. – agentes do além

Orçamento: US$ 130 milhões

Bilhet. EUA: US$ 33,618,855 / Total: US$ 78,324,220

2013 viu surgirem dezenas de novos filmes com duplas de policiais e nenhum deles decolou – talvez não fosse mesmo o momento de R.I.P.D. tentar a sorte, com Ryan Reynolds e Jeff Bridges como dois “tiras” que, na verdade, estão mortos e voltam para resolver algumas questões.

Alvo Duplo

Orçamento: US$ 55 milhões

Bilhet. EUA: US$ 9,489,829 / Total: US$ 13,751,117

Sylvester Stallone bem que tentou, mas nenhum de seus três filmes do ano (Alvo Duplo, Rota de Fuga e Linha de Frente – escrito e dirigido por ele) teve sucesso. O primeiro, aliás, não pagou um quarto dos custos de produção, com a história de um assassino e um detetive que se unem contra um inimigo comum.

Oldboy

Orçamento: US$ 30 milhões

Bilhet. EUA: US$ 1,282,665


Ainda é cedo para cravar a estaca em Oldboy, mas o fato é que, mesmo com o lançamento relativamente limitado nos EUA, o filme não poderia ter arrecadado tão pouco ao estrear num feriado prolongado. O remake do thriller sul-coreano de Park Chan-Wook, dirigido por Spike Lee, ainda não teve sua estreia internacional.

Jack: O Caçador de Gigantes

Orçamento: US$ 195 milhões

Bilhet. EUA: US$ 65,187,603 / Total: US$ 197,687,603


Qualquer valor perto dos 200 milhões seria o paraíso para quase todos os outros filmes nesta lista. O problema é que, quando um filme custa US$ 195 milhões para ser produzido, as expectativas mudam bastante. Jack: O Caçador de Gigantes abusou dos efeitos especiais, mas não agradou ao tentar atualizar conto de João e o Pé de Feijão.

O Cavaleiro Solitário

Orçamento: US$ 215 milhões

Bilhet. EUA: US$ 89,302,115 / Total: US$ 260,502,115


A aventura com Johnny Depp e Armie Hammer não foi um fracasso total por muito pouco. Para um filme com o peso da Walt Disney, passar raspando na linha do lucro não é comum e O Cavaleiro Solitário acabou levantando algumas questões sobre os critérios da marca.

Dezesseis Luas

Orçamento: US$ 60 milhões

Bilhet. EUA: US$ 19,452,138 / Total: US$ 60,052,138


Muitos tentaram, mas nenhuma das novas franquias adolescentes conseguiu desbancar Jogos Vorazes ou se tornar o próximo Crepúsculo. Dezesseis Luas, também adaptado de uma série literária, conseguiu apenas pagar as contas – e só porque teve um desempenho internacional muito superior ao doméstico.

A Hospedeira

Orçamento: US$ 40 milhões

Bilhet. EUA: US$ 26,627,201 / Total: US$ 48,227,201


Nem mesmo a autora de Crepúsculo conseguiu fazer com que A Hospedeira fosse um sucesso. O filme, adaptação de outro livro da escritora, sofreu com as críticas e caiu no esquecimento rapidinho.

Os Instrumentos Mortais

Orçamento: US$ 60 milhões

Bilhet. EUA: US$ 31,165,421 / Total: US$ 80,165,421


Outro candidato ao trono de Crepúsculo, Os Instrumentos Mortais também apostou na onda das séries literárias, mas arrecadou apenas metade dos custos nos EUA. Nos outros países, o filme até que foi bem, mas não o suficiente para vestir a coroa.

Lovelace

Orçamento: US$ 10 milhões

Bilhet. USA: US$ 354,784/ Total: US$ 602,582


O último item de nossa lista é o mais baratinho entre os lançamentos “muito esperados” do ano. Com apenas US$ 10 milhões de orçamento (coisa que, no Brasil, seria um luxo), a biografia da atriz pornô Linda Lovelace, com Amanda Seyfried no papel, não conseguiu chegar nem mesmo à casa dos milhões nas bilheterias de todo o mundo. Isso sim é um prejuízo.


Por Juliana Varella

Atualizado em 28 Dez 2013.

Mais notícias

Saiba como assistir ao Oscar 2021 na TV e Internet

Cinema

Divulgados trailer e pôster inéditos do filme "Cruella"; confira!

Cinema

Resenha: 'En las estrellas'

Cinema

Confira a lista dos indicados ao Oscar 2021

Cinema

Oscar 2021: saiba onde assistir aos filmes indicados

Cinema

10 mostras de cinema online para conferir em março de 2021

Cinema