Guia da Semana
Cinema
Por Juliana Varella

Ghost In The Shell – conheça o anime que inspirou o remake com Scarlett Johansson

Longa em live action estreia em março de 2017 nos cinemas.

Scarlett Johansson estrela o remake em live action do anime de 1995 (Foto: Divulgação)

Na semana passada, a internet entrou em alvoroço com a divulgação das primeiras cenas de “Ghost In The Shell” – um filme de ficção científica dirigido por Rupert Sanders (“Branca de Neve e O Caçador”) e estrelando Scarlett Johansson, que estreia em março de 2017. Mas por que tanto barulho? A resposta está num outro filme, que talvez você não conheça, mas que revolucionou o gênero mais de 20 anos atrás.

O longa de Sanders é o remake de uma animação japonesa de mesmo nome dirigida por Mamoru Oshii e lançada em 1995 que, por sua vez, foi baseada no mangá de Masamune Shirow, publicado entre 1989 e 1990. A franquia, mais tarde, ganhou uma continuação em quadrinhos, uma série de TV e um segundo filme, mas foi o longa de 95 que chamou a atenção da crítica mundial e entrou para a história como um dos maiores filmes de ficção científica de todos os tempos.

Distribuído no Brasil como “O Fantasma do Futuro”, o anime conta a história de Motoko Kusanagi, uma agente policial que investiga um hacker capaz de invadir a mente de pessoas e roubar informações de espionagem internacional. Kusanagi, porém, não é uma mulher comum: ela teve quase todo o seu corpo substituído por partes cibernéticas, ao ponto de ser mais reconhecida como um ciborgue do que como uma humana. Nesse mundo – um Japão futurista – os corpos híbridos são cada vez mais comuns e a única coisa que determina se alguém é humano ou não é o que eles chamam de “fantasma” ou “alma”, que é o equivalente à consciência.

“O Fantasma do Futuro” ecoa temas da ficção científica literária – especialmente do romance cyberpunk “Neuromancer”, de William Gibson, que explorou o conceito do cyberespaço como um ambiente tridimensional habitável. E, como o livro de Gibson, o filme de Oshii também influenciou os irmãos Wachowski na construção de seu próprio universo sci-fi na trilogia “Matrix”, uma obra que também questiona a relação entre corpo e consciência e entre humanidade e inteligência artificial. Alguns detalhes práticos da animação até foram aproveitados nos filmes, como os “plugues” conectados à nuca para transferência de dados.

A versão americana promete atualizar a trama e alterar alguns detalhes, como o objetivo do vilão e a origem de Kusanagi. Como Scarlett não é japonesa – o que, aliás, gerou revolta entre os fãs –, ela será apresentada como mestiça. Também estão no elenco os atores ocidentais Michael Pitt, Juliette Binoche e Pilou Asbæk, além dos japoneses Rila Fukushima e Takeshi Kitano.


Por Juliana Varella

Atualizado em 31 Mar 2017.

Mais notícias

Saiba como assistir ao Oscar 2021 na TV e Internet

Cinema

Divulgados trailer e pôster inéditos do filme "Cruella"; confira!

Cinema

Resenha: 'En las estrellas'

Cinema

Confira a lista dos indicados ao Oscar 2021

Cinema

Oscar 2021: saiba onde assistir aos filmes indicados

Cinema

10 mostras de cinema online para conferir em março de 2021

Cinema