Guia da Semana
Cinema
Por Edson Castro

Guerra Mundial Z traz novo fôlego para o genero zumbi

Filme de zumbis estrelado por Brad Pitt arrisca e consegue se destacar no meio da moda dos mortos vivos.

Brad Pitt encara uma horda de zumbis em Guerra Mundial Z (Divulgação)

Apesar de estar mais em alta do que nunca, os filmes de zumbi estão aí há muito tempo. Desde que George Romero estabeleceu o genêro com a trilogia "A Noite dos Mortos Vivos", "Despertar dos Mortos" e "Dia dos Mortos" entre os anos 70 e 80, cineastas tentam diferenciar suas obras do resto que já foi lançado.

+ Confira as salas e horários do filme Guerra Mundial Z
+ Confira as estreias da semana nos cinemas
+ Veja uma lista de filmes de zumbi que você tem que ver

Alguns apostam na comédia, como “Todo Mundo Quase Morto” e “Zumbilândia”; outros adicionam o elemento romance como em “Sangue Quente”. Há quem altere o gênero, como “Extermínio” que fez os zumbis correrem pela primeira vez.

Guerra Mundial Z traz o sentido de urgência. O Guia da Semana assistiu ao filme e te conta um pouco mais da experiência:

Estar em movimento é viver

brad pitt estrela Guerra Mundial z

Na trama, o mundo está sendo invadido por zumbis e as Nações Unidas lutam contra o tempo para evitar o pior. Enquanto isso, Gerry Lane (Brad Pitt), enviado especial da instituição, parte em uma busca ao redor do mundo para descobrir a origem do surto.

O filme tem uma fórmula muito clara. Para cada 5 minutos em que os personagens parecem estar bem, segue uma sequência de ação frenética. E os zumbis aqui não só correm muito como se aglomeram como formigas africanas, sobem em prédios, derrubam ônibus e atravessam tudo que estiver na sua frente.

Diferente de outras obras do gênero, como “Madrugada dos Mortos” e “Todo Mundo Quase Morto”, o filme não tenta fazer uma alegoria sobre o comportamento humano usando o terror. O filme foca em sua parte de thriller de ação e em como seus personagens lutam para sobreviver em meio ao caos.

Adaptação do livro (pero no mucho)

ZUMBIS frenéticos de guerra mundial z

Na adaptação para as telonas, sobra muito pouco da obra literária escrita por Max Brooks (filho do gênio da comédia Mel Brooks). Do fundamental do livro está apenas o caráter internacional da contaminação zumbi, dando um ar épico ao longa ao mostrar as viagens de seu protagonista de uma cidade a outra em meio ao caos absoluto.

Os pontos baixos do filme estão em seu terceiro ato, que é um pouco mais lento que o resto do longa e traz algumas resoluções mais simples do que a crueldade da situação mostrada no começo do filme.

No mais, Guerra Mundial Z é uma boa opção para os fãs dos filmes de zumbi. Um clima épico, grandes takes e sequências de ação que nada lembram aquele clima tosco dos primeiros filmes de mortos vivos. Que venham mais blockbusters de zumbi!

ASSISTA SE VOCÊ:

NÃO ASSISTA SE VOCÊ:


Por Edson Castro

Atualizado em 27 Jun 2013.

Mais notícias

Mostras de cinema gratuitas e online para conferir em fevereiro

Cinema

Telecine Play apresenta mostra dedicada ao cinema negro e em celebração a Spike Lee

Cinema

Festival Internacional de Cinema de Trancoso: saiba tudo sobre o quarto dia da mostra

Cinema

10 filmes imperdíveis que estão em cartaz nos cinemas no feriado de 20 de novembro 

Cinema

Shopping Bourbon e Itaú Cinemas dão 30% de desconto nos ingressos em novembro; saiba mais!

Cinema

Saiba tudo sobre a 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Cinema