Guia da Semana
Cinema
Por Juliana Varella

Maiores bilheterias de filmes brasileiros em 2013

Saiba quais foram os 10 filmes nacionais de maior sucesso no ano.

"Minha Mãe é uma Peça" teve a maior bilheteria do ano entre os filmes nacionais (Divulgação)

Quem frequentou os cinemas em 2013 provavelmente notou uma diferença em relação aos outros anos: nunca se viram tantos filmes nacionais em cartaz, muitas vezes entre as maiores bilheterias da semana.  

+ Relembre os melhores filmes de 2013
+ Saiba quais são os filmes mais esperados de 2014
Conheça o especial Melhores de 2013 no Guia da Semana

Entre os 119 títulos lançados no ano, “Minha Mãe é uma Peça” foi um verdadeiro fenômeno de público, com mais de 4 milhões de espectadores, mas nem só as comédias se destacaram: dois filmes sobre o músico Renato Russo e um romance histórico também entraram para a lista dos 10 filmes brasileiros mais vistos no ano.

Se o mercado audiovisual doméstico tem conseguido crescer apoiado em investimentos privados e numa relação muito próxima à televisão, a situação pode começar a mudar nos próximos anos: recentemente, o Fundo Setorial do Audiovisual anunciou que planeja investir mais de R$ 400 milhões nessa indústria em 2014 (o dobro de 2012) – incentivando novos criadores e visando à competitividade do cinema nacional com o internacional. Hoje, entre as dez maiores bilheterias do ano no Brasil, apenas uma é nacional.

Confira as 10 maiores bilheterias de filmes brasileiros em 2013: 

1º Lugar: Minha mãe é uma peça     

Público: 4.600.145 /  renda: R$ 49.533.218,31   

     

Baseado na peça teatral de mesmo nome, a comédia de André Pellenz traz Paulo Gustavo na pele de uma mãe divorciada, superprotetora dos filhos e muito fofoqueira, que decide sair de casa sem avisar ninguém e acaba deixando todos preocupados.

2º Lugar: Meu Passado me Condena  

Público: 3.117.899 / renda: R$ 34.497.883,00*

Fábio Porchat e Miá Mello vivem um casal em lua de mel, que viaja num cruzeiro pela Europa. Lá, eles encontram antigos namorados e descobrem tudo o que ainda não sabiam um sobre o outro.

3º Lugar: Vai que dá certo         

Público: 2.729.340 / renda: R$ 28.990.665,92

Cinco amigos se reúnem para praticar um crime e, assim, tentar resolver seus problemas financeiros. O esquema, porém, começa a se complicar quando eles se vêm endividados com um verdadeiro criminoso.

4º Lugar: Somos tão jovens       

Público: 1.715.763 / renda: R$ 18.253.649,24

A juventude de Renato Russo, ex-líder da banda Legião Urbana, é tema do filme de Antonio Carlos da Fontoura, com Thiago Mendonça no papel principal. O longa mostra seus primeiros anos de música, do grupo Abordo Elétrico até o sucesso com o Legião.

5º Lugar: Faroeste caboclo        

Público: 1.469.743 / renda: R$ 15.559.965,39

A canção do Legião Urbana, que contava uma história de pobreza, viagens e traições, finalmente ganhou sua versão nos cinemas pelas mãos do diretor René Sampaio. Fabrício Boliveira interpreta o protagonista João de Santo Cristo, Ísis Valverde é Maria Lúcia e Felipe Abib vive o vilão Jeremias.

6º Lugar: O Concurso    

Público: 1.320.102 / renda: R$ 14.125.213,83

Quatro candidatos a uma concorrida vaga de juiz se encontram na etapa final do concurso, no Rio de Janeiro. Na véspera da prova, o grupo decide "relaxar" e aproveitar a noite com tudo o que a cidade oferece.

7º Lugar: Crô - O Filme                

Público: 1.266.025 / renda: R$ 14.134.746,00*

O mordomo da novela Fina Estampa ganhouseu próprio filme, que se passa após os eventos da trama televisiva. Tendo herdado a fortuna da antiga patroa, Crô tenta encontrar uma ocupação, mas descobre que foi destinado a servir, então inicia uma busca por sua nova "deusa". 

8º Lugar: Mato sem cachorro   

Público: 1.134.551 / renda: R$ 11.586.425,40

Bruno Gagliasso e Leandra Leal são Deco e Zoé, um casal diferente em tudo: ela é organizada e trabalhadora; ele, preguiçoso e acomodado. Os dois se conhecem graças ao cachorro Guto e ficam juntos, mas depois se separam. Quando ela leva Guto embora e se envolve com outro homem, Deco planeja uma complicada operação de sequestro do cão.

9º Lugar: O Tempo e o Vento   

Público: 711.267 / renda: R$ 7.719.893,04

Inspirada no livro de Érico Veríssimo, o filme conta a história de duas famílias rivais no Rio Grande do Sul e de um amor que sobreviveu a muitas lutas. 

1 º Lugar: Cine Holliúdy                             

Público: 481.203 / renda: R$ 4.980.954,02

O filme, produzido no Ceará (longe do eixo Rio-São Paulo), surpreendeu o país com uma bilheteria de quase R$ 5 milhões. A comédia se passa nos anos 70, numa cidade de interior. O dono de um cinema sofre com a popularização da TV e decide resolver a situação usando a criatividade. O filme tem um "sotaque" tão particular que ganhou legendas em português.

 

Fontes: Ancine (dados até 5/dez) e FilmeB (dados até 16/dez)

*Dados atualizados do site FilmeB – o preço médio dos ingressos pode variar em relação aos dados oficiais da Ancine. 


Por Juliana Varella

Atualizado em 23 Dez 2013.

Mais notícias

Lista dos indicados ao Oscar 2019 é divulgada; confira!

Cinema

15 filmes incríveis com Jake Gyllenhaal que você precisa assistir

Cinema

10 filmes com Mahershala Ali que vale a pena assistir

Cinema

Tudo que você precisa saber sobre o filme "A História Verdadeira", da Netflix

Cinema

10 filmes estrelados por Jonah Hill que valem a pena

Cinema

Na onda da série “Elite”, 12 filmes que se passam dentro do colégio

Cinema