Guia da Semana
Cinema
Por Juliana Varella

O que muda na sua vida com as estreias de cinema na quinta?

A partir de março, a noite de sexta-feira deixa de marcar as grandes estreias do fim de semana.

Quinta-feira será a nova sexta-feira nos cinemas (Divulgação)

Você já parou para pensar no motivo pelo qual as estreias de cinema sempre aconteceram às sextas-feiras? Provavelmente, muitos nem mesmo repararam que elas chegavam nesse dia – até agora. Até a Feneec (Federação Nacional das Empresas Exibidoras Cinematográficas) anunciar que mudaria tudo para a quinta-feira e virar sua rotina de cabeça para o ar.

+ Fique por dentro das mostras de cinema em SP
+ Veja como aproveitar seus ingressos para ganhar desconto em livrarias
+ Entenda por que há tantas sequências e remakes no cinema atual

Eu mesma nunca tinha parado para pensar no assunto até resolver trabalhar com isso. Aquelas sextas-feiras tinham sido tão orgânicas, tão naturais em minha vida cinéfila, que eu achava que era assim que o mundo deveria ser: com o último dia da semana útil anunciando o primeiro dia de lazer com uma boa e longa sessão de cinema.

Às sextas, todos os casaisinhos adolescentes e grupos de estudantes corriam para as filas (fosse qual fosse o tamanho delas) em busca do aconchego dos sofás estofados, da privacidade do escurinho e da alienação de duas horas testemunhando a vida de outra pessoa. Quem seria essa pessoa nem importava tanto – muitos daqueles ávidos protótipos de cinéfilos só escolhiam seus filmes no calor do momento, passando os olhos por títulos, pôsteres e, principalmente, pelo relógio.

Famílias completas – pai, mãe, filhinho e boneco do Woody – se dividiam entre a sexta-feira superlotada e algum horário menos concorrido no final de semana. Mas era certo que garantiam aqueles dias sagrados sem trabalho ou escola para colocar a vida cultural em dia. Isso, num passado quase remoto quando o expediente de fato acabava na sexta-feira e as pessoas não abriam mão da vida social para dar conta de cursos extracurriculares, pós-graduações e freelas no “tempo livre”.

Hoje, como lembrou o presidente da Feneec, a quinta-feira se tornou um dia (quase) tão procurado para a cultura quanto qualquer outro. Há cervejadas em faculdades, happy hours no escritório, exposições internacionais, peças de teatro para todos os gostos. Assim como o trabalho invadiu o fim de semana, pegando carona em smartphones, o lazer vem se infiltrando na semana, oferecendo um respiro àqueles dias mais pesados.

Mas então, o que muda na sua vida com as estreias às quintas?

Na prática, nada. Mas algo no seu conceito de final de semana está prestes a desmoronar... Seu guia impresso deixará de anunciar o novo blockbuster do fim de semana; seus amigos talvez remarquem o tradicional cineminha para a quinta-feira (acabando com seu sono prolongado na manhã seguinte); as filas de sexta à noite talvez fiquem menos quilométricas, e quarta-feira agora será dia de pré-estreias.

Isso, pelo menos, é o que esperam as distribuidoras. Mas, cá entre nós, quem organiza sua vida com base no calendário de estreias? Para a grande maioria das pessoas, o “dia de cinema” continuará sendo aquele que for mais conveniente de acordo com sua própria vida. Pode ser que caia numa quinta-feira... Pode ser que não. A verdade é que não há mais rotina coletiva numa cidade como São Paulo. Todo dia pode ser sexta-feira.

 


Por Juliana Varella

Atualizado em 10 Mar 2014.

Mais notícias

7 filmes do diretor David Lynch que você precisa assistir

Cinema

Os melhores filmes infantis de 2019... até agora

Cinema

10 filmes imperdíveis com alienígenas para quem gosta do gênero

Cinema

10 filmes europeus imperdíveis para assistir na Netflix

Cinema

"MIB: Homens de Preto - Internacional", "Dor e Glória" e mais quatro filmes estreiam nesta quinta (13); Confira:

Cinema

Dia dos Namorados? 8 filmes para cultivar o amor próprio

Cinema