Guia da Semana
Cinema
Por Juliana Varella

Will Smith e Margot Robbie brincam de ladrões em “Golpe Duplo”

Filme também traz Rodrigo Santoro como o dono de uma equipe de corrida.

Will Smith é Nicky, um golpista profissional (Divulgação)

Filmes cujo título leva as palavras “golpe”, “truque” ou “trapaça” pertencem a um gênero todo particular. Em geral, o mocinho é um enganador profissional que conhece alguém tão bom quanto ele e, no final, tudo leva a crer que um dos dois conseguiu trapacear o outro, mas, na verdade, foi o contrário.

Golpe Duplo”, é claro, não foge à regra. Dirigido por Glenn Ficara e John Requa (de “O Golpista do Ano”), o filme traz Will Smith no papel de Nicky, líder de uma gangue especializada em golpes pequenos – joias, carteiras, clonagem de cartões. Procurando uma “estagiária”, ele conhece Jess (Margot Robbie), uma batedora de carteiras como ele nunca viu.

Os dois trabalham juntos por um tempo e acabam se afastando. Anos depois, se reencontram em lados opostos de um novo golpe, envolvendo o dono de uma equipe de carros de corrida chamado Garriga (Rodrigo Santoro).

O personagem de Santoro tem todos os sinais de um vilão, mas seu peso nunca chega realmente a se impor: a briga é, mesmo, entre Nicky e Jess. O problema é que as motivações desses personagens são tão embaçadas quanto a câmera, que sai de foco toda vez que Nicky se distrai por causa de Jess. Nada mais previsível, já que o nome original do filme é “Focus” – “foco”, em português.

A palavra vem da regra de que, para roubar alguém, basta atrair o foco para outra região e agir sobre seu ponto cego. Ficamos, então, avisados de que o filme tentará desviar nosso foco para nos enganar no final, dando uma daquelas reviravoltas espetaculares que os grandes enredos do gênero sempre dão.

Bem, não é o caso. O que o filme faz é deixar várias perguntas sem resposta, ou com respostas bem pouco convincentes. Interpretada com risadinhas nervosas, a cena que deveria explicar tudo, no final, soa como uma solução apressada para um roteiro que se enrolou em si mesmo. Pelo menos, o caminho até ali fora divertido.


Por Juliana Varella

Atualizado em 13 Mar 2015.

Mais notícias

10 filmes importantes sobre solidão 

Cinema

15 filmes com Alec Baldwin que você precisa assistir

Cinema

13 filmes imperdíveis em cartaz nos cinemas durante o feriado de 15 de novembro de 2019

Cinema

"Ford vs Ferrari", "O Irlandês" e mais cinco filmes que estreiam nesta quinta-feira (14); Confira!

Cinema

11 filmes imperdíveis que estreiam em 2020

Cinema

10 filmes com a atriz Glória Pires para você ver o quanto antes

Cinema