Guia da Semana

Saiba tudo sobre a exposição interativa Experiência Alice

Mostra fica em cartaz no Shopping JK Iguatemi até dia 30 de novembro.

Se a história de Alice no País das Maravilhas por si só já tem sabor de curiosidade, viagem, sonho, metamorfose, nonsense e criatividade, tudo o que a contorna consegue ser ainda mais envolvente. 

Escrita por Lewis Carroll em 1862, a arte apropriou-se de Alice e a transformou nas mais diversas linguagens que, em sua totalidade, nos convida a procurar o jardim das inesgotáveis possibilidades que existem dentro de cada um de nós. Característica que também define Experiência Alice

A mostra, em cartaz no Shopping JK Iguatemi até dia 30 de novembro, abre novas portas da imaginação e do pensamento que, diante de personagens e acontecimentos fantásticos, nos indaga se somos mesmo capazes de acreditar no inacreditável, de tornar possível o impossível e confiar em nossos sonhos, despertando para uma nova realidade. 

Assim, lhe convidamos a entrar conosco nessa grande aventura. Seja bem-vindo:

LEWIS CARROLL

A exposição conta com 12 salas recheadas de detalhes minuciosos, que vão desde a história original do escritor Lewis Carroll até o final de Alice no País das Maravilhas. E esse é o momento que nos prepara para a grande inserção que o restante da mostra nos reserva. 

Nessa sala, o visitante faz um passeio por tudo o que envolveu a criação não apenas da personagem, mas de todas as influências e criações que resultaram na sequência de acontecimentos como conhecemos. 

O espaço, que mais parece um labirinto forrado de páginas da literatura, apresenta 12 vitrines lindas, e cada uma delas foi pensada e preparada para representar uma das salas, nos dando ainda mais vontade de ver o restante. Lá, também saboreamos "Alice Através do Espelho", "Jogo das Sete Chaves" e muitos outros textos deliciosos e preparados por Adriana Peliano, presidente da Sociedade Lewis Carroll no Brasil. 

BARCO 

Nem todas as pessoas que conhecem a história sabem que os primórdios de sua criação nasceram durante um passeio de barco. No ano de 1862, Lewis Carroll passeava com seu amigo Robinson Duckworth e as três filhas do vice-chanceler da Universidade de Oxford. Para distrair as meninas, contou-lhes uma história de improviso, sem pretensão alguma. 

Uma das três irmãs presentes no barco era Alice Pleasance Liddell, de dez anos. Quando Carroll contou a história que tinha Alice como protagonista, a garota gostou tanto que pediu para que ele a escrevesse. 

Diz-se que a garota inspirou sua personagem principal e, apesar de o autor ter dito em vida que não teria se inspirado em nenhuma criança real, existem muitos fatores que nos fazem pensar o contrário.

As datas das publicações das histórias de Alice, por exemplo, são marcantes: Alice no País das Maravilhas é datada de 4 de julho, dia do aniversário de Alice Liddell; e Alice Através do Espelho é de 4 de novembro, seis meses após seu aniversário. Além disso, no segundo livro a personagem diz que tem sete anos e meio, idade que a garota real teria na época. 

Como se não bastasse, ambas as obras foram dedicadas a ela e no final da segunda existe um poema em que as letras iniciais de cada verso formam o seu nome completo.

EXPERIÊNCIA

A exposição foi pensada para que fosse uma experiência em primeira pessoa e, a partir da segunda sala, os convidados se transformam na Alice. O local, assim como na história, possui duas entradas que dão início à mostra: uma por uma porta normal e outra por uma portinha pequena, que nos faz entrar na toca do Coelho e "cair" por um escorregador, iniciando a viagem pelo mundo de Alice. 

Nas três paredes, através de uma projeção mapeada, o Coelho aparece correndo, sempre atrasado, ao som da nostálgica música "Ai, os meus bigodes... É tarde, é tarde, é tarde". 

A produção cenográfica da mostra é feita pela Castelúdico, a mesma que fez a histórica exposição do Castelo Rá-Tim-Bum. No local, com nada menos que 800 m², portas se abrem sozinhas, botões disparam conteúdo de áudio e muitas outras surpresas nos surpreendem.  

ETAPAS DO CLÁSSICO

A partir da terceira sala, é possível se relacionar com diversos personagem que, encantadoramente, nos acompanham desde o momento que entramos até o momento em que deixamos o local: o olhar de todos eles foi feito exatamente para termos a sensação de estarmos sendo acompanhados e olhados como se fossemos Alice. 

ESPAÇOS DEDICADOS PARA FOTOS

Sucesso em todas as exposições atuais, os locais dedicados para tirar selfies e fotos são muitos – e todos extremamente envolventes e criativos. Desde o barco (na primeira sala) até a casa com espelhos de diversos tamanhos e o púlpito onde Alice encara a Corte e a Rainha de Copas, é possível se divertir e interagir, além, é claro, de eternizar a experiência em uma imagem que, com certeza, guardará muito mais do que simples memórias.

FRASES E MÚSICAS

Do início ao fim, somos acompanhados por músicas que estiveram presentes na infância de muitas crianças e que permanecem na memória de cada adulto que guardou em si um pouquinho (ou muito) dessa linda história. Além disso, as paredes nos remetem a diferentes momentos com famosas frases que, quando lidas, nos fazem recordar das partes de onde saíram. 

LOJINHA

Aos fãs de objetos temáticos e colecionadores, a notícia é que a lojinha é in-crí-vel, e as ofertas variam de moleskines personalizados a almofadas bordadas, copos, enfeites e muito mais. 


SERVIÇO

QUANDO: De 6 de outubro a 30 de novembro de 2016 | De segunda a sábado, das 10h às 21h; domingos e feriados, das 11h às 19h.
ONDE: Shopping JK Iguatemi, av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2.041 - Terceiro Piso
QUANTO: R$35  

 

Atualizado em 7 Out 2016.

Por Nathalia Tourais
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Exposição do Nirvana chega a São Paulo com itens raros da banda; saiba o que esperar!

'Nirvana: Taking Punk to the Masses' remonta no Lounge Bienal o cenário underground da banda

Saiba o que esperar da exposição 'Renato Russo', em cartaz no MIS

Fotos, manuscritos, desenhos e cartas de fãs direto do acervo do artista compõe a mostra original do museu

Última chance: 6 exposições imperdíveis que acabam em agosto

"Steve Jobs, o Visionário" e "Modos de Ver o Brasil: Itaú Cultural 30 Anos" são algumas das mostras que você ainda pode conferir este mês

Caixa Cultural Rio de Janeiro apresenta mais de 500 autores na maior exposição de poesia do Brasil

"Poesia Agora" traz obras de poetas contemporâneos em instalações interativas

Venda de ingressos para a exposição do Renato Russo no MIS começa nesta quinta (13)

Mostra entra em cartaz no dia 6 de setembro

Exposição de Toulouse-Lautrec no MASP explora a sexualidade da noite parisiense; saiba o que esperar da mostra

O Guia da Semana visitou a mostra, que chega ao Museu de Arte de São Paulo nesta sexta-feira, 30 de junho