Guia da Semana
Jogos
Por Filipe "Bdama" Villela, Pizza Fria

Alex Kidd in Miracle World DX | Review

Originalmente lançado em 1986 para o Master System, Alex Kidd in Miracle World, foi o primeiro jogo do ex-mascote da.

Originalmente lançado em 1986 para o Master System, Alex Kidd in Miracle World, foi o primeiro jogo do ex-mascote da SEGA. O game de plataforma em 2D fez muito sucesso e se tornou bastante popular entre os jogadores, sendo um dos motivos que, posteriormente, o levaram a vir na memória do próprio console.

Várias gerações se passaram e o carismático príncipe Radaxian foi praticamente esquecido pela produtora, fazendo apenas algumas participações em jogos como Sega Superstars Tennis e Sonic & Sega All-Star Racing. Porém, finalmente, desenvolvido em parceria entre a SEGA, a Merge Games e o estúdio Jankenteam, Alex Kidd in Miracle World DX chega hoje para Nintendo Switch, PC, via Steam, PlayStation 4 e Xbox One (podendo ser jogado tanto no PS5 quanto nos Xbox Series X|S via retrocompatibilidade), contando com belíssimos gráficos pixelados, jogabilidade e animações aprimoradas e um sutil implemento de novas fases e conteúdos extras.

E será que 34 anos após o lançamento do jogo original, Alex Kidd teve um retorno digno e triunfante? Venha comigo e vamos agora mesmo conferir em mais um review antecipada do Pizza Fria!

Era uma vez, na região de Radaxian…

Há muito tempo, no distante planeta Aries, um jovem rapaz treinou dia e noite para dominar a disciplina marcial Shellcore. Alex não sabia, mas, na época, a região Radaxian estava sendo ameaçada por Janken, o Grande, e seus lacaios. O plano do vilão, era invadir a bela cidade de Radactian e dominá-la para sempre.

E é assim, com esse prelúdio simples e pouco relevante, porém, ainda melhor explicado que na versão original, que a jornada do jovem príncipe Alex começa.

Tive uma grande surpresa quando comecei Alex Kidd in Miracle World DX e percebi os personagens não jogáveis entre as fases. Muitas vezes, eles trazem diálogos relevantes, complementando todo o contexto em que a aventura se passa. As produtoras fizeram mais que apenas portar o jogo com gráficos melhorados e procuraram expandir o universo do jogo, porém, de forma sutil e sem atrapalhar a sensação de nostalgia que o jogo nos passa.

Alex Kidd in Miracle World DX
A arte e ambientação de Alex Kidd in Miracle World DX estão simplesmente fantásticas. (Imagem: Reprodução)

Um clássico com novos desafios

Alex Kidd in Miracle World DX traz muito mais que apenas o jogo original. Além de conter fases extras, o jogo conta também com os modos Clássico e o Desafio dos Chefões, que são liberados após a conclusão do modo história, além da implementação do salvamento automático, vidas infinitas para quem estiver com dificuldades e o melhor, as produtoras tiveram o carinho de lançar com legendas em português do Brasil.

O modo clássico é simplesmente sensacional! Nele, podemos jogar o jogo original no formato em que foi concebido para o Master System, mas com a qualidade extremamente superior em nossas TVs e sem nenhum tipo de ruído ou aquela interferência quando sua mãe liga o liquidificador lá na cozinha.

Alex Kidd in Miracle World DX
No modo clássico, podemos apreciar a aventura como o jogo foi originalmente concebido. (Imagem: Reprodução)

Já o Desafio dos Chefões é aquele famoso “Boss Rush Mode”, em que não precisamos nos aventurar pelo reino Radaxian, mas podemos enfrentar os chefes um a um em sequência. Morrer apenas uma vez neste modo, é o fim.

Além disso, Alex Kidd in Miracle World DX conta com a possibilidade de alternar em tempo real para os gráficos do Master System ou para os da geração atual, novos colecionáveis e um menu mais bonito e conta com a implementação de fabulosas músicas novas e remasterizadas do jogo original, dando aquela sensação nostálgica maravilhosa em cada estágio superado.

Alex Kidd in Miracle World DX
Se você gosta de desafios, sem dúvidas vai curtir o Desafio dos Chefões. (Imagem: Reprodução)

Outra novidade muito bem vinda foi a adição de colecionáveis. São 15 itens, que geralmente remetem aos jogos passados, espalhados entre as fases.

A clássica jogabilidade, porém com algumas melhorias.

Alex Kidd in Miracle World DX é um é um jogo de plataforma ao estilo side-scrolling, ou seja, um game de progressão lateral onde em geral os personagens percorrem o cenário da esquerda para a direita. No caso deste game, ao avançar por cada área, não podemos voltar para explorar o que já foi passado, por isso, não deixem de quebrar cada bloquinho para encontrar colecionáveis escondidos.

Quando à jogabilidade, Alex ataca os inimigos com os punhos, ele pode pular, abaixar e nadar. Apesar de terem sido aprimorados para a versão DX, os movimentos continuam um pouco truncados e em certos momentos irritantes, porém, isso faz parte da aventura e em momento algum a mim irritou.

Alex Kidd in Miracle World DX
Os braceletes do poder ajudam bastante durante as fases. (Imagem: Reprodução)

Além dos punhos, nosso herói conta com diversos itens, que podem ser comprados nas lojas ou encontrados em blocos, e que irão o auxiliar durante a jornada. O pó mágico faz com que nosso herói fique invisível, o bracelete do poder que cria bolas de fogo que são projetados pelas mãos de Alex, a bengala voadora que o fará voar por um tempo limitado, a cápsula mágica que libera vários mini Alex para combater os inimigos e a cápsula de barreira, que cria um escudo em torno do herói.

Ainda em relação ao itens, em Alex Kidd in Miracle World DX foi implementado um novo HUD na tela superior à direita onde podemos alternar entre os itens que queremos utilizar, não sendo mais necessário apertar Start para usar cada um deles, o que torna nossa experiência mais sólida e fluida.

Alex Kidd in Miracle World DX
Os botões L1 e R1 alternam entre os consumíveis e triângulo consome o item, eliminando a necessidade de pausar Alex Kidd in Miracle World DX. (Imagem: Reprodução)

Alex não possui barra de energia e, assim como na maioria das vezes em que apenas um soco basta para eliminar um inimigo, nosso herói é derrotado com apenas ao encostar em inimigos. Quanto aos chefes, tivemos algumas diferenças nas lutas contra alguns deles, como é o exemplo do touro em que agora é necessário esperar ele bater na parede e ficar tonto para atacar. Já os chefes principais, que são Janken, O Grande, Parplin, Chokkinna e Gooseka, praticamente não tiveram alterações e continuam sendo lutas ao melhor do estilo Jan Ken Po.

Por fim, não posso deixar de destacar os dirigíveis pilotados pelo príncipe herói. Durante a aventura Alex pode pilotar motos, uma espécie de helicóptero, lanchas e até mesmo aviões, porém, a brincadeira acaba quando encostamos em um bloco não quebrável e nosso dirigível é destruído.

Alex Kidd in Miracle World DX
Nem mesmo a ordem dos comandos no Jo Ken Po foram alternadas em Alex Kidd in Miracle World DX e continuam o mesmo padrão do game original. (Imagem: Reprodução)

Vale a pena comprar Alex Kidd in Miracle World DX?

Alex Kidd in Miracle World DX é mais do que todo o fã do ex-mascote orelhudo da SEGA já pediu. Ele aprimora de maneira sutil a jogabilidade, possui um audiovisual impecável, expande todo o universo da franquia, adiciona fases extras e ainda por cima está legendado em PT-BR. Sem dúvidas vale cada centavo do seu dinheiro investido.

Alex Kidd in Miracle World DX está sendo vendido por um preço excelente. São R$ 101,95 na Nintendo eShop para o Switch, R$ 99,95 na Microsoft Store para o Xbox e R$ 64,99 para PC, via Steam. Até o momento, os valores de pré-venda não constam na PlayStation Store. Adquira agora mesmo o seu e ajude nosso corajoso herói a derrotar o malvado Janken e seus lacaios nessa deliciosa aventura.

*Review elaborada em um PlayStation 4 padrão, com código fornecido pela Merge Games.

Pizza Fria

Reviews, notícias e tudo sobre o mundo dos games

Por Filipe "Bdama" Villela, Pizza Fria

Atualizado em 22 Jun 2021.

Mais notícias

Dead Space Remake é anunciado para PC e consoles

Jogos

Battlefield 2042 revela “Portal”, uma nova experiência para os jogadores

Jogos

9 novidades que estarão em Dying Light 2 Stay Human

Jogos

Battlefield 1 e Battlefield V estão de graça no Prime Gaming

Jogos

Crash Bandicoot recebe bundle comemorativo de 25 anos para consoles

Jogos

Xbox Game Pass traz 12 novidades e 3 remoções em julho

Jogos