Guia da Semana
Jogos
Por Sérgio Barbosa, Pizza Fria

Biped | Review

Entrando na onda de jogos multiplayer local, que se baseiam na cooperação entre amigos para elaborar sua gameplay, chega Biped..

Entrando na onda de jogos multiplayer local, que se baseiam na cooperação entre amigos para elaborar sua gameplay, chega Biped. O jogo, lançado para PlayStation 4 e PC, via Steam, nos últimos dois meses, é uma aventura ao redor do planeta com dois robozinhos que devem enfrentar muitos desafios trabalhando juntos. Uma versão para Nintendo Switch está confirmada e chega no dia 21 de maio.

Mas será que o título consegue trazer a mesma magia de outros jogos do estilo? Confira nossa opinião agora, em mais uma review do Pizza Fria!

Robôs fofinhos e mais o que?

Em Biped, os jogadores controlam robôs bípedes (óbvio!) que são convocados para uma missão na Terra. Nela devem ligar “faróis” espalhados pelo território que cumprem um propósito… eu acho. Na realidade, a história é bem vaga, e é muito difícil de saber o que realmente está acontecendo, já que tudo sobre ela é passado em cutscenes muito curtas. Para piorar, o conteúdo é passado em um texto praticamente impossível de se ler, já que aparecem na tela por 2 segundos antes de desaparecer.

No aspecto geral, esses defeitos são facilmente relevados, afinal a história não é um grande destaque do jogo. Seu brilho está evidentemente focado na sua gameplay de cooperação entre dois jogadores. O jogo até oferece uma opção de jogo solo, mas claramente esta não é a forma ideal de se jogar.

(Re)Aprendendo a andar

A chave da gameplay de Biped está na própria movimentação dos jogadores. No jogo, cada uma das pernas dos robôs é controlada através de um dos analógicos do controle. Dessa forma, a simples tarefa de andar precisa ser um movimento coordenado entre suas duas mãos. Na prática é mais simples do que parece, pois só levou alguns minutos até que eu e minha esposa nos acostumássemos com o gesto. A fim de facilitar travessias por trechos mais longos, você ainda pode deslizar com o robô rapidamente, segurando os analógicos na mesma direção.

E a base da gameplay é somente essa! Os únicos botões utilizados nos controles são os analógicos, dispensando todo o resto. Além disso, os robôs não desbloqueiam nenhuma habilidade nova durante o jogo. A grande sacada está na forma como ele aplica essa movimentação em diferentes situações e desafios.

Biped
Imagem: Divulgação

Os Bipeds trabalhando juntos

Em cada fase, o jogo introduz uma nova mecânica base que é aplicada de diferentes formas em uma série de obstáculos que só podem ser completados se os dois bipeds trabalharem juntos e se comunicarem. Um exemplo é o obstáculo mostrado na imagem acima, onde os jogadores devem pressionar os botões com seus pés numa sequência certa. Nele, é impossível passar por toda a sequência sozinho, portanto ambos os jogadores devem coordenar entre si para saber quem executa cada passo da sequência.

Conforme o jogo avança, sobe a complexidade dos desafios, e da mesma forma deve melhorar a coordenação da dupla. A equipe deve trabalhar junta para passar por escaladas de gelo, lançar bolas gigantes, descer por corredeiras, entre outros desafios. A evolução da gameplay é notável, onde cada fase introduz novas ideias sem deixar o jogo cair em repetição por muito tempo.

Imagem: Divulgação

Outro ponto positivo vai para o carisma da dupla de robôs. Sua forma de movimentar e os sons que emitem a cada movimento garantiram diversos momentos de risada enquanto jogávamos. Já um aspecto negativo foi a própria duração do jogo. Não levamos mais do que três horas para finalizar as missões principais. Para aqueles que buscam uma dose extra de desafio, cada missão principal desbloqueia outras duas missões extras, chamadas “missões Pro”, com as mesmas mecânicas da missão principal, porém com dificuldade mais elevada.

Vale a pena comprar Biped?

Para aqueles que buscam uma diversão em dupla, seja com um amigo, parceiro ou familiar, Biped é uma excelente escolha. Sua gameplay cooperativa sempre engajante e seus personagens carismáticos garantem muita diversão para dois.

Uma pena não ser uma diversão que dure muito tempo, porém uma atualização (ou mesmo uma DLC) futuramente poderia ser uma solução dos desenvolvedores para isso.

*Review elaborada no PlayStation 4 padrão, com código fornecido pelo NExT Studios.

Pizza Fria

Reviews, notícias e tudo sobre o mundo dos games

Por Sérgio Barbosa, Pizza Fria

Atualizado em 8 Mai 2020.

Mais notícias

AMD Radeon 5500 XT | Review

Jogos

Halo: Reach | Review

Jogos

PlayStation 5: jogos serão apresentados na semana que vem

Jogos

Xenoblade Chronicles: Definitive Edition é lançado para Switch

Jogos

Novo vídeo de The Last of Us Part II foca nos detalhes

Jogos

Outriders ganha vídeo de gameplay de 12 minutos

Jogos