Guia da Semana
Jogos
Por Flávia Rodrigues, Pizza Fria

Bob Esponja: Battle for Bikini Bottom – Rehydrated | Review

“Vocês estão prontas, crianças?” É assim que retornamos à Fenda do Biquini em Bob Esponja: Battle for Bikini Bottom –.

“Vocês estão prontas, crianças?” É assim que retornamos à Fenda do Biquini em Bob Esponja: Battle for Bikini Bottom – Rehydrated, que é anunciado como um “Remake fiel do jogo amado jogo 3D de plataforma no universo de Bob Esponja”. Lançado para PC, via Steam, PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch no último dia 23 de junho, a nossa aventura debaixo d’água foi no PC.

A versão Rehydrated traz a campanha single player original do primeiro Battle for Bikini Bottom, lançado em 2003. A história continua a mesma, com os planos de Plankton para roubar a receita do Hambúrguer de Siri indo por água abaixo, após a máquina Duplicatotron 3000 criar um exército de robôs mal feitos, e esses robôs causarem um alvoroço na Fenda do Biquini. Então, cabe aos maiores nomes da aventura marítima – Bob Esponja, Patrick e Sandy Bochechas – batalharem pela Fenda do Biquini. Mas como será que tudo isso se saiu? A resposta nós te contamos aqui, em mais uma review do Pizza Fria!

Onde Bob Esponja: Battle for Bikini Bottom – Rehydrated acerta…

O jogo é uma recriação completa e, de fato, muito fiel ao Battle for Bikini Bottom original. A história se mantém a mesma e todos os elementos permanecem no mesmo lugar – desde o título de abertura, passando pelos menus e finalmente chegando ao gameplay, onde o design das fases é idêntico ao jogo original, mas com uma melhoria visual surpreendente e muito bonita, bastante colorida e cartunizada, aproveitando a capacidade gráfica da Unreal Engine 4 para dar vida à alguns dos personagens mais queridos da televisão.

Os fãs brasileiros infelizmente não poderão contar com a dublagem clássica que conhecemos, mas o trabalho de tradução e localização das legendas foi muito bem feito, com todas as piadas em português fazendo jus ao desenho e até incluindo alguns memes, com o Bob Esponja gritando aleatoriamente “Eu sou rolezeiro!” durante a jogatina.

… e onde o jogo erra, feio!

Entretanto, se a ideia era trazer uma aventura nostálgica e divertida, existem muitos problemas que podem atrapalhar a experiência de quem espera um ótimo jogo. Começando pelos menus, as opções de configurações são muito limitadas, não permitindo sequer um ajuste na sensibilidade do mouse, algo que pode atrapalhar pois sensibilidade padrão é muito, muito alta.

Bob Esponja: Battle for Bikini Bottom – Rehydrated
Faltam opções de configurações de jogabilidade (Imagem: Reprodução)

Enquanto Bob Esponja: Battle for Bikini Bottom – Rehydrated é muito bonito, ele conta com um problema de pop-in que pode incomodar, com texturas constantemente pulando na tela. Considerando a falta de opções nas configurações visuais, não há muito o que possamos fazer para amenizar esse problema.

Ainda sobre as configurações, a opção da Câmera Inteligente é desativada constantemente durante o gameplay, travando a câmera em 180º de forma aleatória. É necessário voltar aos menus constantemente durante a jogatina para ativar novamente a opção que deixa a câmera livre.

Inegavelmente, trata-se de um jogo longo. Com 100 espátulas para serem coletadas entre os mapas, que permitem o avanço no jogo, não demorou muito para que a minha animação se tornasse frustração, com um backtracking bastante extensivo, já que as fases – assim como no original – contam com mais de uma espátula por nível, e muitas vezes não fica claro por onde seguir ou como fazer, ou com qual personagem jogar, pois existe um sistema de troca de personagens, e cada um possui habilidades específicas para alcançar alguns locais do mapa. Constantemente, me vi voltando partes consideráveis no mapa após descobrir que eu deveria ter atravessado tudo aquilo com outro personagem, não o que eu estava jogando.

O início de um sonho… deu tudo errado

Se o propósito era criar um remake de maneira idêntica ao original o objetivo foi alcançado, trazendo de volta até os problemas de 2003. A habilidade de Patrick para arremessar melancias é bastante frustrante, com uma mira que funciona mal e, quando acerta, nada acontece (feijoada).

Prepare-se também para experimentar um hitbox no mínimo duvidoso, com os inimigos apanhando sem sofrer nenhum dano enquanto os personagens principais podem sofrer dano até de um inimigo que acabou de ser morto. E tudo isso acontecendo enquanto, em alguns momentos, o jogo que parece pacífico e inofensivo se torna um pandemônio de inimigos na sua cola. Foi assim que acabei apelidando o jogo de “Bob Esponja soulslike, com uma curva de dificuldade que sobe vertiginosamente no momento mais inesperado.

Bob Esponja: Battle for Bikini Bottom – Rehydrated
Uma imagem vale mais do que mil palavras (Imagem: Reprodução)

Quando peguei o jogo para análise, as minhas expectativas eram boas e eu esperava uma experiência divertida, tão necessária durante esses tempos difíceis. No entanto, sinto que experimentei, infelizmente, um dos piores títulos de 2020, que definitivamente merecia mais polimento e carinho no desenvolvimento.

Cheguei inclusive a quebrar o jogo em momentos onde eu simplesmente consegui alcançar pontos das fases onde eu não poderia chegar sem realizar outras tarefas, e precisei reiniciar toda a missão. Isso arruína a magia e tem o potencial de estragar as lembranças boas do Battle for Bikini Bottom original.

A magia foi por água abaixo

Todas essas falhas afetam até os conteúdos extras, que segundo os desenvolvedores são conteúdos cortados do jogo original mas agora retornam na sua forma completa. Mas se você não for muito familiar com o jogo original, pode ser que nem perceba o que é parte do primeiro Battle For Bikini Bottom lançado oficialmente ou o que é conteúdo extra.

A adição final é o modo multiplayer, que assim como muitas partes nesse jogo, falta polimento. É um simples modo horda separado em diferentes ilhas. As opções de matchmaking são inexistentes (como já era de se esperar) e eu não encontrei sequer uma pobre alma que teve paciência de completar todas as ondas.

Vale a pena comprar Bob Esponja: Battle for Bikini Bottom – Rehydrated?

Se ainda lhe resta alguma dúvida da minha resposta: não, não vale a pena comprar Bob Esponja Rehydrated. Ainda assim, é necessário pontuar, principalmente nesta era de remakes, que apostar apenas na nostalgia nem sempre vai funcionar da mesma forma do jogo original. Esse é um exemplo de que um remake feito sem a intenção de renovar os votos de amor com o jogador pode partir um coração apaixonado pela obra original.

Bob Esponja: Battle for Bikini Bottom – Rehydrated alcançou 71 pontos de Metacritic na versão utilizada na review.

*Review elaborada no PC, com código fornecido pela THQ Nordic.

Pizza Fria

Reviews, notícias e tudo sobre o mundo dos games

Por Flávia Rodrigues, Pizza Fria

Atualizado em 16 Jul 2020.

Mais notícias

Sony exibe novo State of Play nesta quinta-feira, 6 de agosto

Jogos

Marvel’s Avengers terá Homem-Aranha como personagem

Jogos

Dex – Enhanced Edition | Review

Jogos

Fairy Tail | Review

Jogos

Battletoads será lançado pra PC e Xbox One em agosto

Jogos

Epic Games Store disponibiliza três jogos gratuitamente

Jogos