Guia da Semana
Jogos
Por Lucas Soares, Pizza Fria

Final Fantasy VII Remake Episode INTERmission | Review

Em abril de 2020, a Square Enix lançou no mercado Final Fantasy VII Remake, um título que foi muitíssimo bem.

Em abril de 2020, a Square Enix lançou no mercado Final Fantasy VII Remake, um título que foi muitíssimo bem recebido pela crítica, tanto que foi indicado à alguns prêmios no The Game Awards – faturando o de melhor trilha sonora e melhor RPG. Aqui mesmo, no Pizza Fria, o game ficou com uma das maiores notas do ano, com avaliação de 94 em 100.

Notadamente, com o lançamento do PlayStation 5, já era esperada uma versão otimizada para o console, já que o game, até hoje, é um exclusivo dos consoles Sony. No entanto, para surpresa de muitos, a Square Enix revelou também uma DLC exclusiva para o novo console, que preencheria uma lacuna na história original, além de introduzir Yuffie – uma das personagens favoritas dos fãs – como uma personagem jogável no game. Chamado de Episode INTERmission, eu joguei a expansão e te conto tudo o que você precisa saber agora!

O que é INTERmission?

Se você está chegando agora, e nunca jogou Final Fantasy VII, vou te contar o necessário para que essa review prossiga, mas sem muitos spoilers. Yuffie Kisaragi é uma caçadora de matérias e uma ninja de Wutai, uma cidade que está em guerra há muito tempo com a Shinra, organização que controla Midgar. Na versão original do game, ela era uma personagem que se poderia se juntar à equipe de forma opcional, e por isso, talvez nem todos que jogaram saibam quem ela é.

De qualquer forma, ela se tornou uma das personagens preferidas dos jogadores e os desenvolvedores de Final Fantasy VII Remake decidiram usar a liberdade criativa proporcionada pelos eventos do jogo de 2020 para dar um espaço maior para a personagem, aproveitando uma das lacunas em da história do jogo.

Final Fantasy VII Remake Intergrade
Yuffie Kisaragi é a estrela de Final Fantasy VII Remake Episode INTERmission (Imagem: Divulgação)

Assim, Yuffie chega em Midgar com a missão de entrar na Shinra e roubar algo que ela chama de “matéria suprema”. Na cidade, ela encontra com Sonon Kusakabe, outro agente de Wutai – e personagem inédito na franquia, que vai auxiliá-la nessa invasão. A história se desenrola em dois capítulos, com algumas boas surpresas e que explica um pouco sobre o ódio que a ninja tem pela Shinra.

Eu demorei menos de 4 horas para finalizar Episode INTERmission, e considerei uma boa experiência narrativa. No entanto, ela é consideravelmente curta, e poderia ter mais um capítulo. A forma como tudo termina, assim como o FF7R, deixa fãs, como eu, com uma vontade absurda de querer saber como essa história vai continuar.

Final Fantasy VII Remake Episode INTERmission
Nero, o vilão de Dirge of Cerberus -Final Fantasy VII-, faz uma aparição em Episode INTERmission (Imagem: Divulgação)

Um gameplay rápido e com boas mecânicas

Se Final Fantasy VII Remake aprimorou os elementos de gameplay, tornando-o um jogo muito mais dinâmico do que o game de 1997, a DLC tratou de aprimorar um pouco mais esses recursos. Yuffie e Sonon lutam em dupla, e podem usar um recurso chamado Sinergia, em que eles atacam simultaneamente sempre que você utilizar esse comando.

Essa medida foi utilizada porque Sonon, assim como Red XIII em Remake, não é um personagem controlável. No entanto, para que você utilize melhor as habilidades dele, é possível fazer com que ele ataque junto com Yuffie, além de evoluir sua própria árvore de habilidades e armas próprias.

Final Fantasy VII Remake Episode INTERmission
Utilizar a Sinergia faz com que Yuffie e Sonon ataquem em conjunto (Imagem: Divulgação)

Tirando essa pequena, mas importante mudança, tudo segue a mesma linha do Remake. A batalha é uma mescla de hack n’ slash com RPG, em que você pode quase parar o tempo caso suas barras de BTA (Active Time Battle, em inglês) atinjam determinado nível e definir que tipo de ação tomar. Tudo é muito dinâmico, bastando pressionar o X para acessar o menu e os botões L2/R2 para alterar entre os personagens.

As Materias são equipáveis, as armas evoluem conforme você sobe de nível e é preciso distribuir pontos para elas em uma árvore de habilidades. O ponto negativo são os Summons, que são opções bem simples e banais – não aparecendo nenhuma grande invocação clássica da franquia na narrativa de INTERmission. Para liberar Ramuh, é necessário cumprir uma missão adicional.

Final Fantasy VII Remake Episode INTERmission
Ramuh é o único summon clássico em INTERmission, mas só é liberado em uma missão secundária (Imagem: Divulgação)

Como eu quero jogar

A versão de PlayStation 5 de Final Fantasy VII Remake chegou com as novidades características do console: telas de carregamento muito rápidas, opções gráficas em 60 FPS ou em 4K, melhorias em texturas melhoradas, iluminação e ambientes de uma forma geral. Além disso, os desenvolvedores melhoraram o Modo Clássico, otimizando ainda mais como os personagens defendem e atacam.

Além disso, o game base e a expansão ganharam recursos compatíveis com o DualSense, como o feedback tátil, e os gatilhos adaptativos, estes em especial nas perseguições de moto por Midgar.

Final Fantasy VII Remake Episode INTERmission
O visual e o desempenho de Final Fantasy VII Remake Intergrade é estonteante (Imagem: Divulgação)

Fort Condor Remake!

Um dos minigames mais populares da geração PS1, Fort Condor, que fazia parte do Final Fantasy VII original, também ganhou um remake com a DLC Episode INTERmission. A ideia é a mesma de antes: posicionar unidades para invadir a base inimiga ou proteger a sua própria base. É um jogo em que é preciso cuidar de gerenciamento de recursos, além de obter novas peças para seu tabuleiro.

Final Fantasy VII Remake Episode INTERmission
Fort Condor também ganhou um remake com a chegada de Final Fantasy VII Remake Episode INTERmission (Imagem: Divulgação)

Vale a pena comprar Final Fantasy VII Remake Episode INTERmission?

Bom, aqui entram dois pontos que eu considero fundamentais para responder esta pergunta. Episode INTERmission é uma experiência legal e imersiva, mas é bem curta se comparada ao jogo original. Os compradores do jogo original, que fizeram o upgrade para a versão de PS5, devem desembolsar R$ 104,90 para jogar a expansão. É um valor que eu considero alto pela quantidade, não qualidade, de conteúdo oferecido.

No entanto, para quem está chegando agora e nunca jogou Final Fantasy VII Remake, é possível adquirir a versão completa, chamada de Final Fantasy VII Remake Intergrade, disponível ao preço sugerido de R$ 349,90. É claro que o valor é consideravelmente mais alto, mas esta versão oferece a experiência completa do jogo até hoje, e com muitas horas de conteúdo, e com uma qualidade ainda maior do que a versão lançada para PS4.

Final Fantasy VII Remake Episode INTERmission tem média de 83 pontos no Metacritic e foi lançado para PlayStation 5 no dia 10 de junho de 2021.

*Review elaborada no PlayStation 5, com código fornecido pela Square Enix.

Pizza Fria

Reviews, notícias e tudo sobre o mundo dos games

Por Lucas Soares, Pizza Fria

Atualizado em 4 Jul 2021.

Mais notícias

Dead Space Remake é anunciado para PC e consoles

Jogos

Battlefield 2042 revela “Portal”, uma nova experiência para os jogadores

Jogos

9 novidades que estarão em Dying Light 2 Stay Human

Jogos

Battlefield 1 e Battlefield V estão de graça no Prime Gaming

Jogos

Crash Bandicoot recebe bundle comemorativo de 25 anos para consoles

Jogos

Xbox Game Pass traz 12 novidades e 3 remoções em julho

Jogos