Guia da Semana
Jogos
Por Álvaro Saluan, Pizza Fria

Pacer | Review

Jogos de corrida sempre me divertiram bastante. Porém, jogos com uma pegada mais futurista, tal como Wipeout ou o clássico.

Jogos de corrida sempre me divertiram bastante. Porém, jogos com uma pegada mais futurista, tal como Wipeout ou o clássico POD, por conter elementos como velocidades absurdas, veículos modernos e uma série de armas, me agradavam ainda mais. Eu adoro o caos desse estilo de jogo. E Pacer, game da R8 Games lançado para PC, via Steam e PlayStation 4 no fim de outubro, segue justamente nessa ideia mais voltada para uma experiência arcade, onde veículos futuristas competem em diferentes modos de corrida para alcançar o primeiro lugar.

Sendo assim, se prepare, customize seu veículo da melhor maneira possível e aperte bem os cintos, pois a corrida vai começar em mais uma análise do Pizza Fria!

O futuro é rápido!

Em Pacer, somos colocados em um futuro onde as corridas são feitas por veículos extremamente velozes (que chegam a bem mais de 700km/h, dependendo da categoria), testando assim as nossas habilidades para lidar não só com o percurso, mas os diversos concorrentes que também estão nele. O jogo tem uma pegada muito similar ao Wipeout, algo que me agradou bastante.

Diante disso, podemos jogar um modo carreira que é até interessante para um título de corrida, embora não tenha nenhuma novidade. Nele, jogamos modos variados, onde podemos customizar os veículos e encarar diferentes tipos de corrida, que também podem ser acessadas no modo livre. São eles:

  • Volta de Velocidade: Neste modo, o que realmente importa é ser o mais rápido na pista. Sendo assim, todos os pilotos correm um número de voltas definido, tentando assim bater a volta mais rápida. Mas cuidado: mesmo que você tenha conseguido um melhor tempo, outro piloto que ainda está correndo pode conseguir um tempo melhor.
  • Eliminação: Durante esse modo, o último colocado é eliminado de tempos em tempos, até restar apenas um competidor. Sendo assim, para conseguir vencer, você terá que se manter na liderança até o fim.
  • Destruição: Aqui, a corrida é só um detalhe, e suas habilidades de combate são primordiais. Neste modo, o primeiro piloto a atingir a meta de abates vence.
  • Resistência: Aqui, o objetivo é simples, mas desafiador: não seja destruído. Caso seu veículo seja destruído, é o fim da linha.
  • Flowmentum: Este modo traz um desafio individual de resistência e sobrevivência. Nele, você correrá por tempo indeterminado em uma pista, sem nenhum adversário. Porém, ao passar por portais, a velocidade máxima do veículo é aumentada gradativamente, algo que torna o percurso ainda mais desafiador.
  • Tempestade: Mais uma prova de sobrevivência, nele você tem que correr para se manter dentro do campo de proteção da tempestade. Caso ela te pegue, é o fim da partida.
Pacer
Voe baixo com veículos futuristas. (Imagem: Divulgação)

Customize seu veículo

O jogo conta com um modelo de customização ajeitado para um jogo do gênero. Nele, você pode equipar duas armas, que podem auxiliar em manobras ofensivas ou na defesa. De canhões de energia a mísseis e minas, Pacer oferece uma variedade interessante. Além disso, é possível modificar também a dirigibilidade do veículo, mudando suas características ao focar em pontos como velocidade, defesa ou facilidade para fazer curvas. Se essas customizações forem bem utilizadas, podem facilitar a vida do competidor. Mas para quem tem pressa de jogar e não quer se ligar a isso, é possível acessar também configurações predefinidas já criadas pelo jogo. Por fim, é possível mudar aspectos visuais do veículo, deixando ele com sua cara.

Contudo, todas essas customizações não saem de graça. Para ter dinheiro para as adquirir, você terá que correr (e muito!), para garantir o desbloqueio desses variados equipamentos. Aliás, até as pistas vão sendo desbloqueadas com o tempo. Ou seja, Pacer é aquele tipo de jogo que, para tornar as opções totalmente acessíveis, precisa de um certo tempo. E isso é até bom, já que os desafios vão aumentando, algo que força o jogador a pensar em modificações no veículo.

Pacer
As corridas em Pacer são bem agitadas e desafiadoras. Por isso, use de todos os artifícios para vencer! (Imagem: Divulgação)

Como é jogar em altas velocidades?

Em um primeiro momento, logo quando comecei a jogar Pacer, me assustei com a velocidade extrema. Eu batia nas laterais o tempo todo. Até eu descobrir que os gatilhos do controle (R2 e L2 ou LT e RT), auxiliavam nas curvas, fazendo uma espécie de drift. A partir disso, a jogabilidade ficou muito mais simples e, finalmente, consegui ganhar minhas corridinhas. De uma maneira geral, o jogo é alucinante: você tem de lidar com a alta velocidade, o percurso e os rivais, que não te dão sossego. Isso pra mim é maravilhoso (e desafiador). Uma batidinha que ocorre e bye bye primeiro lugar. A concentração aqui é peça chave.

Outro aspecto é que, de acordo com a categoria que você entra, a velocidade ainda fica mais alucinante. E, para melhorar, de tempos em tempos o veículo ganha um boost que pode ser acionado manualmente, ajudando a fazer ultrapassagens ou a retomar a velocidade após uma curva mal feita. Portanto, espere seu veículo chegando a mais de 1000km/h, algo que exigirá um controle absurdo, ainda mais se levarmos em consideração que existem rivais pela pista doidos para te abater. Nesse quesito, Pacer acertou legal, sobretudo por trazer aspectos conhecidos de jogos de corrida voltados para a ação em arcade: setas na pista que aceleram o veículo, itens coletados para utilizar os ataques e escudos para prolongar a vida na pista.

Pacer
Os gráficos de Pacer são bem bonitos, trazendo sombras e reflexos de qualidade. (Imagem: Divulgação)

Vale a pena comprar Pacer?

Colocando o jogador em corridas alucinantes em um planeta Terra futurista, Pacer conta com gráficos bem bonitos, tendo um detalhamento bem interessante na pista e nos veículos. Sua jogabilidade é bem divertida e desafiadora, o que me agradou bastante. Porém, se observarmos de uma maneira geral, o título não apresenta nenhuma grande novidade, ficando bem próximo de títulos como o já citado Wipeout o que, na realidade, não chega a ser ruim. Contudo, a jogabilidade gradativamente vai ficando repetitiva, mesmo em modos diferentes.

Por fim, vale mencionar que o título conta com um modo online, que é divertido para ser jogado contra amigos, mas peca no fato de não trazer um multiplayer local, algo que faz mais falta ainda se pensarmos nos consoles. Concluindo, se você é fã desse gênero de jogos de corrida (que anda meio sumido, é verdade), Pacer é uma boa opção. Todavia, não espere nada muito inovador. Ele se propõe a ser um jogo arcade divertido e cheio de ação, e entrega isso muito bem.

*Review elaborada em um PC equipado com GeForce GTX, com código fornecido pela R8 Games.

Pizza Fria

Reviews, notícias e tudo sobre o mundo dos games

Por Álvaro Saluan, Pizza Fria

Atualizado em 29 Nov 2020.

Mais notícias

MARVEL Future Revolution ganha data de lançamento

Jogos

Samurai Warriors 5 | Review

Jogos

Doki Doki Literature Club Plus | Review

Jogos

Hood: Outlaws and Legends | Review

Jogos

Dead Space Remake é anunciado para PC e consoles

Jogos

Battlefield 2042 revela “Portal”, uma nova experiência para os jogadores

Jogos