Guia da Semana

Guia da Semana

A experiência de se jogar através de celulares e outros dispositivos móveis é cada vez mais comum no mundo, sendo uma das melhores maneiras de popularizar o mundo do games. Mas muitas pessoas ainda insistem em querer minimizar essa parte dos jogadores, inferiorizando os jogos feitos para essas plataformas. No entanto, é nítido o desenvolvimento de jogos cada vez mais robustos e interessantes nesse meio. Seven Knights 2, game gratuito da Netmarble para iOS, Android e em versão Beta para PC, é um grande exemplo disso e será analisado aqui de forma detalhada.

No entanto, antes de iniciar esta análise, vale ressaltar que a experiência de fazer uma review de um título para celular também é uma novidade pra mim. Todavia, desde então, venho procurando novos títulos e tenho me surpreendido cada vez mais com o salto de qualidade dos jogos (eu era da época do Nokia do jogo da cobrinha). Sem mais delongas, se prepare para o combate e me acompanhe em mais uma análise do Pizza Fria!

Vinte anos depois dos acontecimentos de Seven Knights

Ao contrário do que possa parecer, sobretudo por ser um jogo mais voltado aos dispositivos móveis, Seven Knight 2 conta com uma narrativa simples, mas interessante, dando continuidade a história de seu antecessor, Seven Knights, permitindo aos jogadores revisitarem este universo de fantasia após 20 anos dos acontecimentos do primeiro jogo. Sem spoilers, claro, a história gira em torno dos Mercenários da Alvorada liderados por Lene, uma membro dos Sete Cavaleiros do jogo original. Os Daybreak Mercenaries embarcam em uma jornada para encontrar Rudy, o último membro dos Sete Cavaleiros, após uma série de eventos envolvendo uma garota misteriosa chamada Phiné, ligada com os poderes da destruição.

Tudo isso é apresentado em cerca de duas horas de cenas cinemáticas bonitas e detalhadas, como a do início do jogo, com diálogos que nos colocam no meio de toda a ação. Para um título como Seven Knights 2, a narrativa se enquadra bem com a proposta de ação do jogo. Particularmente, percebo muito a questão da trama nos jogos que costumo analisar, e aqui, podemos considerar que mesmo não sendo uma história extremamente aprofundada, ela dá um bom sentido para as cenas de ação, trazendo diversas interações entre os personagens.

seven knights 2
Seven Knights 2 pode ser jogado no PC e em dispositivos móveis. (Imagem: Divulgação)

Jogabilidade

Antes de mais nada, vale mencionar que a experiência de Seven Knights 2 conta com tutoriais muito bem explicados no início da aventura, facilitando muito a vida dos jogadores. Porém, existem diversas funções que podem nos confundir no início. Runas, equips, maestria, etc… Por um lado, esse tanto de coisa que o jogo proporciona é ótimo para nos permitir customizar ao máximo nossa equipe. Mas, ao mesmo tempo, pode deixar alguns um pouco perdidos. Mas não se preocupe, tudo é questão de prática, e ao longo do tempo, você logo pega as manhas e o jogo se torna mais simples ainda.

A jogabilidade de Seven Knights 2 nos coloca no controle, bastante automatizado, diga-se de passagem, de um esquadrão formado por até quatro personagens. Cada um dos membros da equipe deve ser alocado de forma cautelosa, pois cada um conta com sua própria arma, tipo de ataque, buffs de interação, habilidades ativas e formações específicas para o campo de batalha. Tendo uma série de mecânicas de RPGs baseados em turnos, Seven Knights 2 conta com aprimoramentos como armaduras, acessórios, pets e sistema de níveis, onde tudo influencia diretamente no poder do quarteto. Assim sendo, combine bem a equipe para não ter dificuldades nas missões e dungeons!

Com uma jogabilidade automatizada, jogar fica bem mais simples. (Vídeo: Divulgação)

Mesclando combate em tempo real com a mecânicas estratégica de muitos JRPGs, Seven Knights 2 nos permite alternar entre os membros da equipe, ativando habilidades ativas e habilidades finais. Além disso, você pode também optar por automatizar as funções, algo que dá muito certo nas missões iniciais. Os combates não são lá tão emocionantes como em outros jogos de RPG, mas a ideia de criar uma equipe específica para lutar em masmorras e missões funciona muito bem. Aliás, sobre níveis de desafio, eles vão ficando cada vez mais altos com o tempo, portanto dominar aspectos básicos de equipamentos e poderes é essencial para se dar bem.

Um ponto que pode ser considerado por alguns como negativo em Seven Knights 2 é a questão de ser um game “pay to win”, onde os rubis, moeda paga do jogo, pode comprar coisas como por exemplo aprimoramentos, personagens e armas, algo bem visto nos jogos gacha. No entanto, para essa review, vale ressaltar que utilizei basicamente dos rubis adquiridos ao fazer as missões do tutorial. A diferença fica enorme se nos depararmos com jogadores que investem bastante no jogo. Mas um jogo gratuito não se mantém sem esse tipo de material à venda. Essa questão fica mais evidente ao jogarmos as raids de 4 ou 8 jogadores, onde o equipamento e os níveis fazem muito a diferença.

O sistema de raids de Seven Knights 2 é desafiador. (Vídeo: Divulgação)

Gráficos e sons dignos de consoles

Uma coisa facilmente perceptível em Seven Knights 2 são seus gráficos extremamente bonitos para um título focado em dispositivos móveis, quebrando totalmente os preconceitos contra essas plataformas. Claro, não são comparáveis a um AAA de PlayStation 5 ou PC, mas mostram que os celulares estão se superando cada vez mais no processamento de jogos, popularizando ainda mais os jogos no mundo. Mas voltando, tanto a movimentação dos personagens quanto a parte gráfica são surpreendentes de uma forma positiva. Os personagens e mapas são bem desenhados, apresentando uma variabilidade de tipos muito interessante.

Na parte de áudio, o jogo também não deixa nada a desejar. Talvez seja incômodo a repetição das frases nos especiais, mas nada de absurdo. Os diálogos são engraçados e felizmente contam com legendas para o português, nos permitindo entender as piadas e brigas ocorridas dentro da equipe ou contra os inúmeros inimigos que matamos ao longo da aventura. Honestamente, Seven Knights 2 me surpreendeu e me fez perceber o quanto os jogos estão se desenvolvendo em questão de qualidade gráfica e jogabilidade nos dispositivos móveis, sendo minha “porta de entrada” para outros títulos.

seven knights 2
Os gráficos de Seven Knights 2 surpreendem bastante para um jogo mobile! (Imagem: Divulgação)

Vale a pena jogar Seven Knights 2?

Ao escrever esta crítica, tive a oportunidade de jogar Seven Knights 2 tanto no Android, quanto no PC. Nas duas experiências o jogo funcionou maravilhosamente bem. Enfatizo aqui a versão de celular, pois o jogo rodou com gráficos no máximo sem apresentar travamentos ou outros problemas. Aliás, a jogabilidade no touchscreen é simples e muito bem explicada no tutorial.

Se você é fã de RPGs de turno mesclados com ação em tempo real, não tem lá um PC muito potente e quer um jogo gratuito para passar o tempo, sinceramente, Seven Knights 2 pode ser uma excelente pedida, sobretudo por poder se jogado em dispositivos móveis e no PC, sendo inclusive a conta vinculada a um e-mail, possibilitando usa-la em ambas as plataformas. Em um primeiro momento, os aspectos de gacha e pay to win não atrapalham tanto o jogo, fazendo mais diferença mesmo em momentos como as raids.

Concluindo, em minha experiência, tudo ocorreu muito bem, mesmo com os aspectos de pay to win, sendo os desafios sendo gradativamente aumentados ao longo da narrativa, algo que proporciona um pouco mais de emoção, mesmo com alguns comandos automatizados e a jogabilidade relativamente repetitiva, não tendo o mesmo nível de emoção como Diablo, mas sendo um bom game no que se propõe. Desta forma, compensa disponibilizar um tempinho para o jogo da Netmarble, sobretudo se você estiver em uma viagem ou no ônibus indo para o trabalho e quer se distrair.

*Review elaborada em um celular Samsung M31 e PC equipado com GeForce RTX, com código antecipado fornecido pela Netmarble.

Pizza Fria

Reviews, notícias e tudo sobre o mundo dos games

Por Álvaro Saluan, Pizza Fria

Atualizado em 21 Nov 2021.